CBLoL 2020: Superioridade do Flamengo, vitória da paiN no clássico e muito mais na semana 01

Atual campeão iniciou a temporada de 2020 com duas vitórias e divide a liderança com a Prodigy e a Redemption.



Após longa espera, a Primeira Etapa da edição de 2020 do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) começou neste final de semana. Apesar de ter perdido boa parte do elenco que foi campeão no ano passado, o Flamengo mostrou que ainda tem forças e garantiu duas vitórias. Os Rubro-Negros dividem a liderança com os também invictos Prodigy e Redemption. Já no clássico entre paiN e INTZ, a equipe de brTT e companhia levou a melhor, deixando os Intrépidos entre os últimos colocados na tabela de classificação, com duas derrotas. Confira, logo abaixo, o resumo de todas as partidas que acontecerem no sábado e domingo.

Sem "lei do ex"

A paiN começou a partida tomando a iniciativa e logo conseguiu o Dragão da Montanha sem qualquer tipo de contestação do Flamengo. A primeira grande team fight do CBLoL 2020 aconteceu no covil do Arauto, mesmo sofrendo quatro abates, os Rubro-Negros ficaram com o objetivo que haviam iniciado e tiveram que defender. Aos poucos, o Flamengo foi construindo uma vantagem graças aos dragões que colecionava.

Quando foi a vez da paiN buscar um buff no covil do dragão, o Flamengo respondeu com força e a luta acabou com um Ace para os Rubro-Negros. Após outra team fight em que saiu com vantagem numérica, o Fla fez o Barão e usou a força do Na´Shor para levar o inibidor da rota do meio. A defesa da paiN parecia que surtiria efeito depois de um bom engage, mas o Flamengo se reorganizou e castigou os rivais com quatro abates.

O confronto pendia, cada vez mais, para o lado carioca e depois de uma luta dentro da selva, em que o Flamengo novamente colecionou diversos abates, a paiN não tinha mais o que fazer a não ser assistir sua base sendo demolida.


paiN — lado azul

Yang (Gangplank) — 5/5/7
SeongHwan (Rek’Sai) — 1/7/8
tinowns (Rumble) — 2/2/11
brTT (Varus) — 6/5/8
Key (Braum) — 1/4/12

Flamengo — lado vermelho

WooFe (Renekton) — 3/4/11
Ranger (Lee Sin) — 2/1/18
Goku (Sylas) — 10/1/11
Absolut (Xayah) — 7/2/12
Luci (Leona) — 1/7/16

Bans

paiN: Nautilus / Qiyana / Lucian / Le Blanc / Irelia
Flamengo: Akali / Aphelios / Miss Fortune / Jarvan IV / Orn
MVP: Goku

Reestreia de luxo

Após disputarem a final da Segunda Etapa do Circuito Desafiante de 2019, Vivo Keyd e Prodigy (antiga ProGaming) estão de volta ao CBLoL. Por força do destino, as duas organizações se enfrentaram logo na rodada de abertura e o resultado acabou sendo o mesmo do ano passado, quando a PRG ganhou, se sagrou campeã e mandou a Keyd para a Série de Promoção. O triunfo nessa estreia começou a se desenhar após fNb conseguir um bom abate sobre o Robo, na rota do topo.

Aproveitando de todo o poder de seu Kennen, fNb ia brilhando em cada uma das team fight, sempre com a ajuda de Wos. Com a vantagem sendo conquistada desde os primeiros minutos, a PRG pisou um pouco no freio na metade do duelo, mas sem nunca ser realmente ameaçada. Quando resolveu retomar a intensidade, a Prodigy fez a Vivo Keyd recuar até a base e garantiu a vitória.



Prodigy — lado azul

fNb (Kennen) — 4/1/11
Yampi (Elise) — 1/1/11
Aloned (Rumble) — 4/2/9
Garo (Miss Fortune) — 6/0/6
Wos (Pantheon) — 3/4/9

Vivo Keyd — lado vermelho

Robo (Zac) — 1/4/4
Grell (Lee Sin) — 2/4/4
NOsFerus (Ryze) — 2/3/4
Klaus (Aphelios) — 3/2/4
Professor (Nautilus) — 0/5/5

Bans

Prodigy: Olaf / Lucian / Renekton / Sylas / Aatrox
Vivo Keyd: Akali / Qiyana / Taliyah / Camille / Irelia
MVP: Wos

A surpresa

Após ter disputado as duas últimas finais e mantido o elenco para a temporada de 2020, a INTZ era apontada como uma das organizações mais fortes no início desta Primeira Etapa do CBLoL. Os Intrépidos começaram melhor, com bons resultados nas rotas inferior e superior. Mas, a vantagem foi sendo desperdiçada com decisões de luta equivocadas e que davam espaço para o crescimento de BalKhan e seu Karthus.

O caçador da Redemption, cada vez mais, passava a incomodar  com suas ultimates. Aos poucos, a equipe de Porto Alegre ficava mais poderosa, ao ponto de conseguir o Barão e tentar a vitória, que só não veio porque Tay conseguiu segurar o impeto dos adversários. Quando a INTZ se fortaleceu com o buff do Dragão Ancião, parecia que o rumo da partida seria alterado novamente, porém BalKhan voltou a brilhar e abriu o caminho para a  Redemption derrubar a INTZ.



INTZ — lado azul

Tay (Mordekaiser) — 8/7/3
Shini (Rek'Sai) — 5/6/3
Envy (Jayce) — 2/5/8
Mills (Aphelios) — 3/5/7
RedBert (Leona) — 2/9/8

Redemption — lado vermelho

Nyu (Orn) — 2/3/19
BalKhan (Karthus) — 9/5/13
Krastyel (Renekton) — 10/4/14
Patrick (Varus) — 10/5/15
BocaJR (Nautilus) — 1/3/18

Bans

INTZ: Elise / Taliyah / Rumble / Yasuo / Olaf
Redemption: Akali / Lucian / Miss Fortune / Ryze / Gragas
MVP: BalKhan

Controle total

A FURIA surpreendeu os adversários com uma inversão de rotas, enviando Anyyy para o topo e colocando Fitz no meio. O movimento parece ter deixado os Ninjas confusos e comprometeu todo o desenrolar da estratégia da KaBuM!. Com os rivais falhando no controle dos objetivos, os Panteras estavam sempre um passo na frente, tanto que ficaram com todos os dragões da partida, além dos buffs do Ancião e Barão.

Para piorar a situação, Alternative se mostrou extremamente agressivo e causou toneladas de danos durante as team fight. Totalmente dominada, a KaBuM! ofereceu pouca resistência e não demorou muito para que sua base fosse completamente destruída, deixando a vitória para a FURIA.




FURIA Uppercut — lado azul

Fitz (Renekton) — 4/3/5
Minerva (Jarvan IV) — 0/2/15
Anyyy (Zoe) — 4/0/10
Alternative (Aphelios) — 6/1/6
Damage (Nautilus) — 1/3/8

KaBuM! — lado vermelho

Parang (Aatrox) — 3/1/5
Wiz (Nidalee) — 4/0/2
Tutsz (Kassadin) — 2/4/2
Disave (Senna) — 0/4/8
Ceos (Leona) — 0/6/5

Bans

FURIA Uppercut: Elise / Rumble / Mordekaiser / Lee Sin / Le Blanc
KaBuM!: Akali / Qiyana / Lucian / Irelia / Fiora
MVP: Alternative

Rubro-Negro 100%

O início do confronto foi ruim para o Flamengo, com Ranger tentando surpreender o atirador e o suporte da Vivo Keyd atrás da torre T1 na parte inferior do mapa. No entanto, o caçador errou o casulo de sua Elise e acabou punido pelo Professor, que garantiu o First Blood. Para piorar a situação, a jogada custou o Flash de Luci e o Curar do Absolut. A Keyd não soube aproveitar essa vantagem, viu suas rotas sofrendo pressão e apenas assistiu os Rubro-Negros derrotando o primeiro dragão da partida e o Arauto.

O Flamengo foi aumentando o domínio por Summoner's Rift, ampliando a visão e conquistando novos objetivos. Para tentar não ficar muito para trás, a Keyd apostou suas fichas no terceiro dragão do jogo. Mas, o plano foi frustrado por um excelente ultimate de Goku, que com sua Qiyana atingiu três oponentes. Apesar da crescente superioridade de um dos lados, o placar de abates permanecia bastante próximo.

Os Rubro-Negros deram uma aula de controle e coordenação de team fight em um embate no rio, perto do covil do dragão. A vitória rendeu a alma do Dragão do Oceano para o Flamengo, além da oportunidade de iniciar o Barão. A Vivo Keyd até conseguiu atrasar a execução do objetivo com três abates, porém Ranger e WooFe permaneceram vivos e com o buff.

Tendo o poder do Na'Shor em mãos e depois de outro ótimo ultimate de Goku, o Flamengo destruiu os inibidores do meio e do topo. Com a base inimiga aberta, os atuais campeões do CBLoL marcharam pela rota inferior e demoliram rapidamente o último inibidor. A Keyd resistiu bravamente, mas não foi capaz proteger o Nexus e perdeu o jogo.



Flamengo — lado azul

WooFe (Renekton) — 2/4/5
Ranger (Elise) — 5/1/13
Goku (Qiyana) — 5/4/8
Absolut (Varus) — 9/1/10
Luci (Thresh) — 4/3/14

Vivo Keyd — lado vermelho

Robo (Vladimir) — 1/2/0
Grell (Taliyah) — 2/5/7
NOsFerus (Camille) — 5/6/3
Klaus (Xayah) — 3/2/3
Professor (Nautilus) — 2/10/6

Bans

Flamengo: Olaf / Senna / Lucian / Pantheon / Miss Fortune
Vivo Keyd: Rumble / Aphelios / Akali / Leona / Rakan
MVP: Luci

O poder da Qiyana

A FURIA Uppercut começou a partida tentando surpreender no meio. Acompanhado de Minerva e Damage, Anyyy partiu para cima de seu oponente de rota, porém a reação da Prodigy foi perfeita e o First Blood acabou indo para Aloned. O duelo prosseguiu de maneira equilibrada, com um time respondendo as ações do outro. Enquanto a FURIA abatia o Dragão Infernal, a PRG estava no Arauto; se a Prodigy pegava o buff do Oceano, a FURIA punia com abates e torres.

A situação prosseguiu assim até que a PRG foi pega de surpresa em uma boa iniciação da FURIA na rota do meio, rapidamente eliminando Garo. Porém, fNb e Aloned comandaram um belíssimo contra-ataque, com o jogador da rota topo saindo da luta com um Triple Kill. A vantagem da Prodigy continuava a aumentar e um pick off dentro da selva inimiga era a oportunidade que os Prodígios precisavam para iniciar o Barão. Enquanto sua equipe conquistava o buff, a Qiyana de Aloned fez a festa na selva, com um Double Kill que evitou que os Panteras se aproximassem do covil.

A Prodigy usou o Barão para empurrar todas as rotas e conquistar a alma do Dragão do Oceano. Com todo esse poder, foi necessário apenas controlar o mapa até que o Na´Shor nascesse novamente. Turbinada pelo segundo buff na conta, a PRG não precisou nem resetar depois do Barão e apenas seguiu para demolir todas as estruturas da base rival e conquistar a vitória.



Prodigy — lado azul

fNb (Renekton) — 6/1/7
Yampi (Elise) — 2/0/8
Aloned (Qiyana) — 11/1/8
Garo (Ezreal) — 2/2/8
Wos (Braum) — 1/2/13

FURIA Uppercut — lado vermelho

Fitz (Gangplank) — 1/5/2
Minerva (Gragas) — 1/5/1
Anyyy (Zoe) — 1/2/2
Alternative (Aphelios) — 2/5/2
Damage (Leona) — 1/5/2

Bans

Prodigy: Irelia / Rumble / Miss Fortune / Mordekaiser / Thresh
FURIA Uppercut: Akali / Lucian / Pantheon / Senna / Varus
MVP: Aloned

Domínio gaúcho

O First Blood nasceu de um gank de BalKhan na rota inferior, o caçador teve paciência para esperar o momento certo de atacar, executar o abate e ainda forçar os dois feitiços de DudsTheBoy. A KaBuM! se mostrava desorganizada e iniciou um dragão sem ter nenhuma pressão nas rotas, a ação afobada resultou na entrega do buff do Oceano para a Redemption. Os Ninjas tentaram responder no Arauto, porém o resultado não poderia ser mais desastroso. Os gaúchos ficaram com o objetivo e mais quatro eliminações.

Perdida no mapa, a KaBuM! foi pega de surpresa dentro da selva inimiga, em uma jogada que resultou em quatro abates para a Redemption, sendo um Double Kill para Krastyel. Outro engage sem coordenação dos Ninjas aconteceu no topo, entregando novamente mais quatro eliminações para os gaúchos, desta vez, com o Double Kill para Patrick. Com menos de 20 minutos, a Redemption derrubou o inibidor da rota do meio.

A luta decisiva começou no covil do Barão, a dominante Redemption conquistou o buff e partiu para cima da KaBuM!. Após um Ace, a equipe de Porto Alegre caminhou tranquilamente para a base inimiga e garantiu sua segunda vitória no final de semana de estreia do CBLoL.



Redemption — lado azul

Nyu (Orn) — 0/1/7
BalKhan (Rek’Sai) — 6/0/10
Krastyel (Orianna) — 7/1/9
Patrick (Aphelios) — 8/0/8
BocaJR (Braum) — 1/1/15

KaBuM! — lado vermelho

Parang (Vladimir) — 2/3/1
Wiz (Lee Sin) — 0/4/3
Tutsz (Irelia) — 1/5/1
DudsTheBoy (Miss Fortune) — 0/5/0
Ceos (Leona) — 0/5/3

Bans

Redemption: Mordekaiser / Akali / Lucian / Elise / Karthus
KaBuM!: Taliyah / Rumble / Renekton / Le Blanc / Yasuo
MVP: BalKhan

O primeiro clássico do ano

A INTZ, desde o início, fez de tudo para atrapalhar a vida de tinowns. Vendo seu jogador do meio resistindo bem a pressão, a paiN partiu para conquistar alguns objetivos no mapa e ficou com o Dragão das Nuvens, enquanto isso, os Intrépidos foram rápidos para derrotar o Arauto. Era uma partida de ação e reação, se a INTZ derrubava a T1 do topo, a paiN demolia a primeira torre da rota inferior e ainda levava como brinde um dragão, desta vez, da Montanha.

O ritmo do duelo começou a acelerar depois de um x1 entre Yang e Tay, o topo da paiN se saiu melhor e a equipe aproveitou o momento para derrubar duas torres, uma no meio e outra na parte de cima do mapa. A primeira grande luta aconteceu somente aos 22 minutos, a INTZ começou a fazer o Dragão do Oceano e brTT conseguiu impedir graças a um belo ultimate. A paiN ficou com o dragão, dois abates e ainda iniciou o Barão.

Então, foi a vez dos Intrépidos tentarem atrapalhar a conquista inimiga do buff  e até que se saíram bem, com duas eliminações que reduziram os prejuízos que o Na´Shor poderia causar. Outra team fight estourou no covil do dragão, a INTZ tentava ao máximo impedir o quarto dragão da equipe rival, mas a ação tardia não impediu que a alma do Oceano fosse para a paiN.

Com a vantagem crescente e depois de um abate sobre RedBert na rota do meio, a paiN aproveitou a superioridade numérica e levou seu segundo Barão. Além do buff, vieram outros três abates que tornaram mais simples a tarefa de detonar o Nexus da INTZ para garantir a vitória.


INTZ — lado azul

Tay (Rumble) — 0/2/2
Shini (Trundle) — 1/1/2
Envy (Cassiopeia) — 0/4/0
Mills (Senna) — 3/3/1
RedBert (Braum) — 0/1/3

paiN — lado vermelho

Yang (Mordekaiser) — 3/2/3
SeongHwan (Jarvan IV) — 2/1/7
tinowns (Le Blanc) — 2/0/7
brTT (Aphelios) — 4/0/2
Key (Thresh) — 0/1/8

Bans

INTZ: Taliyah / Elise / Qiyana / Irelia / Sylas
paiN: Akali / Nautilus / Lucian / Rek’Sai / Renekton
MVP: brTT

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.


Disqus
Facebook
Google