Halo (Multi): a lore que sustenta um dos mais importantes FPS de todos os tempos (Parte 3)

O universo de Halo se tornou tão popular e tão intrigante que os jogos não foram suficientes para explorar seu enredo

Halo (Multi) estava indiscutivelmente inserido no mundo dos jogos e, como todo produto de sucesso, se expandiria para livros e histórias em quadrinhos. É importante destacar que uma parte considerável da lore está presente na literatura, sendo então reconhecida como canônica.


Os eventos ocorridos entre Halo 2 e Halo 3 estão contidos em Halo: Uprising, uma série de HQs lançada pela Marvel Comics em quatro edições, cujo objetivo era ser lançada junto ao 3º jogo em setembro de 2007. No entanto, sofreu uma série de atrasos e somente a 1ª edição foi entregue dentro do prazo estipulado. As demais foram publicadas entre novembro de 2007 e abril de 2009.

Guerra Civil, dissidências e alianças

Após toda a confusão gerada com o fracassado ataque iniciado pelo Covenant, que culminou na destruição da High Charity, somente o Profeta da Verdade, Ord Casto, sobreviveu ao conflito. Agora, teria de lidar com a ruína do Covenant, dissidências de espécies alienígenas — que em número cada vez maior se aliavam aos humanos — e, por fim, proteger a própria vida, já que John-117 e Thel ‘Vadam estavam em seu encalço.

Enquanto Master Chief retornava para a Terra (após os eventos ocorridos em Halo 2) — e intencionando perseguir e executar o Profeta da Verdade —, o Coronel James Arckeson é interrogado por soldados Jiralhanae (espécie com maior rivalidade em relação aos Sangheili), estando a bordo do na Triumphant Declaration, um cruzador espacial de batalha integrante do Covenant.

Enquanto é torturado pelos Jiralhanae, o Coronel deixa claro que, caso o Covenant atacasse a Terra, jamais encontrariam a “chave”, também conhecida como “Chave de Osanalan”, sem a qual o sistema Halo não funcionaria corretamente, além de que ela estaria localizada na cidade de Cleveland.

No final das contas, a “Chave de Osanalan” era, nada menos, um pretexto a fim de atrasar os planos do Covenant, sendo tão somente uma chave imaginária que o Coronel inventou junto a seu irmão em algumas de suas brincadeiras quando eram crianças. O tempo ganho também serviu para que o United Nations Space Command elaborasse uma missão de captura contra as principais lideranças do Covenant.

Halo 3

Além da busca e captura dos líderes do Covenant empreendidos por John-117 e pelo United Nations Space Command — além da própria execução do Profeta da Verdade —, os humanos e seus aliados tentariam a todo o custo a ativação das estações Halo mediante a Arca, conforme mencionamos na 2ª parte deste artigo.

Master Chief e sua equipe estão a caminho da atmosfera terrestre e realizam um pouso forçado em uma selva localizada ao leste do continente africano, sendo logo resgatados pelo Sargento Avery Johnson, Thel ‘Vadam e alguns fuzileiros navais. Durante algum tempo em caminhada na selva, grupos de militares ligados ao Covenant são avistados, tendo Johnson a ideia de se dividirem em dois grupos menores para que não fossem capturados, sendo um deles constituído por John-117 e ‘Vadam.

Próximo à zona de extração, o grupo de Johnson foi capturado por um grupo de soldados da espécie Jiralhanae, não sem antes abater um grande número de soldados terrestres. Tendo conhecimento da captura, o grupo de Master Chief se mobiliza para o resgate de Avery, bem como o restante dos homens sobreviventes, realizando a missão com sucesso.
Jiralhanae, "Os Brutos", inimigos políticos dos Sangheili.


Com o resgate da maioria dos membros ligados ao United Nations Space Command, a missão giraria em torno de impedir que a Arca fosse acessada, pois, embora os membros do Covenant acreditassem que a estação espacial faria com que os “fiéis” fossem encaminhados à divindade, como criam em relação aos Forerunners. A verdade, porém, é que ela extinguiria a vida em toda as galáxias.

A missão giraria em torno da invasão da cidade de Voi, localizada no Quênia, território terrestre ocupado pelo Covenant após os ataques ocorridos em 2552, onde havia um Forerunner Dreadnought, um dispositivo que funcionaria como um portal e que permitiria o acesso à Arca, estando este sob os cuidados do Profeta da Verdade.

O ataque foi orquestrado pela Comandante Miranda Keyes e pelo Almirante de Frota Terrence Hood, cuja execução se daria com John-117 e um grupo de fuzileiros navais, que se encarregaria de abrir brechas nas defesas antiaéreas do Covenant enquanto a equipe de Hood iniciaria uma invasão contra o Dreadnought.
Um dispositivo Dreadnought.


Conforme a missão obtém progressos, o Profeta se vê coagido e ativa o dispositivo, criando um portal slipspace — método de transporte espacial desenvolvido pelos Forerunners, mais especificamente um “teletransporte” — e, enquanto isso, um cruzador espacial tomado pelo parasita Flood cai exatamente em Voi.

A despeito dos esforços humanos para abatê-lo, muitos soldados são contaminados por Flood, recebendo auxílio da espécie Sangheili na contenção do parasita. Enquanto isso, Comandante Keyes é informada por seus subordinados que a nave contaminada por Flood tem consigo a inteligência artificial Cortana e, após as devidas averiguações por John-117, ele descobre que nada mais é senão uma mensagem da IA, informando que o Gravemind (a inteligência que controla o Flood) intenta trazer a High Charity completamente contaminada para o espaço terrestre.
Ord Casto, o Profeta da Verdade.


Com duas frentes de batalha, Terrence Hood e o United Nations Space Command se encarregarão da invasão promovida por Flood, enquanto Miranda Keyes e o restante da equipe — incluindo John-117, Sargento Avery Johnson e a espécie Sangheili — seguirão pelo portal aberto pelo Profeta da Verdade.

Após uma bem-sucedida invasão às instalações, Master Chief e Thel ‘Vadam começam a desativar as torres que protegem o dispositivo e, ao iniciarem o processo na terceira torre, a High Charity, carregada de Flood (que havia passado pelo slipspace), atinge a Arca, dispersando inúmeros Flood, agravando as batalhas terrestres.

Parasitas espaciais não têm honra

A essa altura, o Sargento Johnson havia sido capturado pelos membros remanescentes do Covenant, sendo mantido cativo pelo próprio Profeta da Verdade, que o exibe aos homens do United Nations Space Command e exige que este acione os dispositivos Halo. Nesse tempo, Miranda Keyes atinge o salão com uma aeronave e decide que deve matar não apenas Johnson como a si própria, no entanto, é executada pelo Profeta. Após isso, o Profeta utiliza a mão de Johnson para ativar todos os Halo.

Gravemind então convence John-117 e ‘Vadam a impedirem o acionamento dos Halo (que, a essa altura, já estava em funcionamento), auxiliando-os na luta contra soldados do Covenant. Após ‘Vadam conseguir executar o Profeta da Verdade, o alienígena e Master Chief desativam o dispositivo, sendo então traídos por Gravemind.
A única preocupação de Gravemind é com a própria existência.


Johnson consegue escapar na espaçonave outrora utilizada por Keynes, enquanto ‘Vadam e John-117 escapam da fortaleza mediante um túnel de acesso anteriormente utilizado por eles. Neste momento, Cortana comunica a Master Chief que a Arca está desenvolvendo um novo Halo após a destruição do anterior (conforme ocorrido em Halo: Combat Evolved). No entanto, este novo dispositivo não estaria conectado à central, o que não exterminaria a vida nas galáxias.

Além disso, Gravemind deveria ser parado a todo custo, razão pela qual John-117 se dirige à High Charity acidentada, em busca de Cortana, que o orienta a sobrecarregar os motores da espaçonave para eliminar o ser que controla o Flood. Enquanto isso, Thel ‘Vadam auxilia no combate dos demais soldados humanos contra o parasita e, antes da explosão, os sobreviventes se dispersam em dois grupos: os membros do United Nations Space Command e Sangheili sobreviventes retornariam para a Terra, enquanto Master Chief e ‘Vadam se dirigiriam ao novo Halo em construção, pronto para ser ativado.
A famosa fragata Forward Unto Dawn.


Antes que pudessem fazê-lo, o sistema de proteção da Arca dispara contra os dois soldados, lançando Thel ‘Vadam para fora do centro de controle, ao passo que Master Chief aproveita o momento para destruí-lo. Após isso, John-117 e ‘Vadam se dirigem à fragata Forward Unto Dawn, mas, em razão da destruição das instalações, o portal é desativado no exato momento em que cada um dos soldados está em um ponto da espaçonave: ‘Vadam está na cabine, enquanto Master Chief está na popa, impedindo que ele retorne à Terra.

Um memorial é erguido em homenagem aos heróis da Guerra da Aliança Humana, sendo Thel ‘Vadam um dos homenageados, em razão de estar ao lado de John-117 nos momentos finais dele. O espartano é dado como morto, enquanto a espécie Sangheili retorna ao seu planeta natal.

Recomeços

As grandes ameaças contra a espécie humana foram provisoriamente eliminadas, como o parasita Flood e o Covenant, incluindo a High Charity, como seus principais líderes, os Profetas da Verdade, do Arrependimento e da Misericórdia. Além disso, espécies alienígenas poderosas, como os Sangheili, firmaram importantes alianças com os humanos e, a essa altura, são consideradas heroínas pelos terráqueos.
It's not the end, John!


Mais e mais, todos sabemos que há mais jogos no universo Halo e, com ou sem Master Chief, a continuidade do progresso humano e o surgimento de novos perigos seriam iminentes. O que nos reservarão os próximos episódios? Continuem acompanhando!

 Revisão: Ives Boitano

Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.


Disqus
Facebook
Google