Previsões 2020: o que esperamos da indústria dos jogos eletrônicos para o próximo ano

Em uma mistura de fatos, paixão e uma pitada de devaneios, confira a expectativa da nossa equipe de redatores para os jogos de 2020.

2019 foi indiscutivelmente um ano excelente para quem curte videogames. Tivemos o lançamento de excelentes títulos estreantes e remakes de qualidade, além da chegada de novos serviços e periféricos que incrementaram a indústria de jogos eletrônicos. Da mesma forma, 2019 nos deixou muitas promessas para o próximo ano: de jogos adiados a títulos inéditos, é inevitável a expectativa por pelo menos alguns desses títulos que estão por vir. Motivados por esse sentimento, nossa equipe compartilhou seus desejos e opiniões sobre o que está por vir nesse novo ano que se aproxima para esse hobby que tanto amamos.

Mário Carvalho


Mesmo com uma lista enorme de jogos por terminar, é difícil conter a animação com a lista de lançamentos para 2020. A minha não poderia começar sem  emplacar Cyberpunk 2077 (Multi) como o título que mais aguardo no próximo ano. A CD Projekt RED mostrou em The Witcher 3 (Multi) que toda a demora vale o resultado final e é impossível não esperar o mesmo de seu próximo jogo com uma pegada futurista. Atmosfera rica em detalhes e um contexto com tema pesado e que promete trazer alta interatividade com múltiplas opções de escolhas são alguns dos pontos que mais desejo encontrar. E se não podia ficar melhor, Keanu Reeves foi convidado para dar vida a um dos personagens centrais da trama.

Espero também por um remake de Resident Evil 3 no mesmo nível de seu antecessor, com uma Raccoon City vasta, um sistema de tomada de decisões modernizado e um Nemesis amedrontador capaz de destruir paredes, preparar emboscadas e fazer jogadores tremerem ao ouvir seu clássico grito. Na mesma pegada, sei que Jill possui todo um charme, mas Aya de Parasite Eve (PS) sempre foi a minha preferida quando o assunto era survival horror. Trazendo gráficos estonteantes para o console da Sony, uma bela trilha sonora, um enredo complexo aliado a sua jogabilidade única que combinava o melhor do terror e RPG. Parasite Eve conquistou muitos fãs, mas não teve a conclusão merecida, sendo uma excelente pedida para um remake na geração atual.


Ivanir Ignacchitti


Entre os lançamentos do ano que vem, minha maior expectativa é Digimon Survive (Multi). Sempre fui fã da franquia e joguei vários de seus jogos, mas o tom de survive em particular mexe bastante comigo. Inspirado pela primeira série de anime (Digimon Adventure), o RPG estratégico coloca o jogador na pele de um grupo de crianças que vai para um mundo estranho cheio de perigos e que precisa encontrar uma forma de sobreviver e voltar para o mundo real. Com a promessa de que as escolhas do jogador terão muito peso no desenrolar da trama (podendo até levar à morte de personagens), entrei 2019 com muita expectativa e continuo na torcida para que o jogo seja excelente.

Minha segunda maior expectativa é o curioso e pouco falado Fuga: Melodies of Steel (Multi). Se passando no universo compartilhado de Tail Concerto e Solatorobo, o RPG promete uma experiência roguelite única. Em meio a uma grande guerra, um grupo de 11 crianças encontra um tanque muito poderoso e decide usá-lo para resgatar seus entes queridos. Com múltiplos finais e a possibilidade de sacrificar um dos pequenos para utilizar o golpe especial do tanque, o jogo da CyberConnect2 me deixa ansioso para o seu lançamento.



Carlos França Jr.


Para 2020, como bom aficionado por jogos de luta que sou, meu foco principal é Guilty Gear Strive. Por enquanto só seis personagens, todos veteranos, foram confirmados, e a Arc System tem maltratado bastante os fãs, soltando trailers em doses homeopáticas. Porém, o jogo promete ser um dos melhores da série, trazendo uma boa evolução visual inspirada em Dragon Ball FighterZ. Infelizmente Strive ainda não possui uma data certa de lançamento, mas estarei aqui aguardando ansiosamente. Outro título de luta que também merece uma atenção especial é Under Night In-Birth Late[cl-r]. Agora, quanto aos lançamentos AAA, ficarei de olho em Cyberpunk 2077, que tem uma temática que me interessa muito, apesar de eu não ser fã de jogabilidade em primeira pessoa. Além disso, também acompanharei de perto Dragon Ball Z: Kakarot e One Punch Man: A Hero Nobody Knows.

Além deles, todo mundo pode sonhar né? Então eu desejo muito que a Capcom faça alguma coisa com Darkstalkers: pode ser remaster ou só colocar os três em um pacote só. É pedir muito? E por falar em especulação, surgiu um pequenino rumor de um novo Crash, que eu espero muito que se confirme também. Por fim, se a SNK quiser só revelar a data do novo King of Fighters XV, também agradeço muito. Que venha 2020!



Matheus Senna de Oliveira


Temos vários jogos interessantes que prometem muito em 2020, mas primeiro quero deixar meu destaque para The Last of Us Part II (PS4). A lista de qualidades para ele é grande: desenvolvido pela competente Naughty Dog no fim da vida do PlayStation 4, sua produção técnica deverá ser uma das melhores já vistas no console; continuação direta do gigantesco sucesso de 2013, que bateu de frente com jogos como GTA V (Multi); os vídeos e informações divulgados até o momento são incríveis, apontando para um game imersivo e desafiador. Promessa de um novo clássico do PlayStation.

Como segundo destaque, quero falar um pouco de Marvel’s Avengers (Multi). Afinal, o que se pode esperar do jogo baseado na franquia de filmes mais rentável e (provavelmente) mais popular dos últimos 12 anos? Personagens como Homem de Ferro, Thor e Capitão América são muito populares no mundo inteiro, e o game, que tem participação de gigantes como Square Enix e Eidos-Montréal, tem tudo para ser muito bem produzido e divertido. E conforme os vídeos e informações lançados até agora, ele realmente tem tudo para ser mais um dos grandes de 2020.



 João Pedro Boaventura


Não sei nem o motivo de eu estar escrevendo aqui. Afinal, só estou de olho no No More Heroes 3 (Switch) mesmo. Ok, admito, talvez eu acabe dando uma olhada em Dragon Ball Z: Kakarot (PS4/XBO), principalmente depois do trailer que simula a abertura do anime com cenas do jogo. Ah! Sou figurinha carimbada na página da XSEED Games por estar perguntando postagem sim, postagem não, a data do lançamento ocidental do Story of Seasons: Reunion in Mineral Town (Switch), que é remake do Friends in Mineral Town, do GBA.

P.S.: Vi que o Carlos lembrou do The King of Fighter XV. É, vai esse  também.



Hadan F.


O próximo ano prevê uma série de bons títulos e dois de meus principais interesses já foram listados por outros redatores, como The Last of Us Part II e Cyberpunk 2077. A proximidade com os consoles da nova geração também abrem portas às novas possibilidades, embora raramente títulos de anúncios em novos aparelhos chamem a atenção, exceto por Senua’s Saga: Hellblade II. Aguardemos os demais.

Mega Man Zero/ZXLegacy Collection chegará em fevereiro do próximo ano e, embora seja minha fase favorita da saga Mega Man, por possuir os títulos originais, acabo não me empolgando tanto. Minha esperança é a de que, com bons resultados da Capcom não apenas com remakes, mas também com novos títulos — como Resident Evil 7: Biohazard —, ela olhe novamente para a saga de X e a trate com o carinho que merece.



Alexandre Galvão


Como a maioria dos colegas, estou com boas expectativas para grandes jogos que serão lançados em 2020. Em especial com Cyberpunk 2077, onde embarquei no trem do hype na primeira estação e estou nele até hoje. The Last of Us Part II é outro que me chama a atenção, como qualquer dono de um PS4. Mas dos exclusivos, o que realmente tenho boas expectativas, e espero que sejam atendidas em sua maioria, é Ghost of Tsushima. Eu adoro filmes e jogos baseados (ou inspirados) em fatos e eventos como guerras, colonizações, explorações e acontecimentos históricos. E o jogo entrou no meu radar não só pela temática oriental, mas também por atender esse parâmetro.

O lançamento dos novos PlayStation e Xbox devem receber boa parte da luz dos holofotes neste início de década. Tenho grandes e boas expectativas para ambos os consoles e muita vontade de ver do que essas máquinas serão capazes de proporcionar, e até redefinir, sobre nossa experiência como jogadores. O futuro chegou, amigos. Só faltam mesmo os carros voadores, mas acho que eles não fazem falta.

Que venha 2020!


Essa foi a nossa lista com um pouco de tudo o que esperamos para o próximo ano. Alguns desses jogos estão na lista de vocês? Compartilhe conosco nos comentários. Em nome de toda a equipe posso afirmar com segurança que 2019 foi um ano inesquecível, dentro e fora desse mundo dos jogos eletrônicos e poder dividir parte dele com vocês é uma das experiências mais incríveis que já tivemos. Nós da equipe do GameBlast desejamos a todos vocês um 2020 fantástico, repleto de excelentes jogatinas.


Revisão: Farley Santos

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google