Matrix 20 anos - Os Melhores Jogos da Franquia

Há 20 anos Matrix revolucionou o cinema de ficção científica, aqui serão listados os melhores jogos baseados na série.

Em 21 de maio de 1999, há 20 anos, estreava nos cinemas o primeiro filme da saga  Matrix. Em uma das primeiras cenas, a personagem Trinity, interpretada pela atriz Carrie Anne Moss, desfere uma voadora em que ficava suspensa no ar enquanto a câmera girava ao seu redor. Esse efeito especial ganhou o nome de Bullet Time, por conta da cena mais emblemática do filme em que o personagem de Keanu Reeves, Neo, desvia de balas utilizando o mesmo efeito. Somente por conta dessa nova tecnologia de captura de imagens, Matrix já faria história nos cinemas, contudo essa é apenas uma parte do que fez com que esse filme se tornasse uma referência em ficção científica nos anos seguintes. Sua história, narrativa e referências filosóficas colocaram a obra em categoria de filmes que podem ser classificados como fenômenos culturais, o que acontece com Star Wars, Star Trek e Senhor dos Anéis.
A história

A humanidade foi escravizada pelas máquinas e era utilizada como combustível para alimentar a cidade das máquinas. Para que não que houvesse uma revolta, as máquinas deixaram os humanos hibernando em um sono, cujo o sonho era um sistema de computador chamado de Matrix, que simulava a vida real. Dentro da Matrix existiam programas de computadores, que podiam ser pessoas, eventos ou lugares, para tornar a farsa mais verossímil.

A maior parte dos humanos presos nesse transe nunca havia vivido fora do sistema. Alguns tiveram vida externa e foram aprisionados pelas Sentinelas, máquinas que buscavam humanos que ainda estavam fora da Matrix.

Os humanos, concentrados na cidade de Zion, então formam um grupo de rebeldes que pretendem libertar aqueles que estão aprisionados e derrotar as máquinas. Dessa cidade, Morpheus, interpretado por Lawrence Fishburne, comanda a nave Nabucodosonor para buscar o “escolhido” que pode pôr fim no domínio das máquinas.

Neo é o escolhido, de acordo com a profecia do programa Oráculo - que se apresenta como uma doce senhora que prepara biscoitos em um apartamento. Dentro da Matrix, Neo é apenas um programador que vende sistemas hackeados. Ele é encontrado por Trinity, tripulante da Nabucodosonor juntamente com Morpheus.

A partir daí, os eventos se desenrolam em três longas, Matrix, Matrix Reloaded e Matrix Revolutions. A trilogia mostra o embate entre os humanos e as máquinas, tendo como pano de fundo a tecnologia e a mitologia estabelecidas pelo primeiro filme. O vilão agente Smith, interpretado por Hugo Weaving, com sua fala pausada e bem colocada, também foi um marco na história da franquia.


Relevância

Na maioria das trilogias, o primeiro filme tende a ser o melhor avaliado por público e crítica, e isso acontece com a saga Matrix. Os efeitos especiais, as referências e o contexto social em que a internet como conhecemos hoje estava apenas tomando forma, fizeram com que o filme de 99 fosse um marco no cinema. Os óculos escuros, sobretudos pretos, telefones retrôs, pílulas coloridas e frases de efeito entraram no imaginário das pessoas na época, sendo reproduzidos em sátiras e em concursos de Cosplay ao redor do mundo.

Os três filmes foram sucessos comerciais, ultrapassando a marca dos 400 milhões de dólares cada. Contudo, o lançamento de Matrix Reloaded e Matrix Revolutions no mesmo ano, aliado à crítica negativa deles pode ter prejudicado a trajetória da saga nos cinemas.

Apesar disso, não é estranho ver que vários produtos foram derivados dessa história. Foram bonecos, animações, HQs e, como não poderia ser diferente, jogos de computador e consoles. Na época, 2003, quando foram lançadas as sequências de Matrix, o Playstation 2 reinava no mundo dos consoles acompanhado pelos concorrentes, Nintendo Gamecube e o Xbox original.

Os jogos 

O foco dessa matéria será em três jogos especificamente: Enter The Matrix, The Matrix Online e The Matrix: Path of Neo. Eles foram escolhidos pela sua relevância na história original dos filmes, momento em que foram lançados ou recursos implementados à jogabilidade. Há outros jogos lançados, porém esses três títulos representam muito bem a série nos jogos.


Enter The Matrix (PS2-Xbox-Gamecube-Multi)

Lançado em 2003, no mesmo ano de Reloaded e Revolutions, esse jogo talvez seja o de maior relevância para a série, uma vez que os atores dos filmes gravaram cenas exclusivas para ele. São quase 60 minutos de cenas que complementam a história do segundo longametragem. Bem diferente do que era feito com jogos baseados em filmes da época, esse recurso chamou a atenção de fãs de Matrix.

Enter The Matrix também segue a história da animação “O vôo final de Osiris” e tem como foco os personagens Niobe e Ghost. O jogador pode escolher entre esses dois personagens para controlar durante o jogo. A visão do game é em terceira pessoa e é um jogo de ação com combates diretos  misturando elementos de RPG em que você pode fazer escolhas.

Levando em consideração que esse jogo foi lançado há duas gerações, os gráficos são coerentes com a época. A jogabilidade é simples e simula muitos aspectos dos filmes, como as roupas, os cenários da Matrix e a câmera lenta do efeito bullet time. Esse foi um produto bem interessante para os fãs da série na época, por conta da relação com os filmes e o momento certo de lançamento, quando os filmes estavam em alta.

The Matrix Online (PC)

Dois anos tarde, em 2005, um novo jogo de Matrix surgia para PC com uma proposta diferente. The Matrix Online é o primeiro jogo MMORPG da série tem todos os seus eventos acontecendo dentro da Matrix. Logo na abertura do jogo você deve escolher entre as pílulas azul e vermelha, como nos filmes, e o jogo somente iniciará se a pílula vermelha for escolhida.

Os jogadores vão controlar personagens que pretendem permanecer conectadas à Matrix, portanto você não terá interação com o mundo real. A partir daí, você pode escolher entre três organizações: Zion, The Machines e Merovigian. As habilidades dos personagens podiam ser customizadas conforme à sua organização.

Apesar de apresentar bons gráficos e uma jogabilidade interessante, The Matrix Online foi descontinuado pela Sony em 2009, devido a um baixo número de jogadores nos servidores. Isso se deu pela falta de histórias novas e originais e outros produtos derivados da série.


The Matrix: Path of Neo (PS2 - PC)

Uma das mais constantes reclamações dos outros jogos era o fato de você não controlar o personagem principal da série, Neo. Isso não acontece nesse jogo, como o próprio título sugere. Em Path of Neo, você controla O Escolhido na sua jornada para libertar os humanos do domínio das máquinas. Algumas sequências do filme foram alteradas e ao final há um presente dos irmãos Wachowski, diretores e roteiristas da série, com um vídeo parabenizando o jogador por ter terminado o jogo.

A jogabilidade é bem parecida com Enter the Matrix, contudo o seu visual é um pouco inferior. Vale lembrar que esse jogo também foi lançado para a geração do Playstation 2, portanto seus gráficos serão equivalentes à época. Contudo, como esse jogo foi lançado em 2005, dois anos depois do lançamento do último filme da série, ele não teve tanto apelo ao público como aconteceu com Enter The Matrix. Mais uma vez, a falta de história novas e originais ceifaram o sucesso comercial desse jogo.

O futuro

Com o anúncio do lançamento de Matrix 4 nos cinemas, há chances muito grandes de novos jogos da saga serem lançados para as novas gerações de console. Podem surgir games mais interessantes aproveitando as novas tecnologias e narrativas adotadas em jogos de mundo aberto, algo semelhante à Horizon Zero Dawn ou GTA.

Desses jogos elencados aqui, o único que você não poderá desfrutar é The Matrix Online, o que é uma pena, pois apresentava os melhores gráficos e jogabilidade. Quanto aos outros, é possível buscar um emulador ou tirar a poeira do seu PS2, Xbox ou Gamecube.

Revisão: Guilherme Endler



Jornalista amante de games campanha com uma boa história e saudosista dos 16bits (especialmente da Sega). Curte uma jogatina degustando um bom achocolatado!
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook