Atelier Dusk Trilogy DX (Multi) chega ao Ocidente em 14 de janeiro

Trilogia de RPGs poderá ser jogada no PC, PS4 e Switch no ano que vem.


A Koei Tecmo anunciou a data do lançamento ocidental de Atelier Dusk Trilogy DX. A coletânea de RPGs chega ao PC, PS4 e Switch no dia 14 de janeiro de 2020. Os jogos poderão ser comprados tanto individualmente quanto em um pacote mais barato com os três títulos.


A série Atelier é subdividida em subséries isoladas, cada uma com seu próprio mundo. Dusk corresponde a três jogos originalmente lançados no PS3 (e posteriormente no PS Vita): Atelier Ayesha, Escha & Logy e Shallie. A nova versão traz gráficos melhores, uma grande quantidade de conteúdos antes lançados como DLCs e a possibilidade de acelerar a movimentação e as batalhas.

Atelier Ayesha conta a história da jovem herbalista Ayesha Altugle. Após sua irmã Nio desaparecer, a garota parte em uma jornada marcada por alquimia e pelos laços formados com outros personagens. Será ela capaz de salvar sua irmã?


Atelier Escha & Logy permite ao jogador escolher entre assumir o papel da jovem alquimista Escha Mallier ou do oficial da Central City Logyx Fiscario. Ambos trabalham juntos no Development Department que buscam utilizar alquimia para auxiliar nas funções necessárias do departamento. Além disso, serão eles capazes de entender o que causou o fenômeno de Dusk que aflige o mundo?

Por fim, Atelier Shallie conta a história das jovens Shallote Elminus e Shallistera. Vivendo na cidade oásis de Stellard. Juntas enfrentarão várias dificuldades para atender às demandas dos cidadãos e tentar realizar seus sonhos. Ao mesmo tempo, junto com os personagens dos jogos anteriores, elas terão a oportunidade de alcançar os segredos mais profundos por trás do fenômeno de Dusk.

Fonte: Koei Tecmo (Twitter, página oficial

é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.

Comentários

Google
Disqus
Facebook