Jogamos

Análise: Metal Wolf Chaos XD (Multi): O preço da liberdade

Jogo é um bom trabalho de preservação, mas não mais do que isso.


Acredito que a primeira coisa que deva ser falada de Metal Wolf Chaos XD é sobre seu histórico. O game foi desenvolvido pela From Software em 2004 e lançado exclusivamente no Japão, só para o primeiro Xbox. Por conta disso, podemos supor que um público extremamente seleto foi capaz de jogá-lo.


Após 15 anos, a Devolver Digital, através da desenvolvedora General Arcade, traz esse título para as plataformas atuais. Não há como negar que Metal Wolf Chaos é uma pérola dos anos 2000. Mas devo dizer que talvez ele tenha mais valor por sua raridade do que por suas qualidades de gameplay.


É golpe?

A premissa de Metal Wolf Chaos XD é deveras simples. O vice presidente americano resolveu dar um golpe e tomar o poder do presidente. Como ele faz isso? Com a força do exército e mechas. O querido presida é obrigado a fugir da Casa Branca com seu próprio robô. Após fugir da casa branca, e se salvar, ele começa a campanha pela retomada da liberdade a partir da costa oeste dos EUA.

A trama é essa. Espere encontrar todas as piadas e trocadilhos possíveis relacionados à luta pela liberdade e aos Estados Unidos, além de uma coleção de frases de efeito, dignas do bons filmes de ação dos anos 80. É engraçadinho, especialmente se o tema te agrada, mas não mais que isso. Não que seja um problema, dada a proposta do game que, bom lembrar, é de 2004.



Acredito que o que mais importa aqui é falar sobre jogabilidade e, nesse ponto, o título dá uns tropeços. Mas antes de tudo, uma ressalva importante. Alguns podem imaginar que Metal Wolf Chaos XD é um jogo extremamente difícil e punitivo, por ser cria da From Software, entretanto digo que tal suposição está bem errada. Não há nada que lembre os famosos jogos da série Souls.

O controle do mecha é simples, com poucos comandos. Sua movimentação é fácil e o que mais me pegou, ao menos no começo, foi o menu para troca de armas, que não é muito intuitivo para os dias de hoje. Com o tempo é possível se acostumar. Aliás, a ideia de ter várias armas anexadas do robô e como elas são trocadas é bem bacana.

Quero ver quem pega essa referência

Take America Back

O problema de Metal Wolf Chaos é sua repetição e ritmo. Todas as fases são resolvidas da mesma maneira: destrua os alvos, mate o chefe, siga para a próxima missão. É sempre a mesma coisa.

Tá, mas ao menos esse processo é divertido, você me pergunta? Infelizmente não. Apesar do game te oferecer um vasto arsenal, todos os problemas podem ser resolvidos com um lança-míssil em uma mão, para destruir prédios e inimigos pesados, e um fuzil na outra, para ameaças leves. O lança-míssil, aliás, eu diria que é indispensável, pois é o único tipo de armamento que dá dano significativo nas estruturas, especialmente no começo do jogo.

Falando sobre os inimigos, eles pouco variam, e seu nível de ameaça geralmente não é preocupante. Os que fogem dessa regra, contudo, pulam para o outro extremo e conseguem te matar com uma facilidade absurda, com uma leva de mísseis ou um raio de energia que drenam sua vida em um instante.



Morrer nesse caso é uma punição mais grave do que em qualquer Dark Souls. Não há qualquer checkpoint, a fase simplesmente encerra, e então você deve começar tudo de novo. Intensificando o problema da repetição. Mas sendo justo, no geral, ele não é um jogo difícil — acho que morri mais vezes caindo de precipícios — só porque decidi jogar de forma mais cadenciada. Foi a única maneira eficiente que encontrei para jogar, ainda que não muito empolgante.

Quanto à parte técnica, foram feitos ajustes mínimos ao original. Adaptações dos menus e dos gráficos para as resoluções atuais, outros ajustes de interface e só. Enquanto sob aspecto de preservação, é legal ter um jogo da forma como ele saiu, fazendo falta algumas atualizações. A qualidade do som é bem ruim, com uma mixagem bem fraca. Ao menos o título está totalmente traduzido para o português.

The President of the Great United States of America


Metal Wolf Chaos XD é um jogo bem mediano. Possui uma jogabilidade simples, e suas missões acabam girando sempre em torno dos mesmo objetivos. Depois de um tempo de jogo, acaba cansando pela falta de variedade.

É bom que um título já soterrado pelo tempo volte a ser disponibilizado. Mas Metal Wolf Chaos XD vale mais nesse sentido de preservação por ser um grande game. Talvez lá em 2004 ele fosse merecedor de uma nota maior, mas hoje em dia pode-se dizer que é um título que não envelheceu bem. Vale pela curiosidade, não mais do que isso.

Prós

  • Preservação de um jogo raro;
  • História propositalmente forçada.

Contras

  • Repetição de gameplay;
  • As opções de armas não fazem muita diferença;
  • Qualidade do áudio.


Metal Wolf Chaos XD — PS4/XBO/PC — Nota: 6,5
Plataforma usada para análise: PlayStation 4


Revisão: Mariana Mussi S. Infanti
Análise produzida com cópia digital cedida pela Devolver Digital


Formado em Game Design, desistente da Matemática Aplicada e atualmente cursando Jornalismo. Ainda aguardo o retorno triufal da Sega, fã de Metal Gear, Dark Souls e várias coisas vindas lá do Japão.

Comentários

Google
Disqus
Facebook