Stage Select

Grand Theft Auto: The Ballad of Gay Tony — Party's Over e a história entre Tony Prince e Luiz Lopez

Tony Prince e Luiz Lopez protagonizam uma das melhores subtramas de Grand Theft Auto IV.

Party’s Over é crucial para a conturbada relação de amizade existente entre Anthony Prince, dono de duas das maiores casas noturnas em Liberty City e Luiz Fernando Lopez, seu sócio e guarda-costas, traficante e lutador de rua nas horas vagas. Praticamente toda a expansão gira em torno dessa amizade entre ambos os personagens e na missão em destaque, será o momento em que seus respectivos destinos serão selados.

Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City

Grand Theft Auto IV (Multi) foi o primeiro jogo da franquia a apresentar expansões desde Grand Theft Auto 2 (Multi). A primeira, denominada The Lost and Damned, se volta para a gangue de motoqueiros liderada por Billy Grey, cujo braço direito, Johnny Klebitz, é um dos personagens recorrentes do título original.

The Ballad of Gay Tony, por sua vez, foca-se na relação de amizade existente entre Tony e Luiz, além das trapalhadas em que o empresário noturno se mete a fim de alavancar seus negócios. Ambos os DLCs foram posteriormente lançados em um único pacote intitulado Grand Theft Auto: Episodes from Liberty City, lançado para PC, PlayStation 3 e Xbox 360.

Particularmente eu adoro a segunda expansão em razão da personalidade de Tony: um usuário de entorpecentes que sofre em decorrência de relações problemáticas com amigos e namorado que apenas o exploram materialmente, além de sofrer de dificuldades financeiras em seus clubes, que o levam a se envolver com algumas das mais perigosas quadrilhas em Liberty City.

Luiz, embora aparece rapidamente na trama principal de GTA IV, era um personagem que merecia uma história central, assim como Johnny, felizmente entregue nos respectivos DLCs — e, embora não seja objeto de nosso artigo, TBoGT o fez com maestria.

Tony: empresário, homossexual, usuário de entorpecentes e durão

Há quatro personagens declaradamente homossexuais em GTA IV: Florian Cravic, ex membro do pelotão ao qual Niko Bellic integrava, sendo um dos três sobreviventes do ataque que seu grupo sofreu —, Tony Prince, Elizabeta Torres, uma traficante de entorpecentes que rege seu negócio com mão de ferro e Dimitri Rascalov — um dos antagonistas mais perigosos e bem desenvolvidos do título. O mais interessante em GTA IV é que essa característica não foi explorada no jogo de forma caricata ou negativa, o que é um ponto positivo para a Rockstar nesse sentido.

Tony é um típico negociante que busca meios em lidar de forma não violenta na solução de problemas para não manchar a imagem dos clubes — embora não escusasse em ameaçar um blogueiro que o difamava do alto de um helicóptero —, em contrapartida ao temperamento impulsivo de Luiz. Ao mesmo tempo, embora este seja guarda-costas pessoal de Prince, em duas oportunidades do jogo o empresário dá mostras de que não morrerá senão enfrentando com fogo um mal inevitável. E a missão Party’s Over é a melhor representação disso.
Tony Prince comandando seu império do entretenimento de classe.
Essa é a penúltima missão de TBoGT e ocorre exatamente dentro do Maisonette 9, clube exclusivo de alto padrão pertencente a Tony, no qual estão presentes Rocco Pelosi e Uncle Vince. Ambos determinam que Luiz execute seu parceiro de negócios para que assumam seus clubes, em razão de sua dívida com a quadrilha.

Quando Vince lhe entrega uma pistola a fim de matar Tony, Luiz opta por disparar contra Vince, sendo impedido por Prince de também matar Rocco por sua posição na quadrilha. Diante da omissão de Lopez, Rocco foge do clube informando que os russos logo invadirão o ambiente para matá-los em razão de uma frustrada negociação de diamantes, incidente que ocorre principalmente na trama central em GTA IV.
É aqui o ponto crucial de Party's Over.


Durante boa parte do DLC Tony e Luiz discutem, sendo a maioria das vezes por más decisões tomadas pelo empresário que colocam a dupla em risco — e isso não é diferente nesta missão. É hilário observar o “bate-boca” dos personagens enquanto lutam lado a lado contra a máfia russa. Nesse ponto, Anthony não se faz de rogado porque, enquanto Luiz é controlado pelo jogador, o NPC controlado por IA auxilia no massacre ocorrido dentro do clube, se recusando a entregar o jogo.

A cena em CG que ocorre após o incidente persiste na discussão, contudo, logo Tony percebe que Lopez jamais faria algo contra o amigo, embora pudesse optar por uma vida menos problemática ao lado de Rocco. Ao invés disso, preferiu proteger o amigo e manter-se ao seu lado.

Uma história e tanto

GTA IV tem entre seus objetivos contar uma boa história e a problemática relação de amizade entre Tony e Luiz foi muito bem executada. É igualmente divertida e mantém sua dose de emoção. Afastado de sua família em razão dos crimes cometidos, Lopez foi praticamente adotado por Prince, que lhe ofereceu uma oportunidade em se afastar das ruas e sempre o chama de “sócio”.
Lopez e Prince (à direita) comandando o massacre.


TBoGT foi um acréscimo interessante ao enredo de GTA IV e certamente vale a experiência, com Party’s Over sendo o maior destaque na relação de amizade existente entre os protagonistas. E quanto a vocês? Compartilhem conosco suas melhores experiências no DLC e missões favoritas!

Revisado por Mariana Mussi S. Infanti

Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook