Jogamos

Análise: Dauntless (Multi) é um excelente Monster Hunter gratuito

Cace monstros em equipe e crie armas e armaduras poderosas nesse título multiplataforma.

Copiar mecânicas e ideias é uma prática comum no universo dos games. Seja através de pequenos elementos ou então de conceitos completos, vários títulos são desenvolvidos claramente se inspirando em franquias mais famosas. Dauntless (Multi) se encaixa nesse quesito, sendo fortemente baseado na série Monster Hunter. Nesta Análise, vamos conferir porque esse jogo é muito mais do que apenas uma mera “cópia” e merece um papel de destaque no mercado.

Muito além de um Monster Hunter genérico

A franquia Monster Hunter começou com um título homônimo lançado em 2004 para o PlayStation 2 (posteriormente ele teve uma versão para Nintendo Wii lançada somente no Japão). E foi nesse game que tivemos a estreia das principais mecânicas que tornaram a série famosa no mercado: caçar e combater monstros poderosos, além de criar e melhorar equipamentos e itens para utilizar nas batalhas.
Monster Hunter é particularmente popular no Japão
Vários títulos surgiram desde então, sendo que Monster Hunter: World (Multi), de 2018, é o último deles. Com inspiração direta nessa série famosa, Dauntless (Multi) foi lançado oficialmente no dia 21 de maio de 2019 para PlayStation 4, Xbox One e PC, sendo que uma versão para Nintendo Switch chegará ainda neste ano.

Tal qual sua inspiração, Dauntless tem como mecânica de jogo principal caçar monstros gigantes, chamados de Behemoths. Existem vários tipos diferentes, com habilidades e comportamentos distintos. Antes das batalhas, o jogador pode customizar o seu personagem, que recebe o título de Slayer, com vários tipos de armas, roupas, itens e equipamentos.
Prepare-se para grandes batalhas em Dauntless
Depois de escolhida a missão, o jogo, que é inteiramente online, reúne uma equipe de quatro jogadores para a batalha. O time é então lançado em um grande e belo cenário onde deve rastrear o Behemoth para então enfrentá-lo. Também é possível coletar materiais ao longo do caminho, que poderão ser usados para criar novos itens (mais sobre isso depois).
Derrotar os poderosos Behemoths é o objetivo principal do game
Inicialmente, o título foi planejado apenas para PCs, mas a possibilidade de angariar mais jogadores (entre outras razões) foi determinante para a produtora Phoenix Labs trazer o jogo para todos os consoles da geração atual. E para aumentar ainda mais as possibilidades, o game é do tipo cross-plataform. Ou seja, ele permite que usuários de todos os dispositivos possam jogar juntos.

Outra grande qualidade do jogo é ser free-to-play. É sempre gratificante encontrar novos títulos gratuitos e de qualidade. Afinal, apesar das lojas virtuais constantemente receberem lançamentos e promoções, infelizmente nem sempre os jogadores têm recursos suficientes para adquiri-los. Logo, Dauntless é realmente uma opção interessante para qualquer gamer.

Um longo e bem sucedido desenvolvimento

Mas se engana quem pensa que Dauntless merece destaque somente por ser um “Monster Hunter gratuito”. O game lançado em maio de 2019 é resultado de um longo planejamento, com produção bem pensada e diversos recursos bem lapidados. Um exemplo é a jogabilidade simples e funcional.
Aprender os movimentos dos monstros ajuda muito durante os combates
Um ataque leve e um pesado, esquiva, pulo, habilidade especial e itens. Combos podem ser executados com comandos específicos, mas o grande segredo é o timing entre os golpes. Lembre-se que todos os movimentos exigem stamina, então não basta atacar ou esquivar a esmo.

Para quem não sabe, o título teve vários testes fechados e exibições iniciais para avaliação. Posteriormente, Dauntless finalmente recebeu uma versão Beta aberta para PC em maio de 2018. Até o lançamento oficial, ela contou com diversos eventos e atualizações, de forma muito semelhante a um game já presente no mercado.
Behemoths podem ter habilidades elementais, como por exemplo fogo, gelo e pedra
Essa proposta serviu tanto para que a equipe pudesse testar a produção do jogo quanto para expandir o número de jogadores. Além disso, os desenvolvedores puderam utilizar o feedback da comunidade de forma contínua. O número de jogadores já chegou até 6 milhões, demonstrando a força do título.

O game, embora gratuito, conta com vários itens e opções que só podem ser obtidas via moeda virtual comprada com dinheiro real (embora hoje em dia mesmo os jogos pagos mais caros também tenham essa característica). Embora as opções gratuitas sejam bem limitadas, ao menos não temos um favorecimento exagerado a quem utilizar dinheiro.
Monte o seu personagem de acordo com o seu gosto, mas não esqueça de balancea-lo de acordo com os requerimentos da missão
Ao contrário de vários outros games, Dauntless não conta com sistema loot box; ou seja, nada de adquirir pacotes fechados com itens aleatórios. Assim, as compras são feitas de maneira direta, com o jogador escolhendo exatamente o que quer obter. Isso vale para todos os itens, como armas, armaduras e customizações.

Os gráficos são bonitos e muito coloridos, com uma pegada um pouco mais cartunesca. As roupas têm várias formas diferentes, assim como as armas, permitindo que o jogador possa customizar a aparência e o poder de seus equipamentos de forma livre.
As ambientações no jogo são bem interessantes
Embora os personagens em si sejam um pouco simples, os Behemoths, cenários e equipamentos são mais caprichados. O design dos monstros, falando nisso, varia desde aves gigantes até dinossauros rochosos. As músicas, dublagens e efeitos sonoros são interessantes e combinam bem com a atmosfera do jogo.

Lutar, criar e lutar novamente

Devido as suas duas principais atividades consistirem em lutar contra monstros e obter materiais para criar/melhorar itens, o jogo pode ser considerado do tipo RPG de ação. Outro ponto que sustenta essa classificação é a sua estrutura de habilidades e armas. O jogador pode escolher entre espada, lança, marreta, machado, uma espécie de nunchaku e um conjunto de duas armas.
Escolha sua arma favorita antes de partir para as caçadas
Conforme utilizamos cada uma delas, novas habilidades são liberadas, além de diferentes variações para as suas aparências e funcionalidades. Os equipamentos e itens também podem ser evoluídos de acordo com o progresso nas missões e monstros derrotados. Aumento bruto de poder e efeitos elementais são algumas das opções.

Para isso, também fazemos uso dos materiais encontrados nas missões. Partes de monstros, madeira, flores, rochas e vários outros itens podem ser coletados e utilizados no sistema de crafting. Dauntless traz uma boa sensação de evolução para o jogador, onde o esforço em avançar sempre proporciona melhorias notáveis.
Colete todos os itens que puder durante as missões: eles serão úteis em algum momento
As primeiras missões do jogo pareceram significativamente fáceis. Os monstros apresentaram comportamentos mais simples, permitindo a execução de ataques poderosos sem grandes problemas. Mas conforme novas batalhas foram surgindo, alcançar um resultado nível S (o mais alto) foi se tornando mais difícil.

Behemoths mais fortes, com habilidades especiais cada vez poderosas começam a aparecer, exigindo cada vez mais dos membros da equipe. Ou seja, o game conta com um sistema de progressão bastante equilibrado, levando o jogador a melhorar suas capacidades e equipamentos para poder progredir.
Saber atacar e desviar nos momentos certos é a chave para o sucesso
É importante frisar que o título é, de certa forma, restrito às suas duas mecânicas básicas: enfrentar monstros e criar/melhorar itens. O game também não apresenta um enredo elaborado ou personagens interessantes.

Não há variações no gameplay, o que pode frustrar alguns jogadores que gostariam de ter novas opções. Variações como “caça-a-bandeira”, missões de escolta ou de sobrevivência seriam adições interessantes, que dariam mais vida ao game. Ainda assim, Dauntless entrega uma experiência muito boa no que propõe.

Para Monster Hunter nenhum botar defeito

A comparação com a famosa franquia é inevitável, mas está longe de ser injusta. Pelo contrário: Dauntless é capaz de oferecer mecânicas de jogo muito competentes. Caçar monstros gigantes utilizando vários tipos diferentes de armas, equipamentos e customizações é sempre um ótimo e divertido desafio. Apesar do foco exclusivo nos combates contra Behemoths, sua qualidade e gratuidade o tornam uma excelente opção para qualquer biblioteca.
Muitas aventuras em Dauntless!

Prós

  • Bom equilíbrio nos desafios e mecânicas de jogo sólidas;
  • Jogabilidade simples e divertida;
  • Boa quantidade de customizações, tanto cosméticas quanto funcionais;
  • Gráficos competentes, com destaque para monstros e cenários;

Contras 

  • Afora sistema de crafting e combate contra Behemoths, o game é limitado;
  • Opções gratuitas reduzidas para personalizar o visual do personagem.
Dauntless - PC/PS4/Xbox One/Switch - Nota 8.0
Versão utilizada para análise: PS4
E você, leitor? O que achou de Dauntless? Deixe o seu comentário.

Revisão: Raphael Barbosa

é redator do site GameBlast desde maio de 2018 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.

Comentários

Google
Disqus
Facebook