Retrospectiva E3 2018: o que aconteceu com os anúncios da Bethesda e da Ubisoft?

Relembre os principais anúncios das duas empresas na E3 2018 e saiba qual é a situação deles um ano depois



A E3 2019 está a pouco mais de uma semana de distância e nós, amantes de jogos, estamos cheios de expectativas para as novidades que serão mostradas no evento. Todo ano, no mês de junho, a comunidade gamer é tomada pela mesma ansiedade e em 2018 não foi diferente. As grandes empresas de videogame fizeram diversos anúncios, alguns que já se concretizaram, outros que ainda aguardam sua estreia. Para manter o hype lá no alto e nos preparar para a próxima E3, vamos descobrir o que houve com os anúncios de duas gigantes do ramo, a Bethesda e a Ubisoft, um ano depois da última feira.

Bethesda

A distribuidora se apresentou no domingo, 10 de junho, e foi a responsável por encerrar a noite. Grande parte das novidades envolveram DLCs e ports, com destaque para o conteúdo adicional de Prey (Multi), mas os jogos anunciados tiveram peso suficiente para fazer valer a apresentação. A empresa soube dar um bom gostinho para o público ao mostrar o gameplay de Rage 2 (Multi) e Fallout 76 (Multi), enquanto gerava uma grande expectativa com os teasers de Doom Eternal e The Elder Scrolls VI, um dos jogos mais esperados da década. Além disso, ainda tivemos o anúncio de Starfield, uma nova franquia, e o trailer de uma edição muito especial de Skyrim. De modo geral, foi uma conferência consistente no conteúdo apresentado. Confira como estão atualmente esses anúncios:

Rage 2

O título abriu a noite da companhia com muita pompa, contando até com apresentação da banda de Andrew W.K., responsável pela música-tema do jogo. Sua revelação seria na própria E3, mas a Walmart canadense vazou a informação cerca de duas semanas antes, o que gerou uma alfinetada de Pete Hines, vice-presidente da Bethesda. A janela de lançamento era a primavera de 2019 (outono no Brasil) e, de fato, no dia 14 de maio, Rage 2 chegou para PC, PS4 e XBO. 

Trata-se de um FPS bem colorido e anárquico, sobre uma Terra que teve 80% da população exterminada por um asteróide. Nesse mundo pós apocalíptico turbulento, gangues de bandidos estão à solta e a Autoridade, um grupo poderoso, deseja governar de modo opressivo. Cabe ao protagonista lutar contra esses inimigos e defender a liberdade das pessoas. Isso tudo, é claro, regado a muito sangue e violência.

A continuação de Rage (Multi), este lançado em 2011, parecia ser bem promissora; porém, infelizmente, o jogo não parece ter feito jus às expectativas: recebeu avaliações mistas tanto da crítica quanto do público, angariando uma média de 73 no Metacritic. As maiores reclamações giram em torno de bugs, história ruim, personagens sem carisma e curta duração da campanha principal. A Bethesda apostou bastante nesse título, mas agora, quase um ano depois, vemos que as desenvolvedoras id Software e a Avalanche Studios entregaram um produto com qualidade aquém do esperado.

Doom Eternal

A continuação do Doom (Multi) de 2016 e quinto jogo principal da série foi revelado na E3 2018 através de um curto teaser, que não mostrava nada demais, mas já foi suficiente para deixar a comunidade e os fãs entusiasmados. Mais detalhes de Doom Eternal foram prometidos para a QuakeCon 2018, ocorrida em 09 de agosto. Nesse evento, a Bethesda finalmente mostrou o primeiro gameplay do FPS de matar demônios, mas nenhuma data de lançamento foi confirmada, apenas uma previsão para algum momento de 2019. Ele está sendo desenvolvido pela id Software e estará disponível para PC, PS4, XBO, Switch e Stadia, a plataforma do Google. É provável que o jogo retorne na E3 2019, então, só nos resta aguardar e torcer por uma data de estreia.

Fallout 76

Essa prequel da história da franquia Fallout é provavelmente a maior decepção entre os anúncios da Bethesda na última E3. O jogo já havia sido revelado em 30 de maio de 2018, mas só na conferência recebeu seus primeiros detalhes e um lançamento definido para 14 de novembro de 2018. Fallout 76 se passa na Virgínia Ocidental no ano de 2102, 25 anos após uma guerra nuclear causar uma grande devastação. O “76” do título se refere ao Vault 76, o abrigo onde habitam todos os personagens. Ao contrário do restante da franquia, o jogo é totalmente online e focado no multiplayer, tanto que não conta com NPCs, apenas os jogadores reais.

Apesar de ter gerado hype, o título não se saiu nada bem, recebendo notas pífias dos jogadores e bem medianas da críticas. Houve muitas reclamações no lançamento quanto a bugs e quedas de performance, o que forçou a Bethesda a lançar diversas atualizações para corrigir os problemas. Ainda assim, a falta de inovação geral contribuiu para que o título não fosse bem recebido.

Fallout 76 também foi o centro de outra polêmica: a edição especial do jogo, que custava 200 dólares, vinha com alguns produtos extras, como uma mochila de lona. No entanto, os jogadores receberam uma mochila mais simples feita de nylon, material mais frágil e barato. A companhia não havia informado aos compradores sobre essa mudança e, como pedido de desculpas, ofereceu 500 átomos (moeda do jogo que pode ser comprada por 5 reais na loja virtual) a todas as vítimas da propaganda enganosa. Uma bola totalmente fora da Bethesda.

Wolfenstein: Youngblood

Um spin-off da famosa franquia de FPS que estará disponível para PC, PS4, XBO e Switch. O jogo foi revelado através de um teaser na E3 2018, mas nada mais foi revelado até esse ano. Em março, descobrimos que essa aventura multiplayer chegará em 26 de julho de 2019 e que adquirir a Deluxe Edition permitirá que um amigo jogue com você mesmo que ele não possua o título. O convite torna o download gratuito ao seu companheiro de jogatina; porém, ele só poderá jogar quando o comprador original estiver online. A aventura se passa 20 anos após Wolfenstein II: The New Colossus (Multi) e acompanha a história das gêmeas Blazkowicz na busca por seu pai, B. J. Blazkowicz, em Paris enquanto ajudam a liberar a França da ocupação nazista.

Starfield

A primeira nova franquia da Bethesda em 25 anos recebeu apenas um teaser e a garantia de que fará sua estreia na próxima geração de consoles. É uma ideia que eles vêm trabalhando há quase uma década, segundo Todd Howard, diretor e produtor executivo da empresa. A aventura se passará no espaço, mas não sabemos mais nada além disso.

The Elder Scrolls VI

A Bethesda fechou a apresentação com chave de ouro ao mostrar um teaser do sexto capítulo de uma das mais famosas franquias de RPG. Após a E3 2018, quase nenhuma informação adicional foi divulgada. Durante a Pax East foi revelado que, infelizmente, o jogo não só não estará presente na E3 2019, como também não sairá antes de Starfield, ou seja, é provável que só venha também para a próxima geração de consoles.

Ubisoft

No ano passado, em 11 de junho, segunda-feira, a companhia francesa realizou uma apresentação bem sólida, recheada de gameplays e títulos de peso. Foi extremamente competente ao mostrar velhas franquias como Just Dance 2019 (Multi) e Trials Rising (Multi), até mesmo surpreendendo com o anúncio de Assassin’s Creed Odyssey (Multi). Por outro lado, não negligenciou novas IPs, de modo que Skull & Bones e Starlink: Battle for Atlas (Multi) também figuraram na conferência. Vejamos como andam os anúncios da empresa:

Just Dance 2019

Não é surpresa para ninguém que todo ano teremos um novo título de Just Dance. Dessa vez não foi diferente e a série musical abriu a apresentação da Ubisoft, ao som de uma banda instrumental que tocou diversas canções que estariam no jogo, enquanto os personagens caminhavam até o local da conferência. A empresa dispensou um anúncio mais formal no palco, valendo-se apenas desses aparatos e do próprio peso da franquia para revelar que em 23 de outubro de 2018 era dia de mexer o esqueleto novamente. Obteve uma recepção mediana por ser mais do mesmo e não inovar, mas cumpre bem sua função no mercado. Just Dance 2019 conta com o Just Dance Unlimited, um serviço por assinatura que permite ao usuário fazer streaming de músicas exclusivas e de jogos anteriores. De qualquer modo, a maior surpresa foi o fato do Nintendo Wii também receber o novo título.

Beyond Good and Evil 2

O sucessor espiritual de Beyond Good and Evil (Multi), lançado em 2003, apareceu com um trailer cinemático e será uma prequel da aventura original. Alguns detalhes foram revelados, como o fato de que vários personagens antigos e novos estarão presentes no jogo, além da possibilidade de jogar sozinho ou em modo cooperativo. Um gameplay foi revelado em dezembro de 2018 através da própria página oficial do game, mas, apesar disso, seguimos sem uma data de lançamento e sem saber para quais plataformas ele chegará.

Trials Rising

O anúncio do sexto jogo da série principal de Trials foi divertido: o diretor criativo Antti Ilvessuo chegou ao palco montado em uma motocicleta para revelar o trailer de Trials Rising. O gameplay apresentado parecia fiel aos jogos mais antigos, o que agradou os fãs de longa data. O lançamento ocorreu em 26 de fevereiro de 2019 para PC, PS4, XBO e Switch e, embora tenha conseguido notas favoráveis da crítica, o jogo não agradou tanto aos jogadores, que ficaram descontentes com o sistema de experiência (algo bem inusitado em um game cujo objetivo é vencer pistas cheias de obstáculos em uma moto) e as microtransações.

Tom Clancy’s The Division 2

Um trailer cinematográfico e um vídeo com alguns minutos de gameplay ilustraram a presença da sequência de The Division (Multi). O jogo já havia sido anunciado em 09 de março de 2018 e algumas informações já eram de conhecimento do público, como o fato da história ser ambientada em Washington D.C. Prometido para 15 de março de 2019, o título saiu na data prevista para PC, PS4 e XBO, obtendo uma recepção bem favorável da crítica, que elogiou as inovações feitas em relação ao primeiro. Alguns bugs e missões repetitivas geraram críticas por parte do público, mas nada que atrapalhasse o bom desempenho desse third person shooter.

Skull and Bones

Quem curtiu as batalhas navais de Assassin’s Creed IV: Black Flag (Multi) provavelmente irá gostar desse novo jogo, que se inspira na aventura pirata da franquia dos assassinos e promete oferecer uma experiência totalmente voltada para batalhas navais e pirataria em um mundo aberto. O título já havia sido anunciado na E3 2017 e estava programado para sair na segunda metade de 2018, mas já foi adiado duas vezes desde então: primeiro para 2019 e depois para algum momento após março de 2020. A Ubisoft trouxe um pouco mais do gameplay do título, que sairá para PC, PS4 e XBO.

Transference

Esse thriller psicológico foi anunciado pelo ator Elijah Wood (o Frodo de Senhor dos Anéis), que atualmente faz parte da Spectrevision, e por Benoit Richer da Ubisoft Montreal. As duas desenvolvedoras uniram forças para lançar um jogo focado em realidade virtual, que contaria ainda com a presença de atores reais. Foi lançado em 18 de setembro de 2018, com boa aprovação da crítica e do público, sendo nomeado, inclusive, na categoria de “Melhor jogo de realidade virtual” na Golden Stick Awards.

Starlink: Battle for Atlas

A nova IP da Ubisoft apostou em dois aspectos: o sistema toys-to-life, onde bonecos reais podem se conectar ao jogo, como já acontecia em Disney Infinity e Skylanders, e em um crossover com Starfox. O primeiro é opcional e o segundo era exclusivo para o Switch, o que explica grande partes das vendas no Reino Unido terem sido para o console da Nintendo.

O ponto alto foi a ilustre presença de Shigeru Miyamoto, que recebeu das mãos de Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, a réplica da Arwing exclusiva da versão para Switch. O jogo foi lançado também para PS4 e XBO em 16 de outubro, com uma recepção razoável tanto da crítica quanto do público, mas não foi um grande sucesso. Está disponível para PC desde 30 de abril de 2019.

The Crew 2

A sequência de The Crew (Multi) recebeu um trailer que mostrou os diferentes tipos de veículos terrestres, aéreos e marítimos que poderíamos pilotar nesse jogo de corrida em mundo aberto. A história principal consiste, basicamente, em um protagonista anônimo que quer se tornar o maior corredor dos EUA e, para isso, deve vencer todas as 4 modalidades de corrida disponíveis: Street Racing, Off Road, Freestyle e Pro Racing.

O título saiu para PC, PS4 e XBO em 29 de junho de 2018, pouco depois da última edição da E3. The Crew 2 recebeu análises bem mistas e não figura entre os grandes sucessos recentes da Ubisoft.

Assassin’s Creed Odyssey

Em um movimento surpreendente, a companhia encerrou sua conferência anunciando um novo título da franquia Assassin’s Creed, que já havia sofrido uma reformulação em Assassin’s Creed Origins (Multi). Era esperado que a série fizesse mais uma pausa, porém, a Ubisoft contrariou as expectativas e mostrou um trailer cinematográfico junto a um vídeo de gameplay. Dessa vez, o período histórico escolhido foi a Grécia Antiga, mais precisamente no século V a.c., durante as guerras entre Atenas e Esparta.

A história se passa antes dos acontecimentos do jogo anterior e, pela primeira vez, poderemos escolher entre dois protagonistas, Alexios e Kassandra. O lançamento ocorreu em 05 de outubro de 2018 para PC, PS4 e XBO, sendo recebido com ótimas avaliações da crítica e do público. Foi nomeado para diversas categorias em diferentes premiações e, sem dúvidas, conseguiu ofuscar o título anterior. Assassin’s Creed Odyssey já recebeu diversos DLCs, com o mais recente, Fate of Atlantis, programado para receber seu segundo episódio, Torment of Hades, hoje, 04 de junho.


Esses foram os maiores anúncios dessas duas empresas na E3 2018. Alguns se concretizaram, enquanto outros quase não receberam novas informações a respeito. Entre grandes fracassos e estrondosos sucessos, é possível fazer um balanço positivo dos jogos disponíveis. E você, leitor? Quais suas expectativas para a E3 2019?

Revisão: Giba Hoffman




Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook