Doom Eternal (Multi) não terá partidas "deathmatch" tradicionais em seu multiplayer

Além da volta do multiplayer clássico da série, a id Software também não descarta a possibilidade de haver cross-play no novo jogo.


Depois do fracasso do multiplayer de Doom em 2016, a id Software não quer errar de novo com Doom Eternal. Por conta disso, a empresa apresentou, durante a conferência da Bethesda na E3 2019, um novo/velho estilo de multiplayer para seu próximo jogo. E parece que o sem graça deathmatch do título anterior não vai retornar mesmo.


A informação foi confirmada pelo veterano produtor executivo da id Software, Marty Stratton, em uma entrevista para o site americano IGN. Segundo Stratton, o multiplayer de Doom Eternal será exclusivamente focado no Battlemode "2x1" mostrado na E3. "O legal disso é que será trazido direto de Doom, é o combate que os jogadores querem e amam, você está familiarizado com a jogabilidade, jogando como um Slayer", comentou o produtor.
"Quando você olha para trás para Doom 2016, nós meio que fizemos algo mais tradicional. Habilidade vs habilidade, twitch vs twitch. Ele não tinha nenhum dos componentes de Doom que as pessoas amavam da campanha. Não tinha os Slayers ou os demônios de uma forma significativa. Ele apenas meio que saiu reto, então nós realmente invertemos o script sobre ele e decidimos que precisávamos desenvolvê-lo internamente, precisávamos puxá-lo do que realmente é Doom: demônios vs Slayer."

O diretor criativo da id Software, Hugo Martin, reforça a mesma ideia:
"Em 2016, descobrimos que precisávamos liderar e não seguir. No singleplayer, nós lideramos. E nós conseguimos, fizemos um jogo Doom, não necessariamente nos importamos com as tendências ou algo assim. No multiplayer, pegamos um pouco disso e um pouco daquilo e tornou-se óbvio para os fãs e óbvio para nós que não era isso que queríamos fazer. Nós desenvolvemos o multiplayer de Doom: Eternal internamente e nos concentramos em tornar no melhor multiplayer possível. Parece Doom, mas com nossos amigos."
Além de focar nos aspectos que dão certo na série Doom, a id Software também está aberta para a possibilidade de haver cross-play em Doom Eternal. A empresa, inclusive, deixou claro que não há qualquer impedimento tecnológico para que isso aconteça. "Não fizemos nada que tecnicamente impeça isso (cross-play), por isso adoraríamos que acontecesse", comentou Stratton. "Queremos conectar os jogadores de várias formas possíveis, há muitas (questões) de publicação e first-party que precisamos resolver, mas do ponto de vista técnico, garantimos que não nos limitamos para isso", completou.

Doom Eternal tem lançamento confirmado para o dia 22 de novembro para Nintendo Switch, Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Fonte: IGN

No currículo tem publicidade e jornalismo, mas no coração tem games. É um entusiasta da história dessa indústria infame e um colecionador esporádico. Se quiser conversar sobre a guerra dos consoles e outros assuntos, pode mandar uma mensagem no Twitter para @carloscirne

Comentários

Google
Disqus
Facebook