Dicas e Truques

Sekiro: Shadows Die Twice (Multi) — Guia de finais

Jogo conta com quatro finais diferentes, alguns com missões bem trabalhosas para serem executadas.


O mais recente jogo da From Software, Sekiro: Shadows Die Twice, quebrou com vários elementos habituais dos últimos jogos da desenvolvedora. O que foi ótimo, pois trouxe um produto totalmente novo, com uma jogabilidade e narrativa principal bem diferentes do que estávamos acostumados em Dark Souls e Bloodborne.


Contudo, Sekiro traz algumas características comuns a seus irmãos mais velhos, e uma delas são os múltiplos finais. A história possui quatro desfechos possíveis, sendo que dois deles exigem alguns passos bem específicos para serem atingidos.

Vamos trazer aqui um guia para conseguir alcançar esses quatro encerramentos. Vale dizer, só para desencargo de consciência, que o texto tem vários spoilers.



O ponto chave para todos os finais é o encontro com o Coruja no topo do Castelo de Ashina. A partir dele que as missões vão se afunilando. Contudo é bom frisar que é possível fazer as missões para os finais “Purificação” e “Paralelo” ao mesmo tempo. Usando um backup do arquivo de save, é possível fazer esses dois encerramentos mais o terceiro “Rompimento da Imortalidade” de maneira mais rápida. Isso porque o que irá mudar serão somente os itens entregues a Kuro após derrotar o último chefe.

Final Shura

Esse é o final que oferece o caminho mais curto até os créditos. É obtido ao escolher a opção "Obedecer ao Código de Ferro, renunciar Kuro", na conversa com o Coruja no topo do Castelo de Ashina. Basta seguir em frente após a escolha e você verá esse final. Simples assim.

Para os próximos três finais, você deve escolher necessariamente “Desobedecer ao Código de Ferro, permanecer leal a Kuro”, ao encontrar Coruja no topo do Castelo Ashina.

Final Rompimento da Imortalidade

Esse é o final “padrão” do jogo. Após a escolha, Coruja será seu oponente. Siga pela campanha normalmente e, após derrotar o último chefe, entregue para Kuro somente o item “Lágrima do Dragão Divino”.


Final Purificação

Este final envolve alguns passos específicos para ser alcançado. Também é a única rota para obter uma Memória e dois Pedaços de Conta que, de outra forma, não podem ser alcançados. Tudo começa se colocando contra o Coruja no encontro do Castelo.

Os passos a seguir devem ser feitos ANTES de derrotar o Dragão Divino, obrigatoriamente.
  • Após derrotar Coruja no topo do Castelo de Ashina, vá até Kuro e Emma. Fale com eles até esgotar os diálogos.
  • Depois desse passo, se posicione atrás das paredes que ficam na sala, de modo que você consiga Bisbilhotar a conversa entre Kuro e Emma. Pode ser necessário descansar em algum ídolo para o evento acontecer.
  • No passo seguinte, fale com Emma quando ela subir as escadas. Caso ela não tenha feito isso, repita os passos anteriores até ela mudar de lugar. No diálogo, responda “Concordo. Kuro não pode ser morto”.
  • Descanse no ídolo e fale com Emma novamente.
  • Descanse mais uma vez e encontre Emma novamente, dessa vez próximo ao Ídolo do Túmulo Antigo.
Emma vai estar na frente desse túmulo

  • Agora vá até o Templo Dilapidado, Emma deverá estar lá. Se posicione atrás do templo para Bisbilhotar uma conversa entre ela e o escultor.
  • Na sequência, converse com a moça. Selecione a opção “Perguntar sobre o que você ouviu”. Emma vai te dar o item “Amuleto de guizo do pai”.
  • Use o guizo ali mesmo na estátua para acessar as memórias da Propriedade Hirata, mas em uma versão um pouco diferente. Para acessar essa nova área, o jogador já deve ter derrotado Lady Butterfly. Caso não, derrote-a para ter acesso a essa nova memória.


Passando por todos esses passos, a quest está praticamente terminada. O penúltimo passo é derrotar novamente o Coruja, no mesmo local onde antes enfrentamos Lady Buttterfly. Esse confronto pode ser feito APÓS derrotar o Dragão Divino — mas atenção que você já deve ter ao menos visitado a nova memória antes de matar o Dragão.

Derrotando Coruja na memória, Sekiro receberá o item “Flor Aromática”. Entregue a Flor e a “Lágrima do Dragão Divino” para Kuro após derrotar o último chefe.

Final Retorno

Este com certeza é a missão que demanda mais trabalho. É importante frisar que TODOS os passos para esse final devem ser feitos antes da luta contra o Dragão Divino. Tudo começa lutando contra o Coruja e se mantendo leal a Kuro. Em seguida faremos da seguinte forma:
  • Comece explorando o Templo Senpo. Lá você deverá obter o item “Capítulo Sagrado: Infestado". Caso você vá ao templo antes de derrotar Genichiro, o item está com um monge bem no templo central. Depois da luta, o item estará no fundo de um lago (use o ídolo “Cercanias do Templo). Nesse caso, você precisará da habilidade de mergulho, obtida somente após derrotar o espectro da Monja Corrompida.
  • Após a “luta” contra os macacos dos biombos no templo, você irá encontrar a Cria Divina. Dê a ela o “Capítulo Sagrado: Infestado" se já o tiver.
  • Na sequência, peça "Arroz" para a Cria Divina. Repita essa operação três vezes. Detalhe, ela só vai te dar um novo item se você não possuir nenhum no inventário. Coma o arroz, viaje para qualquer ponto, volte e pegue outro.

  • Após o terceiro arroz, a Cria vai ficar doente e irá te pedir um Caqui. Existem alguns pelo templo, caso você já não tenha pego ainda. Outra opção é comprar do mercador próximo ao ídolo Shugendo.
  • Dando o Caqui para a Cria ela vai de devolver outro item, “Arroz para Kuro”.
  • Vá até Kuro e entregue o item para o garoto.
  • Repouse em algum ídolo e volte para falar com Kuro. Ele vai te dar o  “Bolinho de arroz doce”. Coma o bolinho na frente do garoto e converse com ele para receber outro bolinho.
  • Volte para o Templo Secreto e fale com a Cria Divina, conte sobre os dons culinários de Kuro.
  • Saia e volte do Templo. Eventualmente a Cria não estará mais lá. Ela foi para os Corredores da Ilusão. Vá até ela.
  • Conversando com a garota, ela irá pedir um item que está em uma caverna à esquerda do Templo Senpo. É uma caverna sem saída, do lado oposto ao da escada que dá acesso à construção. Lá, bem no final, você vai encontrar o “Capítulo Sagrado: Retorno do Dragão”.

  • Repouse em algum ídolo para que a Cria volte para o Santuário. Lá entregue o novo Capítulo Sagrado. A cria vai pedir dois caquis de serpentes, que na verdade são dois corações de serpentes — sim, aquelas gigantes que você já deve ter tido o prazer de conhecer.
  • A ordem tanto faz, mas vamos primeiro para a “Víscera fresca de serpente”. Volte para o começo da área, onde fica um anão perto de um dispositivo segurando uma pipa. Ataque ele usando o ninjutsu Marionete. Isso fará o pobre coitado ficar segurando a pipa lá no alto. Siga em frente e, após o primeiro grande templo, há uma árvore que permite alcançar a pipa. Passando por ela, siga em frente e você encontrará uma cobra gigante. Pule em cima dela para uma execução e pegue o item.

  • Para pegar a “Víscera seca de serpente”, volte até o ídolo antes da arena do Guardião Primata. Desça pelo pântano até o local onde fica um vendedor. Próximo há uma caverna. Avance por ela até encontrar outra serpente gigante. Vá se esgueirando pelo caminho até encontrar um macaco amedrontado. Use nele o ninjutsu de Marionete e o animal vai atrair a atenção da cobra. Use a brecha para entrar no templo e pegar o item necessário.
  • Volte e entregue os dois itens para a Cria Divina. Ela vai pedir para você sair. Repouse no ídolo e a porta do templo estará fechada. Bisbilhote.
  • Repousando de novo, a porta irá se abrir. Fale com a Cria e ela te entregará “Lágrimas Congeladas”.

  • Após derrotar o último chefe, entregue a Kuro ambos os itens: Lágrimas Congeladas e a “Lágrima do Dragão Divino”.
Assim terminamos o guia. Lembre-se de, caso fique travado em algum passo, repousar em algum ídolo ou viajar até outro mapa e voltar. Em último caso, avance um pouco na história e as etapas seguintes devem ser liberadas.


Formado em Game Design, desistente da Matemática Aplicada e atualmente cursando Jornalismo. Ainda aguardo o retorno triufal da Sega, fã de Metal Gear, Dark Souls e várias coisas vindas lá do Japão.

Comentários

Google
Disqus
Facebook