Playstation 5: Sony promete maior atenção com jogos exclusivos

A ideia é repetir e ampliar a fórmula de sucesso do PlayStation 4, entregando ainda mais títulos de peso.


Após as recentes declarações do diretor global da divisão PlayStation, Jim Ryan, esse será um dos principais objetivos para seu próximo console. Mantendo a receita tradicional da marca em oferecer variedade e qualidade quando se trata de exclusivos.



Com o anúncio da aquisição de novos estúdios durante a última E3, a Microsoft demonstrou que esse é o principal caminho para agradar e ampliar sua base de fãs.

A Sony não pretende ficar para trás de sua principal concorrente. Em uma reunião sobre investimentos, Jim Ryan afirmou que a estratégia da companhia será de investir no crescimento de sua biblioteca de títulos de forma orgânica: promovendo os estúdios pertencentes a Sony ou por meio de novas aquisições.

Durante muitos anos  a Sony manteve a tradição de adquirir novos estúdios ou formar parcerias exclusivas. O último grande exemplo dessa prática foi a compra da Sucker Punch em 2011, responsável por InFamous e agora encarregada pela produção de Ghost of Tsushima. E a parceria com a Insomaniac Games que trouxe Marvel's Spider-Man exclusivamente para o PlayStation 4.

Segundo o analista Daniel Ahmad, o executivo da Sony teria adicionado os seguintes comentários:

> Investimento em 13 estúdios first party ao redor do mundo.
> Planos de expansão através de crescimento orgânico ou de novas aquisições.
> Progresso na criação de títulos de alto retorno após o lançamento (exemplo: conteúdos adicionais).



Como de costume, a Sony deixa claro que a disputa será acirrada na próxima geração. Com a chegada da retrocompatibilidade e os planos para novos exclusivos, a empresa cria cada vez mais atrativos para nos convencer sobre a aquisição de um futuro PlayStation 5. 

Fonte: Pushsquare

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook