Jogamos

Análise: Minecraft Village & Pillage (Multi) mantém a diversão e renova o interesse pelo jogo

Village & Pillage, nova atualização de Minecraft, oferece novos animais, inimigos e modos de jogo.












Na proximidade de seu décimo aniversário, Minecraft, o tradicional jogo de aventura e de construção de blocos da Mojang, se reinventa com a nova atualização, trazendo remodelações de NPCs e itens, novas mecânicas, estruturas, arma, além de novos amigos e inimigos. A penúltima atualização oportunizou aos jogadores que explorassem os oceanos e a vida marinha, agora é a hora de novas aventuras em terra firme.

Se segure que aqui é o bonde!

Village & Pillage aproxima ainda mais o conceito de aventura para Minecraft. Os tradicionais esqueletos, zumbis e aranhas ainda perambulam mundo afora, no entanto, novos inimigos estão à espreita: os "Pillagers", mobs que patrulham em grupos de até cinco membros os biomas Taiga, Deserto, Planície, Savana e outros que deles derivem. Armados com crossbows (nova arma inserida e reproduzível pelo jogador) e chefiados por um "capitão" (identificado por um estandarte com a estampa de seus rostos) que, ao ser eliminado, insere no jogador o novo efeito "Mau Presságio", que perdura com o mesmo por longos minutos — ou até que se aproxime de alguma vila.



Ao se aproximar de alguma vila sob esse efeito, o jogo iniciará a mecânica de "Invasão", que nada mais é senão uma raid em cinco ondas de ataques contra os pobres Villagers. Uma barra que funciona como contador de tempo se encherá e será responsabilidade do jogador protegê-la a todo o custo. A primeira onda consistirá no avanço de tropas com besteiros e a cada inimigo abatido, o indicador mostrará quantos membros da invasão ainda restam. Com a derrubada deste, um novo marcador de tempo se iniciará, oportunizando que o herói se recupere antes da próxima onda de ataques.

Novos ataques consistirão em novos e mais poderosos membros como os já conhecidos Evoker e Vindicator (outrora vistos apenas em mansões na Floresta) e a Witch. Em dado momento, o ataque será reforçado pelo novo mob "Ravager", uma espécie de montaria cujo poder e resistência são equivalentes aos do Iron Golem. Quando todas as ondas forem derrotadas, um segundo efeito ocorrerá, acompanhado de uma conquista: "Herói da Vila", com direito a comemoração com fogos de artifício (literalmente). Em agradecimento, os Villagers oferecerão descontos em trocas e eventualmente lançarão em sua direção itens em acordo com as profissões, como livros pelos bibliotecários e trigo pelos agricultores. Embora também possua um tempo de duração, será um bom momento para obter ainda mais esmeraldas e itens mágicos.

Mas não se engane, Pillagers não ficam apenas perambulando por aí: em suas viagens, o jogador poderá eventualmente encontrar uma de suas bases, fortemente guarnecida e cujos residentes estarão prontos para revidar qualquer aproximação de estranhos!



A inserção de novos inimigos trouxe mais vida ao mundo de Minecraft, sugerindo que há vida no jogo além do universo que rodeia o jogador, tornando-o mais imersivo, em especial pelo fato de que, diferente dos mobs convencionais, que apenas perambulam indefinidamente, os Pillagers possuem objetivos próprios e vagam em busca de sua realização, tornando tais encontros muito divertidos e desafiadores.

Ninguém nasce profissional e todo profissional se aprimora

A sistemática das profissões fora uma das alterações mais interessantes. Esqueça os antigos casacos cuja diferença na paleta de cores era a única expressão de cada uma das funções dos residentes. Com a atualização, cada profissão possui sua própria indumentária (e cada uma destas se altera de acordo com o bioma onde a vila se localiza). Mesmo um Villager recém transformado em adulto não terá uma profissão pré existente: levará algum tempo até que o mesmo desenvolva seu ofício. Caracterizado pela tradicional vestimenta marrom, o NPC sem trabalho definido sequer oferecerá trocas que, ao invés disso, balançará a cabeça para os lados (um novo movimento inserido).



Quanto aos demais que já possuem uma profissão, a sistemática de "níveis de troca" está mais transparente do que nas versões anteriores, possuindo uma barra de experiência que identifica quanto falta para avançar para o próximo nível — os quais se alteram de "Novato" a "Mestre" e evoluem de acordo com a quantidade de trocas realizadas com o jogador. Mesmo sem clicar com botão do mouse para iniciar a troca é possível identificar o nível de cada profissão em acordo com um "distintivo" que cada um carrega junto ao seu cinturão, que varia de cinza (nível inicial) até o azul diamante (último nível).

Acompanhando as alterações das vestimentas, há também mudanças nas próprias vilas, cujas casas e respectivas estruturas se alteram de acordo com o bioma onde se situam (incluindo um sino central que, quando tocado, faz com que todos os Villagers corram para suas casas). Tais casas contém novas bancadas de trabalho (algumas das quais passíveis de construção pelo jogador) que identificam as moradias de cada um dos aldeões profissionais, como a bancada do ferreiro ou a bancada do cartógrafo, trazendo um novo nível de aprofundamento ao universo de Minecraft. Ao anoitecer ou em caso de invasões, por exemplo, cada Villager que possua um ofício se dirigirá à sua respectiva casa, extinguindo a antiga aglomeração em poucos locais que, em muitas oportunidades, levavam à morte de alguns de seus membros.

Há uma nova mecânica referente às vilas e consequentemente às profissões: não apenas a quantidade de portas definirão o número de Villagers naquele local, como também o número de camas e diferentes bancadas de trabalho dispostas no vilarejo. E mesmo que algum aldeão já possua uma profissão, a existência de uma casa com uma bancada de trabalho sem que exista quem a assuma fará com que o mesmo possa optar pelo novo ofício. O caminho inverso também é válido ao se colocar bancadas para profissões já existentes enquanto se extrai a que define a profissão anterior. E isso também se aplica às antigas bancadas, criando-se uma bancada de poções para gerar/converter clérigos ou um caldeirão para gerar/converter coureiros.

Nem só de comércio com residentes vive uma economia

Além das típicas trocas com Villagers, um novo personagem é inserido: o "Wandering Trader", que nada mais é senão um NPC especial que viaja mundo afora acompanhado de suas lhamas e que apresentará seis trocas aleatórias, no entanto, diferente dos Villagers convencionais, novas ofertas não serão oferecidas mesmo que se negocie todas. Seu spawn durará entre 40 e 60 minutos e se dará em vilas ou em qualquer lugar do mapa, inclusive nas longas viagens que o jogador empreenda mundo afora.

Os itens oferecidos na troca, por outro lado, não divergem de qualquer outro que o jogador não consiga por si ou em troca com os aldeões, fazendo com que o Wandering Trader, que inspira curiosidade em todos os encontros em razão de sua "raridade", seja apenas um personagem bacana. Seria interessante caso as trocas incorressem em itens únicos ou difíceis de se obter mas infelizmente, não é isso o que ocorre.

Uma das situações cômicas num desses encontros foi o fato de anoitecer no meio de uma trade e o viajante beber uma Poção de Invisibilidade, restando somente as cordas "flutuantes" que mantém suas lhamas sob controle. Ao amanhecer, o mesmo fez uso de leite para afastar os efeitos da poção.


A vida facilitada e nova arma

Para aqueles que gastam mais tempo em construções do que se aventurando mundo afora, a inserção de novas bancadas afasta a necessidade (e às vezes a dificuldade) em utilizar a bancada de trabalho para tudo. Com a Cartography Table é possível criar e redimensionar mapas; o Composter que produz pó de osso a partir de excessos da plantação; Stonecutter, que nada mais é senão uma serra, onde se pode simplesmente apresentar um bloco de pedra e escolher se produzirá escadas, lajes e outros itens úteis; Lectern, púlpito onde o jogador pode disponibilizar um livro escrito ou um livro com pena; Loom, que nada mais é senão um tear (que também desenvolve imagens para estandartes); Smoker, um defumador (em contrapartida ao convencional forno, já que cozinha alimentos em menos tempo); Grindstone, um recuperador de itens e também tem a função de desencantá-los; Barrel, que possui a mesma função do baú, contudo, é possível abri-lo mesmo quando rodeado por blocos e a Blast Furnace, fornalha para cozimento de minérios de forma mais rápida.

A utilização de bancadas que aceleram alguns processos de cozimento fazem com que a experiência que normalmente é concedida ao extraí-los do tradicional forno seja reduzida. Embora sugira que a "paciência" é melhor recompensada, perde um pouco o sentido oferecer ferramentas melhores para se jogar (afinal de contas, ninguém ficaria longos minutos à disposição de tais itens) e punir de alguma forma os jogadores que optam pela imersão. Mas a redução nesses ganhos é mínima para ser algo desestimulante.


Por outro lado, novas bancadas de trabalho como a Fletching e a Smithing, embora estejam disponíveis para criação pelo jogador, não trazem ainda qualquer função, servindo até o momento tão somente para definir as profissões dos aldeões que ainda não as possuem ou para que a alterem caso inexista algum Villager que a ocupe. Esse é um aspecto que uma atualização vindoura talvez altere, já que há uma gama enorme para se produzir diferentes flechas e não seria de todo mal a bigorna finalmente ser substituída por um bloco cujo uso não o desgaste. É interessante que tais novos blocos sirvam para definição ou alteração de profissões entre os Villagers, contudo, há outros que possuem a mesma função e, no entanto, possuem funções úteis ao jogador.

Ferramentas, como Campfire (fogueira que serve como sinalizador e também para cozinhar alguns alimentos) e Scaffolding (andaime, que oferecerá mais segurança aos jogadores durante construções em grandes alturas) são interessantes e contribuem nas atividades diárias do jogo. Um sino também foi inserido e, quando tocado, faz com que todos os moradores da vila se direcionem para suas respectivas casas, algo que é bastante útil quando há invasões. No entanto, o mesmo não está disponível para craft e surgem apenas em vilarejos que ainda não foram visitados pelo jogador ou são obtidos mediante troca com o ferramenteiro.

A atualização aquática trouxe como novidade o tridente, que foi bastante popular entre os jogadores não apenas por sua força nas campanhas aquáticas, como também por sua dificuldade de obtenção. O Crossbow, a arma que é utilizada por boa parte dos Illagers invasores, é obtida tanto como loot dos inimigos caídos quanto pelo craft e recebe como munição tanto as tradicionais flechas quanto fogos de artifício. Embora seja mais poderosa do que o arco, possui tempos de carga e recarga mais lentos, sendo necessário algum tempo para adaptação no uso.

Novos amigos e considerações finais

Além de todas as alterações e novas propostas de jogo, novas flores, objetos, blocos e animais foram inseridos, tais como a raposa e o panda (este com sete variações de personalidade, que variam de "triste" a "brincalhão") — e mesmo gatos são facilmente encontrados nas novas vilas, não sendo mais necessário ir até uma selva a fim de domesticar Ocelots para obtê-los.



As novidades são tantas e tão interessantes que valem a pena deixar um pouco de lado a vida marinha da penúltima atualização ou tirar o pó do jogo eventualmente abandonado pelos não tão entusiastas, nem que seja para conferi-las. O aumento no desafio diante de novos inimigos e a possibilidade em se tornar o herói de personagens tão carismáticos como os Villagers valem a experiência — ou mesmo rir da condição de invisibilidade do negociante errante enquanto segura suas lhamas certamente resgatarão o sentimento de nostalgia em suas aventuras. Vale lembrar: a atualização Village & Pillage está disponível somente para as versões Windows PC, Windows 10 Edition, PlayStation 4, Xbox One, Switch, Android e iOS.

Prós

  • Pillagers oferecem novas e divertidas aventuras em superfície;
  • A maioria dos novos blocos, itens bancadas inseridos facilitam a vida do jogador e oferecem imersão no jogo;
  • Alterações na forma de troca com Villagers é melhor visualizada, facilitando na administração de níveis dos mesmos;
  • Novos animais incrementam ainda mais a extensa fauna do jogo;
  • Algumas texturas estão melhor definidas.

Contras

  • Algumas bancadas de trabalho não possuem qualquer função útil ao jogador;
  • Embora a crossbow seja uma novidade, é menos prática do que o arco e menos interessante do que o tridente apresentado na penúltima atualização;
  • O Wandering Trader poderia oferecer trocas de itens especiais.
Minecraft Village & Pillage - Windows PC/W10/PS4/XBO/Switch/Android/iOS
Nota: 8.5 
Versão utilizada para análise: Windows PC

Análise produzida com cópia adquirida pelo redator.
Revisão: Francisco Camilo



Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook