Slightly Mad Studios retira pedido de registro de seu console Mad Box

A Slightly Mad Studios encontrou complicações no registro diante de confusão alegada por outra desenvolvedora independente.

A londrina Slightly Mad Studios, que obteve reconhecimento por seus jogos de corrida Project CARS e Need for Speed: Shift (em parceria com a EA), retirou seu pedido para registro de marca de seu console, então apresentado como Mad Box.


A solicitação foi realizada em 3 de janeiro desse ano junto à European Union Intellectual Property Office (instituto presente na União Europeia responsável pelo registro de marcas, equivalente ao brasileiro INPI) um dia após Ian Bell, CEO da desenvolvedora, anunciar o console em seu perfil no Twitter). Segundo o site PCGamesInsider, a desenvolvedora francesa MadBox (dedicada ao mercado mobile) apresentou oposição ao registro, alegando a possibilidade de confusão de nomes junto ao público. O portal também relatou que a Slightly Mad Studios retirou a solicitação em 5 de abril e embora inexistam informações se o mesmo se deu em decorrência da oposição, uma série de publicações de Bell no final do mês de janeiro insinuam que haveria possibilidade de tal disputa.

O console

Anunciado na conta do CEO no Twitter em 2 de janeiro como "o console mais poderoso já construído", com direito a resolução de 4k e 120 FPS para realidade virtual e gratuidade na engine para aqueles que queiram desenvolver os próprios jogos. Dois dias após, ele apresentou as primeiras imagens que remeteriam ao design do aparelho (com outros sendo apresentados ao longo dos meses).



Em entrevista exclusiva concedida à revista Variety, Bell informou que o console estará no mercado dentro de três anos e que será como o Xbox ou PlayStation. Também terá suportes à maioria dos dispositivos VR e que as especificações serão equivalentes aos PC's de dois anos à frente. Quanto aos jogos, ele declarou que planejam "permitir jogos de todos os desenvolvedores, antigos e novos", acrescentando que "'novo' provavelmente sendo daqueles que se beneficiam de nossa engine completamente livre", concluindo que será um "console independente".

Quando indagado sobre os exclusivos, ele argumentou que "exclusividades são excludentes, mas considerando que disponibilizaremos um mecanismo de cross plataform para todos os desenvolvedores, elas ficarão a cargo dos desenvolvedores", acrescentando que a Slightly Mad Studios não terá a tradicional política em pagar estúdios para que excluam outras empresas de hardware. Ainda na entrevista, afirmou que há financiamento de investidores para o console até que o mesmo esteja concluído, insinuando que plataformas de financiamento coletivo não estão nos planos para o mesmo. Quanto ao preço, declara que "será competitivo aos dos consoles futuros".



Embora inexistam maiores informações sobre o console, Bell estimula muitos de seus seguidores no Twitter com campanhas como "o melhor slogan recebe 10 mil e jogos para a vida toda" (quando, em uma publicação, manifestou rejeição ao slogan apresentado por uma empresa de marketing, informando ainda que seria o dinheiro destinado àquela). O vencedor foi nomeado na rede social e o CEO já comunicou que realizará outras de mesma natureza.


Mineiro, apaixonado por livros, música, filmes, discussões, Magic: The Gathering e, claro, jogos eletrônicos.

Comentários

Google
Disqus
Facebook