Dicas e Truques

Dragon Ball FighterZ (Multi): dicas para jogar melhor e subir no ranking

Conheça técnicas de treinamento que vão te ajudar a se dar bem nas partidas ranqueadas.


Poucos jogos inspirados por anime conseguiram se tornar tão competitivos quanto Dragon Ball FighterZ (Multi). Com um elenco recheado de estrelas do desenho de Akira Toriyama, o jogo bateu recordes no número de competidores da EVO 2018. Pelo menos 2530 pessoas participaram do maior campeonato do ano passado, desbancando até o queridinho Street Fighter V (PS4/ PC). O torneio do jogo de luta da Capcom teve “apenas” 2421 inscritos.

Com tanta gente tentando ser o melhor em Dragon Ball FighterZ, se dar bem nas partidas ranqueadas pode ser um desafio e tanto para jogadores iniciantes. Além de ser uma forma interessante de testar suas habilidades, o desempenho dos jogadores neste modo decide quem ocupa as melhores posições do ranking global do game.

Não consegue sair da liga Namekusei, quer se tornar Super Sayajin ou até sonha em fazer parte do tier SSJ Deus? Use este guia para reforçar o treinamento, melhorar seu desempenho e subir de liga. Vale lembrar que a maior parte das informações a seguir também se aplica a outros games de luta, mas terá como referência o conteúdo disponível no jogo da Arc System Works.

Um por todos e todos por um

Formar um time sólido e sustentável é o primeiro passo para ter bons resultados dentro do ringue. Cada jogador deve usar uma equipe com três personagens, mas nem sempre escolher aqueles com que se tem mais facilidade será suficiente. Como todo tipo de oponente estará te esperando nas partidas ranqueadas, selecionar lutadores de estilos diferentes é uma alternativa interessante.



Usar um grupo versátil pode te ajudar a ter vantagem em mais situações ou evitar que seu time inteiro seja dizimado por um único personagem do inimigo, por exemplo. A ideia é que sua equipe quase sempre tenha uma resposta decente para a estratégia do oponente, seja explorando uma fraqueza dos lutadores rivais ou se beneficiando de alguma vantagem dos seus personagens.

Uma boa forma de organizar a formação da sua equipe é definindo a ordem dos personagens na luta. É comum que o primeiro deles, o cabeça, ou seja, aquele que começa as partidas, seja capaz de pressionar o inimigo, causar altas quantidades de dano e abrir vantagem nos primeiros segundos de pancadaria. Alguns dos lutadores mais comuns nesta posição são Gohan, Bardock e Android 18.

Já o segundo lutador, o do meio, pode ser usado como suporte para o primeiro. Ele costuma compartilhar de alguns dos atributos ofensivos daquele que abre as lutas, mas também precisa de boas opções de assistência. O personagem Vegeta Super Saiyajin Blue é um exemplo quase perfeito porque, além de ter várias ferramentas para fazer pressão e causar dano sozinho, possui um ótimo comando de assistência.



Por último, mas nunca menos importante, você pode optar por um personagem âncora - aquele que fica na retaguarda e precisa ser parrudo para aguentar o tranco sozinho. Por ser o último da fila, o mais importante para esse personagem é ter um bom jogo neutro. Ele precisa causar dano o suficiente para lutar sem assistências e virar o jogo. Goku SSJ, Android 16 e Cell são boas opções.

Treinando na sala do tempo

Agora que você já sabe quem serão os personagens na sua equipe, o próximo passo é aquecer os reflexos no modo treinamento. Além de poder simular todo tipo de estratégia, controlando barras de vida, especial e muito mais; você pode conhecer os comandos básicos através de tutoriais ou aprender alguns dos combos de cada personagem do jogo. Chegar ao fim de todos os desafios de combo com os lutadores do seu time deve ser o suficiente para começar bem sua jornada nas ranqueadas.


Semente dos deuses

Apesar de perder vida sempre que são atingidos, os lutadores de Dragon Ball FighterZ (Multi) podem recuperar uma parte da energia ao serem substituídos. A vida que pode ser conseguida de volta é representada por uma faixa azul na barra de HP, e vai sendo regenerada enquanto o personagem estiver no banco. Logo, se começar uma luta com o pé esquerdo e acabar perdendo a maior parte da vida de seu primeiro lutador, talvez valha mais a pena deixá-lo descansando ao invés de ficar com a equipe desfalcada até o fim da partida.

Mais de 8000

O visual das batalhas de Dragon Ball FighterZ (Multi) é muito fiel às cenas clássicas do mangá e do anime. Mas por mais nostálgico que seja ver seus personagens favoritos soltando especiais como se não houvesse amanhã, lembre-se que gastar uma barra a mais de Ki pode fazer toda a diferença no resultado das partidas. O jeito é usar a experiência para identificar situações onde é possível economizar recursos.



Digamos que esteja prestes a derrotar o primeiro dos lutadores de seu oponente: o personagem inimigo tem menos que 30% da vida e todos os seus guerreiros ainda estão em jogo. Ao invés de usar um especial que gastaria três barras cheias de uma vez, pode ser mais inteligente usar duas barras para aplicar um especial em dupla e trocar o personagem que está no ringue.

Relembrar é viver

Com seis personagens por partida, combos automáticos de todos os tipos e golpes especiais voando pela tela; Dragon Ball FighterZ (Multi) consegue ser um dos jogos de luta mais frenéticos da atualidade. Levando isso em consideração, poucos métodos de treinamento são tão eficazes quanto assistir replays - já que você pode analisar suas lutas com velocidade reduzida ou até pausando.

Use a ferramenta de replay, que está disponível na praça principal do game, para estudar algumas das suas lutas mais recentes (especialmente derrotas). A ideia é que os vacilos mais comuns deixem de acontecer aos poucos, conforme você percebe quais movimentos podem ser evitados e como responder melhor em situações de desvantagem.

E você, conhece alguma dica para jogar melhor? Diga aqui nos comentários!

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook