Top 10

Os 10 jogadores que mais ganharam dinheiro com campeonatos

DotA 2, Counter-Strike e até Mortal Kombat: veja os pro players que mais lucraram competindo.



Viver da paixão por videogames é o sonho de muitos jogadores ao redor do mundo e, por mais que os esportes eletrônicos estejam passando por um momento de crescimento interessante, ainda são poucos os profissionais que conseguem se sustentar a partir do cenário competitivo. Você acompanha alguma circuito de eSports? Conheça as 10 pessoas que mais ganharam dinheiro participando de campeonatos. Como boa parte dos pro players que mais lucraram em torneios jogam DotA 2 (PC), a lista abaixo mostra apenas um jogador por modalidade.

10. Jung Hyeog “Sake” Lee - Heroes of the Storm (PC)

Uma das conquistas mais importantes da carreira do sul-coreano Lee “Sake” aconteceu na World Cyber Arena de 2015, quando o jogador chegou ao topo do pódio vestindo a camisa da MVP Black. Antes de trocar a equipe pela Gen.G Esports, onde atua como suporte até hoje, ele e seus companheiros ainda foram os campeões do mundial de 2017. Com a conquista do bicampeonato mundial no ano passado, Sake já recebeu mais de US$ 462 mil em torneios e é o atleta que mais lucrou com Heroes of the Storm.


9. Turner “Tfue” Tenney - Fortnite (Multi)

Foi uma questão de tempo para que Fortnite se tornasse um fenômeno de audiência nos eSports. O título da desenvolvedora Epic Games chamou a atenção de jogadores do mundo todo e é o palco de grandes confrontos. Um dos pro players que mais se destacou com o sucesso do Battle Royale é Turner “Tfue”, que joga pela FaZe Clan e dominou algumas das etapas do Fall Skirmish. O jogador ficou com o título de campeão na sexta semana do torneio e levou US$ 255 mil para casa. Atualmente, o americano já recebeu pelo menos US$ 510 mil de eventos competitivos.

8. Jan “Moon” Jae Ho - Warcraft III (PC)

Poucos jogadores ao redor do globo conseguem chegar no patamar alcançado por Jan “Moon” Jae Ho. O sul-coreano é um dos jogadores mais bem-sucedidos de Warcraft III, tendo conquistado cinco vezes o campeonato mundial do game. Com 32 anos de idade e 16 de carreira nos esportes eletrônicos, Moon já participou de quase 130 torneios e - nessas ocasiões - recebeu cerca de US$ 522 mil. A vitória mais rentável para o pro player aconteceu há mais de uma década, quando ele ficou no topo do pódio do Game-X 2007 e foi recompensado com cerca de US$ 38 mil.

7. Dominique “SonicFox” McLean - Mortal Kombat X (Multi)

Apesar de ser o atual campeão da EVO com Dragon Ball FighterZ (Multi), o prodígio SonicFox se tornou conhecido por suas conquistas em Mortal Kombat X. O jogador americano dominou completamente a cena competitiva do jogo de luta da Netherrealm Studios e, além de ser o melhor nas EVO 2015 e 2016, venceu três temporadas seguidas da ESL Pro League. Mais recentemente, no fim do ano passado, ele levantou a taça da Injustice 2 Pro Series e foi recompensado com US$ 120 mil. No total, Dominique “SonicFox” McLean já recebeu mais de US$ 526 mil de campeonatos.


6. Tony “Lethul” Campbell - Halo (Xbox/ PC)

Com quase dez anos de carreira nos jogos da franquia Halo, Tony “Lethul” já acumulou quase US$ 640 mil em recompensas de campeonatos. O que mais engordou a conta bancária do atleta foi o mundial de 2016, que, sozinho, rendeu US$ 250 mil - mais que o terço de tudo que o jogador já conseguiu competindo profissionalmente. Lethul ainda não teve nenhuma conquista expressiva em 2019, mas o sucesso financeiro dos anos anteriores o mantém como o pro player que mais ganhou dinheiro com Halo 5: Guardians (XONE).

5. Sung-Choo “Maru” Cho - Starcraft II (PC)

O sul-coreano Sung-Choo “Maru” já joga StarCraft II competitivamente desde 2009, competiu em pelo menos 100 campeonatos e acumula cerca de US$ 718 mil arrecadados em torneios. O ano passado foi o mais rentável na carreira do jogador, que conseguiu o ouro na WESG 2017. A vitória de Maru na “olimpíada dos esports” rendeu um dos títulos de maior peso do cenário competitivo e cerca de US$ 200 mil. O pro player também teve um desempenho marcante na WESG 2016, quando ficou em segundo e recebeu US$ 100 mil.


4. Damon “Karma” Barlow - Call of Duty (Multi)

O jogador Damon “Karma” Barlow já recebeu mais de US$ 728 mil jogando Call of Duty e é o atleta da modalidade com a maior receita acumulada por torneios. O primeiro grande título na carreira do canadense foi o mundial de 2013, em que ele participou jogando Black Ops 2 (Multi) pela equipe Fariko Impact. A conquista mais lucrativa da carreira do jogador, porém, só aconteceu em 2017. Vestindo a camisa da OpTic Gaming, o pro player foi primeiro lugar no mundial de COD: Infinite Warfare (Multi) daquele ano e recebeu um prêmio de US$ 150 mil.

3. Sang Hyeok “Faker” Lee - League of Legends (PC)

O mid laner Sang Hyeok “Faker” é uma das maiores estrelas do cenário competitivo de League of Legends. Defendendo as cores da SK Telecom T1, o jogador venceu seu primeiro mundial em 2013 (com apenas 17 anos) e já acumula mais de US$ 1.175.927 dos prêmios de campeonatos. Financeiramente falando, o maior título da carreira do jogador sul-coreano foi o mundial de 2016. A vitória da SKT em cima da Samsung Galaxy rendeu cerca de US$ 338 mil para Faker, que também é o jogador de seu país que mais recebeu dinheiro através dos esportes eletrônicos.


2. Andreas “Xyp9x” Hojsleth - Counter Strike: Global Offensive (PC)

Com apenas 23 anos de idade, Andreas “Xyp9x” é um dos nomes mais conhecidos de Counter-Strike: Global Offensive e já recebeu pelo menos US$ 1.450.991 por seu desempenho em campeonatos. Vestindo a camisa da Astralis, o dinamarquês conquistou a primeira temporada da Intel Grand Slam e sua parte do prêmio chegou aos US$ 200 mil. Financeiramente falando, essa foi a maior conquista do pro player - que também foi primeiro lugar na última temporada da Eleague e no FACEIT Major: London 2018. Também vale lembrar que, mesmo sem conquistas tao expressivas, Xyp9x também competiu no clássico CS 1.6 (PC).

1. Kuro “KuroKy” Thakasomy - Dota 2 (PC)

Considerando que Dota 2 é o esporte eletrônico que mais premiou na história, nada mais justo que o primeiro no ranking de jogadores mais lucrativos do mundo seja um pro player do MOBA da Valve. No caso, estamos falando do alemão “KuroKy” Takhasomi. O jogador já acumula astronômicos US$ 4.165.926 e conseguiu boa parte disso estando entre os melhores de várias edições do The International, o mundial de DotA 2 que ficou famoso por premiar seus vencedores com quantias absurdas de dinheiro. O campeonato de maior peso financeiro na carreira do pro player foi o TI 2017, que terminou com KuroKy no topo do pódio e levando mais de US$ 2 milhões para casa.


Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook