Meus jogos favoritos de 2018 — Francisco Camilo

Um dos melhores anos da atual geração.


2018 é o ano que seu início ao começo do fim da atual geração de consoles. E este ciclo se encerramento foi maravilhoso, com incríveis experiências para todo jogador. Confira agora os jogos que eu mais gostei nesse ano.

God of War (PS4) 

Embora eu tenha problemas com a baixa quantidade de lutas contra chefes memoráveis e alguns inimigos extremamente chatos e sem graça, God of War conta com uma narrativa cativante, conduzindo sua história de forma brilhante através dos diálogos entre Kratos e seu filho, Atreus.

Humanizado, o Fantasma de Esparta enfrenta um conflito interno para manter sua fúria sob controle e ser um pai presente e exemplar para Atreus, ensinando-o que o caminho de um deus não precisa ser caos e destruição, mas sabedoria, força e discernimento.



Shadow of the Tomb Raider (Multi) 

Meu capítulo favorito da nova trilogia iniciada em 2013 com Tomb Raider (Multi). Traz uma Lara Croft forte e decidida, mas vulnerável às suas próprias vaidades. Corrige muito do que eu havia desgastado nos jogos anteriores, trazendo momentos de ação pontuais e uma aventura mais voltada para a exploração, como um bom Tomb Raider deve ser.



Marvel’s Spider-Man (PS4) 

Meu jogo favorito de 2018 e o único que rivalizou com meu amado Spider-Man 2 (Multi). Marvel’s Spider-Man não apenas é a redenção da Marvel nos games, mas também um ponto de referência para os amantes do cabeça de teia. Desenvolvido pela Insomniac Games, temos uma Nova Iorque bela e rica em detalhes, cheia de segredos e crimes para combater. O sistema de lutas é ótimo, fluido e variado. Mas o maior charme do jogo fica por conta da mecânica de se balançar com teias pelos arranha-céus da megalópole estadunidense, tornando a movimentação pelo mapa bastante dinâmica e divertida.



Horizon Chase Turbo (Multi) 

O jogo que me levou à infância novamente, trazendo todo sentimento e carinho que tenho por Top Gear (SNES) à tona em uma explosão de nostalgia. Muito mais do que uma homenagem aos clássicos de corrida do passado, Horizon Chase Turbo é uma dádiva da brasileira Aquiris Studio. 109 pistas e mais de 30 veículos à nossa disposição. Diversos modos de jogo desafiam nossa habilidade e nos oferece horas e horas de diversão simples, casual e visualmente encantadora. Meu game de corrida favorito do ano.



Yakuza Kiwami 2 (PS4) 

É um remake, eu sei, mas foi meu primeiro contato com Yakuza 2. Kazuma Kiryu é um protagonista excelente, com personalidade e diversas camadas para conhecermos. Trama principal séria e instigante, com ótimas interações entre personagens; histórias secundárias voltadas para a comédia e com personagens peculiares e loucos. Os combates são magníficos (apesar de um pouco repetitivos), especialmente pela presença das Heat Action, que permitem Kiryu finalizar os inimigos de maneira estilosa e brutal.



Hitman 2 (Multi) 

Versatilidade é a palavra-chave para definir Hitman 2. Conta com vários cenários disponíveis, e cada um deles possui uma enorme quantidade de maneiras para serem finalizados. É incrível como o game abraça jogadores veteranos e hardcore, que preferem experimentar e buscar novas formas de se concluir os contratos de assassinato; mas também novatos e casuais, ao oferecer histórias pré-determinadas e caminhos lineares rumo ao sucesso da missão.



Battlefield V (Multi) 

Battlefield V teve um anúncio envolto em polêmicas por conta da presença de mulheres no jogo. Além disso, seu teste beta fez com que eu desanimasse bastante com algumas pequenas mudanças realizadas em sua jogabilidade, especialmente no que concerne o “tempo para morrer” (extremamente curto) e a pouca munição inicial, que acabava exigindo que eu sempre saísse do caminho do meu objetivo para poder reabastecer em estações pelo mapa.

Para minha surpresa, as mudanças ainda estavam presentes no jogo completo, lançado em 20 de novembro, mas com ajustes para tornar a experiência mais fluida. O que pude jogar foi um dos melhores multiplayers de 2018, com partidas intensas de conflitos de infantaria e veículos diversos. O clima de guerra proporcionado pelas partidas online é inigualável, e característica marcante da franquia. Sim, é verdade que chegou em um pacote relativamente incompleto, mas a experiência de jogabilidade é viciante. Bônus: todas as DLCs futuras serão totalmente gratuitas.



Dragon Ball FighterZ (Multi)

O melhor jogo de Dragon Ball Z feito até hoje. Visualmente, é como se as páginas do mangá ganhassem vida a partir dos nossos comandos. Um show de luzes e poder emana da tela e dos personagens, com Goku destruindo tudo com seu Kamehameha e Vegeta com seu implacável orgulho de Príncipe Saiyajin. Simples e convidativo para novatos e cheio de nuances e complexidades extras para veteranos, Dragon Ball FighterZ é o game de Dragon Ball que os fãs tanto queriam.




Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook