Você sabe o que é um DevKit?

Hoje vamos conhecer as ferramentas que dão vida aos nossos amados jogos.


Os Kits de Desenvolvimento de Software, Software Development Kit (SDK) ou simplesmente, DevKits, são um conjunto de ferramentas de desenvolvimento voltadas para uma plataforma específica, seja ela digital, como o Android, ou física, como um Nintendo Switch.


O termo se refere a qualquer tipo de software, não apenas jogos. Para este texto iremos focar nos Game Development Kits (GDK), que são justamente as ferramentas voltadas para a criação de games.

Os detalhes destas plataformas de criação

Os DevKits são compostos por ferramentas diversas, podendo se limitar a um pacote de programas específicos de desenvolvimento para uma determinada plataforma ou incluir também hardwares mais complexos voltados justamente para games de console.

Por exemplo, para criar um jogo no PC ou Android basta um apanhado de softwares de programação, enquanto para desenvolver no 3DS ou PS4 é necessário um aparelho feito especialmente para facilitar testes em mãos, assim como a conexão ao computador ou outros periféricos compatíveis.


Nos primórdios dos DevKits nos games, lá na era do Nintendinho e Super Nintendo, os desenvolvedores precisavam criar seus próprios kits ou utilizar os de terceiros que já tivessem obtido sucesso na programação. Apenas na quinta geração de consoles (PlayStation e Nintendo 64), é que os DevKits começaram a tomar a sua forma atual com hardware especializado.

Hoje em dia os kits estão cada vez mais otimizados, sendo verdadeiras plataformas de criação com todos os softwares necessários já inclusos, assim como o hardware, além da possibilidade dos desenvolvedores publicarem seus jogos diretamente na loja virtual, como é o caso do Nintendo Switch e PlayStation 4.

Os desafios dos DevKits

Apesar de serem feitos para facilitar o desenvolvimento de jogos, trabalhar com DevKits pode ser mais difícil do que se imagina, pois muita burocracia está envolvida, principalmente quando se tratam de kits que incluem peças de hardware, pois neste caso o transporte também se torna um desafio.



Desenvolvedores brasileiros têm muita dificuldade em trabalhar adequadamente com hardwares devido a toda a burocracia tributária do nosso país. Há casos de DevKits ficando presos na alfândega por meses, resultando na perda de contrato da desenvolvedora com a publicadora. E quando aprovados, os impostos tendem a ser bem arbitrários devido à falta de padrão de preço nos DevKits, já que estes não são produtos comerciais.

Quando possível, é preferível um membro do estúdio ir ao exterior buscar o DevKit e trazê-lo “embaixo do braço”, declarando no aeroporto para agilizar o processo de taxação. Também é possível trazê-lo em caráter de empréstimo, o que isenta de impostos desde que retorne ao país de origem dentro do prazo estipulado.

Alguns exemplos de hardwares

Trazemos aqui mais algumas fotos dos hardwares presentes em kits de desenvolvimento de consoles famosos. Você irá perceber que muitos dos aparelhos são bem maiores e mais robustos do que suas versões comerciais. Além disso, eles também tendem a ter maior capacidade de processamento para um melhor controle de performance e bugs.


  • O PlayStation original possuía um DevKit muito parecido ao console comercial, exceto pela cor azul, que realmente lhe dá um toque todo especial.


  • Conhecido como NDEV, o kit do Wii incluía uma grande caixa preta, bem diferente do compacto e discreto console comercial.


  • Os DevKits de Xbox são idênticos em aparência aos consoles comerciais à exceção do acessório gigantesco que pode ser acoplado acima deles. Chamado de sidecar, sua função é facilitar o debug, além de incluir portas USB extras.


  • Um dos consoles mais queridos da atualidade, o PlayStation 4 é um verdadeiro trambolho na sua versão de desenvolvedor. Sua parte frontal lembra mais um rádio de carro do que um videogame.


  • Para finalizar, um toque retrô. O DevKit do lendário Dreamcast era praticamente um gabinete de computador voltado unicamente para esta função. Seu nome completo era Dreamcast Katana Dev. Box. 

E você já conhecia os DevKits? Já teve a oportunidade de ver um pessoalmente?
Não deixe de participar nos comentários!

Revisão: Ana Krishna Peixoto
Link Beoulve é um jornalista freelancer, amante de jogos de todos os tipos, principalmente videogames. Enciclopédia ambulante de Zelda, Mestre Pokémon aposentado, caçador de monstros traumatizado. Você pode conferir seu portfólio aqui.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook