Jogamos

Análise: Lethal League Blaze (PC) é um jogo de bola emocionante e desafiador

Partidas acirradas te esperam neste excelente game que mistura esporte e luta.

Normalmente quando adquirimos um novo jogo, temos o conhecimento de qual o seu respectivo gênero. Entretanto, Lethal League Blaze (PC) é um daqueles títulos que ficam em uma linha tênue entre duas categorias distintas. Tudo porque, através de uma mecânica cheia de ação, temos combates ferrenhos em um jogo de bola incrível. Curioso? Então vamos conferir tudo sobre este grande game em mais uma Análise no GameBlast.

Uma combinação explosiva

Lethal League Blaze, lançado em outubro deste ano, é meio difícil de ser definido. Por um lado, temos combates frenéticos entre dois adversários. Por outro, temos partidas de bola em alta velocidade e com muita técnica. No fim, a melhor definição seria dizer que o título é uma mistura de beisebol com jogos de luta do tipo brawler, em um pacote bem acabado e cheio de ação.
Candyman (esquerda) e Dice disputando uma partida
E por mais estranha que essa combinação soe, na prática o game é bastante intuitivo e divertido. Sucessor de Lethal League, lançado originalmente em 2014 para PC, o game produzido pelo Team Reptile traz todas as boas mecânicas do predecessor, melhorando alguns pontos e expandindo o jogo de forma competente. Versões para PlayStation 4, Nintendo Switch e Xbox One já estão confirmadas para o ano que vem.

O sistema básico de jogo funciona da seguinte forma. Dois jogadores disputam em um cenário fechado para ver quem consegue reduzir a vida do oponente à zero. Para isso, eles contam com uma bola, que deve ser rebatida na direção do adversário. A cada bolada, a barra de vida diminui um pouco, de acordo com a velocidade da mesma. Ou seja, uma espécie de luta disputada através de um esporte.
Os cenários de Lethal League Blaze são bastante bonitos
E aqui está um dos pontos que torna Lethal League Blaze tão emocionante: a cada nova batida, a bola fica mais rápida. Assim, após algumas trocas de “golpes”, a velocidade fica tão intensa que tentar desviar dela se torna uma tarefa muito difícil. E é ainda mais complicado tentar rebater a bola de volta para o adversário. Por isso, é importante ficar atento durante toda a partida.
Treinar é muito importante!
Ao ser atingida, ela adquire uma aura com a cor referente ao jogador. Bolas com a sua cor não precisam ser desviadas, pois elas passam diretamente por você. Claro, você também pode fazê-la mudar de direção e, principalmente, aumentar de velocidade. Entretanto, é preciso tomar cuidado, pois não adianta nada tornar a bola super-rápida só para o adversário rebatê-la de volta! Saber o momento certo de acelerar as partidas é fundamental.

Conhecendo as regras do jogo

Como os cenários do game são fechados, é interessante tentar fazer a bola rebater na parede atrás do adversário para pegá-lo desprevenido. Como só possível rebater a bola ao acertá-la de frente, este tipo de jogada pode ser fatal. Entretanto, Lethal League Blaze disponibiliza alguns truques para os jogadores tornarem as partidas mais estratégicas e não somente uma disputa de quem acerta a bola mais rápida por último.
Acerte os adversários para ganhar as partidas
Os personagens contam com quatro comandos básicos: bater na bola, pular, escorar e agarrar. Enquanto os dois primeiros são bastante óbvios, os dois últimos exigem uma explicação. Escorar a bola consiste em retirar toda a sua velocidade por um lance, para então bater nela e assim ela voltar a sua rapidez anterior. Seria como se, no futebol, um lançamento fosse dominado pelo jogador e a bola fosse, então, chutada com a mesma velocidade que chegou para ele.
Escorar a bola é um recurso importante
Agarrar a bola consiste em literalmente pegar ela com as mãos e atirá-la em qualquer direção. Esse movimento é útil para reduzir um pouco a intensidade da partida, além de permitir uma troca de direção da bola de forma mais fácil. Tanto os movimentos de agarrar e escorar trazem uma boa pitada de estratégia para Lethal League Blaze. Para os jogadores casuais, eles até podem parecer um entrave para as jogadas em alta velocidade; mas para os jogadores competitivos, eles podem ser a diferença entre a vitória e a derrota.
Agarrando e jogando bola
Outro ponto importante é a barra de especial, que é preenchida a cada rebatida e permite golpes bastante poderosos. Pular e bater na bola por cima gera mais velocidade e força que rebatidas normais. E além destes, existem muitos outros detalhes e particularidades para se descobrir. O game conta, inclusive, com dois modos tutoriais, um com os movimentos básicos e outro somente para estes recursos especiais que o título disponibiliza.

Além do jogo de bola

Existem 10 personagens para se escolher em Lethal League Blaze, sendo que a maioria retorna do título predecessor. Cada um deles é original e possui um design interessante com várias skins. Os meus favoritos são o crocodilo ciborgue Latch, com seus golpes utilizando sua cauda mecânica e dentes afiados, e o humano mutante Candyman, que conta com uma bengala e um chapéu no melhor estilo dançarino.
Latch e sua rebatida com a cauda mecânica
Por outro lado, em questão de jogabilidade todos os personagens são parecidos de maneira geral, com algumas pequenas diferenças como extensão do braço e tamanho do pulo. A exceção são os especiais: cada um dos lutadores possui um ataque único, bem distinto dos demais. A patinadora Jet, por exemplo, envolve a bola em uma bolha que se move lentamente, e que, ao ser estourada, retoma a velocidade anterior. Já o jogador de pingue-pongue Dice coloca um efeito de giro na bola que faz ela retornar para ele depois de avançar sobre o oponente.
O especial de Candyman é bastante poderoso
Além do modo de jogo de luta principal, o game conta com duas variações. Admito que, ao experimentar Lethal League Blaze pela primeira vez, eu já esperava por um modo vôlei. Afinal, a mecânica de rebatidas poderosas para fazer a bola ir de um lado para outro me parecia perfeita para isso. Infelizmente, o modo Lethal Volley não foi muito bem implementado, pois a nova “física da bola” é confusa e nada intuitiva.
Acerte o alvo para ganhar pontos e vencer a disputa no modo Strikers
Já a segunda variação, chamada Strikers, faz uso direto das mecânicas principais do game com um novo objetivo: cada um dos times tem um alvo, que ao ser atingido dá um ponto para o adversário. Acredito que por não alterar a “física da bola” do modo de jogo de luta, Strikers é mais divertido e pode ser aproveitado sem grandes dificuldades.

Conteúdos e modo online

Cada partida rende ao jogador moedas, que podem ser usadas para desbloquear vários itens, como personagens, cenários e músicas. As músicas, aliás, são um dos atrativos do título, contando com excelentes batidas eletrônicas. Esse sistema de desbloqueio foi uma grata surpresa, pois eu sempre gostei de games que incentivam a jogatina para habilitar novos conteúdos. Mas certamente é o modo multiplayer o grande atrativo de Lethal League Blaze.

Infelizmente, perdi todas as primeiras partidas que disputei para adversários que visivelmente eram muito bem treinados no game. O mais provável é que eles fossem jogadores provenientes do predecessor do game, já possuindo habilidades bastante maduras neste esporte. Outro ponto negativo é a impossibilidade de adicionar bots nas partidas online, o que limita um pouco a diversão.
Partidas em equipe são bastante emocionantes
Ainda que seja bem difícil jogar online, me adaptei e, assim, consegui tornar as partidas mais competitivas. Os modos em equipe também tornam tudo mais interessante, principalmente se você tiver amigos para curtir o game. Mas fica aqui uma crítica: mesmo com este enfoque para o multiplayer, é uma pena que a campanha seja pouco inspirada. Os diálogos são meio superficiais e existe pouca variação nas partidas. A ausência de uma opção para escolha do nível de dificuldade também é um ponto contra o título.

Emoção e diversão em uma ótima mistura

Lethal League Blaze é um jogo para aqueles que curtem disputas acirradas e emocionantes. O jogo de bola misturado com luta é divertido e competitivo, sendo perfeito para aproveitar com os amigos ou em partidas ranqueadas. Apesar de alguns pontos terem ficado devendo, sobretudo o modo vôlei, o game é bastante sólido, contando com ótima jogabilidade, personagens e cenários bonitos, e boa quantidade de conteúdo. Seja você um jogador casual ou competitivo, Lethal League Blaze é uma boa pedida para a sua coleção.
A turma de Lethal League Blaze

Prós

  • Mecânicas de jogo divertidas e emocionantes;
  • Personagens originais e bem construídos;
  • Nível de dificuldade bem balanceado;
  • Excelente para partidas multiplayer.

Contras

  • Modo vôlei mal executado;
  • Campanha simples, sem grandes atrativos e opções, como nível de dificuldade;
  • Impossibilidade de completar equipes com bots no modo online. 
Lethal League Blaze – Multi – Nota: 8.5
Versão utilizada para avaliação: PC
Análise feita com cópia cedida pela Team Reptile
Matheus Senna de Oliveira é um grande fã da décima arte, embora ultimamente não tenha tido muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: Kingdom Hearts, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, COD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. Caso tu tenhas gostado da matéria que ele escreveu, é possível encontrar mais algumas no blog dele.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook