Top 10

Assassin's Creed Odyssey (Multi) e suas figuras históricas mais marcantes

A jornada pela Grécia Antiga nos faz esbarrar com várias figuras históricas incríveis. Conheça agora as mais icônicas delas.

Assassin’s Creed Odyssey (Multi) conseguiu a façanha de juntar tudo que a série já teve de bom em uma experiência mais que completa. Porém, não é só de retornos que o jogo se trata, pois, pela primeira vez na história da franquia, podemos visitar um dos períodos históricos mais famosos da cultura pop: a Grécia Antiga. Claro que quando falamos em visitar um período histórico em Assassin’s Creed não estamos falando apenas de ver o Partenon ou mergulhar no Mar Egeu, mas também conversar com inúmeras figuras históricas que viveram ali.


Com isso, após o polêmico Guia de Troféus do jogo, retornamos agora com uma lista das dez figuras históricas mais marcantes ao longo da história do jogo. Mas lembrem que elas não estão organizadas por importância na história nem do jogo e nem da realidade, mas sim como boas caracterizações de cada um dos ícones históricos que passaram por ali, além da sua mistura com a história.

IMPORTANTE: Vale lembrar que esse texto contém Spoilers de todo o jogo! Leia por sua conta em risco!

10- Pitágoras, o pai da matemática

Para começar nossa lista temos o maior spoiler de toda ela: Pitágoras. O filósofo considerado como pai da matemática viveu bem antes do tempo no qual o jogo se passa. E por isso e por outras incongruências de sua história, resolvemos deixá-lo na última posição do nosso Top 10. O matemático grego viveu entre os anos 570 e 495 a.C. e sua mais memorável realização foi a descoberta do famosíssimo Teorema de Pitágoras, onde a soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa num triângulo retângulo.



No jogo, temos muito pouco do matemático Pitágoras, mesmo que a figura seja bastante imponente e icônica. No enredo de Odyssey, ele é ninguém menos que o pai de Alexios e Kassandra, que alcançou uma longevidade muito maior em sua vida por conta dos artefatos do povo antigo, artefatos esses do mesmo tipo da Lança de Leônidas e outros que deram as caras por quase todos os games da franquia.

9- Pausânias, Rei de Esparta

Aqui não podemos confundir o Rei de Esparta com o geógrafo grego de mesmo nome. Este Pausânias que aparece em Odyssey foi Rei de Esparta de 409 a.C. até 395 a.C. Historicamente foi sobre o seu reinado que Esparta acaba vencendo Atenas na Guerra do Peloponeso.



No jogo ele é representado como um sujeito um pouco à frente dos costumes clássicos de Esparta, se assemelhando muito mais à visão política de Atenas nesse quesito. Inteligente, perspicaz e manipulador, o Rei também faz parte do Culto do Cosmos e exerce influência direta sobre a história de Alexios e Kassandra.

8- Péricles, governante de Atenas

Péricles foi um dos governantes mais memoráveis de Atenas, além de ser um dos representantes políticos mais influentes também. Responsável por um investimento cultural sem precedentes na cidade, é dele também o crédito pela construção do Partenon, além de várias outras estruturas da gigantesca Acrópole de Atena. Historicamente Péricles ficou conhecido pela sua vulnerabilidade ao governar, uma vez que era conhecido por ser populista e, como tal, não ter um governo absoluto.



No jogo, inclusive, conhecemos o personagem num momento histórico dele, quando Péricles e dois de seus aliados mais próximos: Aspásia e o escultor Fídias, sofrem uma série de ataques pessoais e judiciais. Durante o jogo acompanhamos boa parte do percurso do líder ateniense até seu trágico fim que, historicamente, é por doença. Entretanto, no jogo, vemos um fim um pouco diferente deste.

7- Aspásia, a amante

Como dito acima, Aspásia, ao contrário do que muitos pensam, não era a esposa de Péricles, mas sim sua amante e fiel aliada. Isso porque, pelas leis de Atenas, Péricles jamais poderia se casar novamente, uma vez que havia se separado de sua esposa, com a qual teve um filho e teve uma relação de 10 anos. Por isso Aspásia jamais foi tratada como sua esposa, mas também não era exatamente rechaçada, mantendo uma posição de poder nas relações políticas de Atenas.



No jogo Aspásia é muito bem representada com toda essa eloquência que, inclusive, utiliza para ajudar Alexios/Kassandra em alguns momentos da história. Além disso, possui uma relação direta com a mãe dos dois assassinos, tornando-se uma boa aliada deles. Por conta de sua participação um pouco mais efetiva do que a de Péricles na história, o sétimo lugar é bem justo para ela em nosso ranque. Entretanto, mesmo que esse texto tenha spoilers da história, alguns detalhes sobre a personagem no jogo não são interessantes de serem divulgados aqui, então vamos só deixar ela em sétimo mesmo.

6- Alcibíades de Atenas

Alcibíades foi tanto político quanto general em Atenas. Em sua história, tendo sido de origem nobre e eventualmente passado a ser orfão, ninguém menos que Péricles o criou, fazendo dele um exímio estrategista e político. Suas aparições documentadas mais memoráveis foram em dois contos do famoso filósofo Sócrates, um que inclusive levou seu nome e outro muito conhecido: O Banquete, um dos livros mais famosos da humanidade.


Em Assassin’s Creed Odyssey, além de fazer inúmeras missões com o jovem e pervertido Alcibíades, temos a oportunidade de participar do banquete narrado por Sócrates através da obra de Platão. O relato do livro diz que Alcibíades admirava Sócrates profundamente e passou todo o evento cobiçando-o, com total repulsa do filósofo. Isso pode ser observado logo no início das missões em Atenas, quando conhecemos Péricles e Aspásia. Além de uma figura hilária no jogo, a oportunidade de “viver” uma das obras mais famosas de Platão protagonizada por Alcibíades o deixa com a sexta posição na nossa lista.

5- Hipócrates, o pai da medicina

Mesmo sendo muito mais novo historicamente do que Imhotep, o primeiro médico conhecido na história, Hipócrates ainda é considerado o patrono da medicina moderna por conta de sua influência direta em conceitos até hoje utilizados. Em suas obras, o médico grego apresentou descrições clínicas que ajudaram no diagnóstico de doenças como a malária, pneumonia e até tuberculose! Diversas influências aos estudos de epidemias também podem ser atribuídos ao médico, bem como as primeiras noções do aparato mental dos seres humanos.



Em Odyssey, Hipócrates é um fiel aliado de Alexios/Kassandra que ajuda o(a) protagonista a investigar o paradeiro de sua mãe. Além disso, uma série de missões para o personagem incluem ajudá-lo na obtenção de recursos para diversos tratamentos médicos. Sim, meus amigos, Assassin’s Creed Odyssey nos permite ser um ajudante do pai da medicina.

4- Leônidas, Rei de Esparta

Uma das figuras histórias gregas mais conhecidas da cultura pop, Leônidas I foi rei e general de Esparta muito antes do tempo descrito em Assassin’s Creed Odyssey. Entretanto, já no prólogo do jogo, através do tutorial de combate, encarnamos o icônico rei durante a famosa Batalha das Termópilas, onde 300 espartanos enfrentaram o gigantesco exército persa do Rei Xerxes, servindo de mártir para a união da Grécia contra os Persas anos depois.



No jogo o lendário líder de Esparta é antepassado direto de Alexios e Kassandra, além de possuir uma linhagem “mística” de sujeitos que possuem por objetivo proteger os artefatos antigos das mãos mundanas. Como se não bastasse toda essa história de Origem, a principal arma que utilizamos no jogo é justamente a ponta da lança de Leônidas, fazendo a importância do personagem na história ser enorme, mesmo que morto.

3- Brásidas, o General

Brásidas foi um dos mais memoráveis generais de Esparta durante a Guerra do Peloponeso. Comparado com a figura heróica de Aquiles, o general acumulou diversas vitórias e foi conhecido por sua benevolência, excelente senso estratégico e habilidades incríveis de batalha.



Em Odyssey vemos o general em sua melhor forma, se tornando rapidamente um aliado e amigo de Alexios/Kassandra e sua família. Uma das poucas figuras de confiança dos protagonistas em Esparta, o general figura quase uma função paterna no jogo. Além da fidelidade estética e de postura, Brásidas encarna algumas das melhores sequências de combate do jogo em parceria com Alexios/Kassandra, o que faz o terceiro lugar bastante merecido para o personagem.

2- Heródoto, o pai da historiografia

Heródoto revolucionou a escrita e influenciou diretamente a forma como enxergamos o mundo atualmente. Responsável pela descrição das invasões persas à Grécia, ele apresentou uma nova forma de contar histórias de forma muito mais descritiva e documental que antes, fazendo-o receber o título de Pai da Historiografia ou até Pai da História.



No jogo, encontramos o personagem investigando a existência do Culto do Cosmo e acabamos adotando-o como nosso mentor e fiel amigo. Heródoto passa a maior parte do jogo viajando com Alexios/Kassandra no Adrasteia juntamente com o personagem Barnabás. Segundo o próprio personagem, as viagens serviriam para ajudá-lo a escrever seus livros. O mais interessante do personagem em Odyssey é a sua postura cética principalmente com lendas, representando bem a imagem realista que a figura histórica possui.

1- Sócrates, o pai da filosofia

O primeiro lugar da nossa lista fica com uma das figuras mais icônicas e importantes de toda a Grécia, bem como um dos pensadores mais renomados da história da humanidade. Claro que estamos falando de Sócrates, o pai da filosofia ocidental e motivador de vários pensamentos filosóficos memoráveis. O trabalho do pensador ateniense foi tão impactante na história da filosofia que os pensadores até hoje são separados entre os períodos “pré-socrático” e “pós-socrático”, considerando a obra de Sócrates um divisor de águas no que diz respeito às formas de se pensar a realidade.



No jogo ele aparece eventualmente durante as aventuras de Alexios/Kassandra. Inicialmente era visto como irritante e confuso aos olhos do(a) mercenário(a) grego(a), mas no decorrer da história vira um bom amigo e fiel aliado. O mais incrível de Sócrates durante a jogatina são justamente seus diálogos com o(a) protagonista, uma vez que são os mais inteligentes e bem pensados, com opções de resposta que nos fazem de fato ter uma conversa minimamente filosófica com o pensador.

Menções Honrosas

Assassin’s Creed Odyssey é de longe um dos jogos da série que mais apresenta figuras históricas juntas. Por isso a lista poderia dobrar de tamanho se considerássemos mais algumas figuras como Cléon de Atenas, o outro rei de Esparta, Arquídamo; o general Tucídides, o escultor Fídias e tantos outros. Entretanto, seja como um dos personagens mais centrais ou aqueles mais coadjuvantes, a Grécia antiga de Odyssey está repleta de vida e história.



Para além das personalidades, devido a importância histórica, podemos citar também localidades incrivelmente bem detalhadas como as Termópilas, túmulo dos 300 de Esparta; o imponente Partenon em Atenas e a gloriosa estátua de Zeus. Tudo no jogo esbanja detalhes e fidelidade histórica na base do possível, o que torna a jornada ainda mais incrível. Mas e vocês? Comentem aí quais personagens históricos vocês gostaram mais no novo Assassin’s Creed!

Matéria produzida com cópia física cedida pela Ubisoft.
Gilson Peres é Psicólogo e Mestrando em Comunicação pela UFJF. Está no Blast desde 2014, onde é Redator e Diretor. Começou sua vida gamer bem cedo no NES e hoje divide seu tempo entre games antigos e novos. Pode ser visto por aqui sempre escrevendo algum texto polêmico, instrutivo ou nostálgico. Geralmente é visto em alguma discussão no Facebook ou no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook