Discussão

Life is Strange 2 (Multi) pode funcionar sem Max e Chloe?

A incrível jornada de Max no primeiro Life is Strange pode não ter uma continuação que todos esperávamos, mas isso pode não ser um problema.

Life is Strange 2 foi anunciado há algum tempo para PS4, Xbox ONE e PC, mas só agora, em 2018, que mais sobre ele está sendo divulgado, como trechos de gameplay e história. Uma das notícias é de que não será mais uma história sobre Max, sua amiga Chloe e seus problemas temporais. Tendo isso em vista, os fãs da série ficaram desapontados ao saberem que o título não trará as personagens à nova edição.

Mas será que o mais novo game da Dontnod Entertainment merece essas dúvidas? A desenvolvedora conseguirá trazer uma história tão tocante quanto a última? Vamos ver isso mais de perto e tentar responder. Lembrando que podemos ter spoilers do game original.


Uma aventura íntima

Em 2015 a empresa que desenvolveu o jogo Remember Me (Multi), lançou junto a Square Enix o primeiro episódio de um game de escolhas e diálogos, chamado Life is Strange. Suas qualidades gráficas não eram discutidas, pois estava claro um foco em sua narrativa, trabalhando seus personagens e protagonistas conforme a trama era desvendada pelo jogador, com a possibilidade de voltar no tempo e ir para outros caminhos. Essa nova mecânica era seu diferencial, já que a TellTale já lançará títulos como The Walking Dead com a mesma proposta de história que se adapta a escolhas do jogador.

No jogo da Dontnod, os personagens não são apenas NPCs com interações e escolhas, suas personalidades importam, e todas elas podem ser boas e más. Seus desejos, frustrações e como se mostram para o mundo. O game sabe disso, e não para de nos fazer sentir tristeza, raiva, alegria, desespero e até frustração conforme avançamos. Provando o ótimo trabalho da desenvolvedora: nos fazer conhecer tão intimamente a fatídica cidade  de Arcadia Bay e seu habitantes.



Essa narrativa não é a única responsável pelo sucesso de Life is Strange, temos também nossas protagonistas Max e Chloe. As duas estão em busca de Rachel, que desapareceu repentinamente. Isso é o que move suas ações ao longo da trama. Onde cada aspecto de sua relação é trabalhado de forma muito interessante.

Max enfrenta tudo pela amiga, distorcendo o tempo de todas as formas para salvá-la. E é fácil compartilhar desse sentimento, já que o jogo nos mostra claramente as cicatrizes de Chloe, de onde vem seu ódio e sua rebeldia. E isso nos leva aos finais do game: ou sacrificamos Chole ou Arcadia Bay, não existe uma decisão correta, mas sim, a mais racional.


Por que outros personagens?

A partir daqui é fácil ver porque a desenvolvedora buscou outros caminhos. Max e Chloe já compartilharam seus desejos, medos e alegrias conosco. Nós as amamos e vamos lembrar delas com carinho. Então esse é o momento perfeito para explorar outras histórias, ver relacionamentos crescerem de forma íntima e interessante. Agora iremos conhecer a vida dos irmãos Daniel e Sean, que por causa de um acidente precisam fugir constantemente. Esses personagens apareceram pela primeira vez no pequeno jogo As Aventuras Iradas de Captain Spirit (Multi), protagonizado pelo ótimo garoto Chris.



Em um momento triste da trama deste game o menino é salvo por uma força desconhecida. Hoje sabemos que foi Daniel e seus poderes, que aparecem logo depois na cena. Essa demonstração foi um gostinho do que a Dontnod pode fazer no quesito narrativa, trazendo uma família tentando se ajustar depois de uma tragédia envolvendo a morte da mãe do garoto. Assuntos pesados, como alcoolismo, são tocados de forma inteligente e até inocente, já que estamos vendo isso na perspectiva de uma criança extremamente criativa.

E qual a conclusão?

Life is Strange não é sobre Max e seus poderes de voltar no tempo, mais sim sobre relações pessoais e suas consequências. A Dontnod sabe fazer isso muito bem, como vimos com a primeira temporada do game e o pequeno trecho com Chris. Acho que vale a pena dar uma chance ao título, mesmo ele não sendo como nós gostaríamos, ele pode ser tão incrível quanto. Lembrando que o primeiro episódio da segunda temporada lança dia 27 deste mês e a HQ Life is Strange Dust, contando o que aconteceu quando Max deixa Arcadia Bay ser destruída, será lançada em novembro deste ano nos EUA, pela Titan Comics.


Revisão: Rui Celso
Matheus Bigai Ferreira escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook