Jogamos

Análise: The Crew 2 (Multi) opta por um clima leve e oferece bastante variedade de conteúdo

Simples e divertido, a continuação do game homônimo de 2014 é uma bela adição ao catálogo da Ubisoft e de todos os jogadores.


The Crew (Multi) chegou em 2014 e tinha uma premissa interessante: ser um MMO de carros em um mundo gigantesco. Porém, a ambição da Ivory Tower e da Ubisoft foi grande demais e a execução não foi das melhores, resultando em um produto sem alma e com progressão limitada e lenta. The Crew 2 (Multi) consegue, em grande parte, corrigir as falhas de seu antecessor e, de alguma maneira, ter alma e identidade próprias.


The Crew: Horizon

É inevitável não comparar The Crew 2, ao menos em sua superfície, com a série Forza Horizon. O game opta por seguir um caminho mais leve, deixando de lado o tema sério de vingança de seu antecessor. Aqui, somos um(a) corredor(a) anônimo(a) buscando nosso lugar ao sol. Para isso, devemos competir em diversas modalidades de eventos e ganhar seguidores e fãs nas redes sociais. Ser o rei ou a rainha de todas as modalidades é o objetivo maior aqui, e para isso devemos buscar nossa fama através do Live Xtrem, um programa voltado para corridas e eventos com veículos que é televisionado para o mundo todo.

Cada modalidade é representada por uma “família”, chamadas aqui de “motor families”. Cada uma delas possui suas próprias histórias, filosofias e missão de vida, e tudo nos é apresentado em diálogos recorrentes durante o gameplay e em cutscenes bem bonitas narradas por um dos membros da respectiva família. Tudo serve, no fim das contas, como pretexto para colocar o jogador para correr em diferentes eventos. E isso jamais chega a ser um ponto negativo. Em momento algum sentimos falta de uma história profunda, ou reviravoltas, ou algo que realmente nos prenda na narrativa. O que prende o jogador em The Crew 2 é a variedade de atividades que temos à nossa disposição.

Tem para todos os gostos

Um dos maiores atrativos de The Crew 2 é a variedade de modalidades que temos à nossa disposição. Cada família representa um grupo de modalidades, sendo elas Street Racing, Freestyle, Pro Racing e Off-Road. Cada modalidade possui suas próprias disciplinas, ampliando ainda mais o número de atividades e a variedade oferecida aos jogadores. Sob Street Racing, temos as disciplinas Street Race, Drag Race, Drift e Hyper Car; isso para citar apenas a referida modalidade.

Cada grupo de atividades é realizada com um tipo específico de veículo, e mesmo tendo tantas opções de estilos de dirigibilidade e pilotagem, em momento algum o jogador se sente frustrado ao trocar para uma máquina diferente daquela que iniciou o jogo. Correr pelas ruas de Los Angeles é tão simples e intuitivo quanto pilotar barcos pelo mar ou aviões entre as nuvens. Graças ao mundo aberto do game, os eventos possuem percursos e traçados interessantes, divertidos e bem variados, misturando simples curvas com rampas espalhadas pelo mapa, trazendo uma verticalidade para as corridas no chão.



Em toda sua simplicidade de direção e pilotagem, The Crew 2 ainda oferece uma boa dose de desafio ao jogador. Cada veículo possui um nível de performance, que pode ser aumentado equipando peças novas coletadas ao vencer corridas, abrindo caixas de recompensa pelo mapa ou subindo de nível. Certas peças possuem modificadores, que podem dar bonificações ao jogador ou melhorar ainda mais o desempenho do veículo. Cada evento possui duas dificuldades: Normal e Difícil, e para encará-los de maneira igual para a I.A., será preciso aumentar o nosso nível de performance. Para isso, em alguns momentos, acaba sendo necessário repetir eventos já concluídos para conseguir peças melhores, o que pode tornar a tarefa enfadonha para alguns, mas não chega a ser uma necessidade frequente.

Completar eventos rende seguidores e dinheiro, que é utilizado para comprar novos veículos e itens de customização para nossas máquinas e nosso avatar. Subir de nível significa desbloquear provas mais desafiadoras, veículos especiais e eventos contra “chefes”. Também recebemos Pontos de Piloto, que podem ser utilizados para comprar habilidades passivas que melhoram tanto as características gerais de todos os veículos do jogador, quanto as chances de se obter quantias maiores de equipamento e em qualidades melhores. Progredir em The Crew 2 é rápido e simples, e muitos dos níveis Ícone, a classificação máxima de fama do piloto, oferecem recompensas especiais como novas peças e veículos.

Cruzando os Estados Unidos da América

The Crew 2 oferece uma réplica em escala menor do mapa dos Estados Unidos, abrangendo diversas regiões e cidades dos EUA, como Miami, San Francisco e Las Vegas. Áreas urbanas dividem espaço com rodovias e áreas rurais. Rotas de asfalto servem de caminho paralelamente a rotas de terra. O visual do jogo é lindo, combinando bem o realismo de seus veículos com ambientação fidedigna. Seja por terra, mar ou ar, a beleza é garantida.



Percorrer o mundo de The Crew 2 livremente traz uma sensação bem imersiva ao jogador. As cidades possuem pedestres e tráfego, e mesmo que estes se comportem de maneira estranha às vezes, contribuem para que esse mundo seja, de fato, vivo. Além disso, o game possui ciclos de dia e noite e de clima, deixando tudo ainda mais fiel à realidade. Dias ensolarados, noites chuvosas e nevascas frias compõe uma variedade de cenário muito bem feita, afetando, inclusive, a jogabilidade dentro dos veículos. Pistas molhadas e com neve ficam mais escorregadias e traiçoeiras; céu fortemente nublado pode fazer nossos aviões titubearem; e por aí vai.

Para aproveitar ainda mais a beleza das paisagens e pontos turísticos presentes, o jogador pode utilizar um modo fotográfico completo, com filtros e outros ajustes, ideal para registrar os momentos mais belos diante de seus olhos e criar imagens memoráveis.

Nem tudo é perfeito, porém, e é possível perceber objetos aparecendo e sumindo do nada, assim como uma pequena travadinha quando caímos em solo em alguns momentos, mas não é nada que tire o brilho do visual do jogo e é perfeitamente compreensível e aceitável em um jogo de tamanha escala



The Crew 2 (Multi) é um dos grandes lançamentos do ano, especialmente do gênero de corrida arcade. Ideal para se jogar sozinho ou com amigos, sua jogabilidade é prazerosa, desafiadora na medida certa, intuitiva e simples em todas as modalidades. Peca por não oferecer um pós-jogo bem definido, mas isso não significa que falta conteúdo aqui, apenas a ausência de algo mais em foco. Seu mundo é lindo e fiel à contraparte real, sendo aprazível aos olhos de quem vê mesmo não sendo perfeito.

Prós

  • Leveza e diversão priorizadas em relação à história;
  • Imensa variedade de modalidades, disciplinas e veículos;
  • Jogabilidades simples, com bons desafios mas bastante intuitiva e receptiva;
  • Visual do mundo e dos veículos é belíssimo.

Contras

  • Objetos que somem e aparecem do nada.
The Crew 2 — PS4/XBO/PC — Nota: 8.5
Versão utilizada para análise: PS4
Revisão: João Telhada
Análise produzida com cópia cedida pela Ubisoft 

Francisco Camilo é ex-viciado em platinas na família PlayStation e sonha em ser escritor no futuro. Divide suas jogatinas entre jogos de todos os tipos e partidas de Battlefield e Call of Duty.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook