Jogamos

Análise: Far Cry 5 (Multi) é um dos melhores da franquia mesmo com seu protagonista genérico

O game se sobressai por sua beleza, jogabilidade e mundo vivo.


O tema religioso e a ambientação rural fizeram de Far Cry 5 (Multi) um jogo controverso desde o seu anúncio. Os temas, mesmo presentes, acabam sendo apenas um pano de fundo razoável para o desenvolvimento da trama, neste que é um dos games mais divertidos e que faz jus ao histórico da saga.


Resistindo ao Portão do Éden

A história de Far Cry 5 se passa em Hope County, um município rural fictício do estado de Montana, nos EUA. A região fora tomada e dominada pela seita religiosa chamada Portão do Éden, liderada pelo chamado “Pai” Joseph Seed, que acredita ser um escolhido de Deus para salvar as pessoas do Colapso, um evento que trará o fim do mundo. Junto do Pai, temos os tenentes que controlam cada uma das três regiões de Hope County: John Seed, que se encarrega do recrutamento de fiéis exigindo que eles arranquem seus pecados da pele (literalmente); Faith Seed, que recruta utilizando uma droga desenvolvida pela a seita chamada Benção, capaz de iludir e criar um “mundo perfeito” na cabeça da vítima; e Jacob Seed, que também utiliza métodos psicológicos para selecionar aqueles que são fortes para serem soldados.

A família Seed compõe o quadro de vilões de Far Cry 5 de maneira competente, com os atos de todos eles, principalmente dos tenentes de Joseph, sendo absurdamente cruéis e sádicos. Há muitos momentos de tensão que fazem o jogador cerrar os dentes de nervosismo. O passado de cada um nos é apresentado conforme a história se desenvolve, tornando-os humanos e deixando a razão por serem como são críveis. O Pai apenas usufruiu de sua lábia para manipulá-los através de seus traumas pessoais, levando-os para seu lado como uma espécie de salvação.



Do lado oposto do Portão do Éden, temos a Resistência, um grupo de moradores de Hope County que são contrários aos princípios do Portão do Éden. Muitos sofreram pelas mãos dos Seed ou tiveram entes queridos tirados de si pelos fanáticos da seita, os edenetes. O nosso personagem faz parte dessa Resistência, servindo como uma fagulha de esperança que reacende a vontade de lutar nos moradores de Hope County.

A Ubisoft decidiu nos dar a chance de personalizar o(a) protagonista do game. E embora a personalização cosmética seja abrangente e vasta, a produtora acabou abrindo mão da chance de criar um personagem com passado, personalidade e razões interessantes, capaz criar uma ligação entre jogador e protagonista. O seu “apelido” é “Agente/Recruta”, e você é um policial federal designado para o time que irá prender Joseph Seed. Como se não bastasse o apelido genérico, o protagonista é mudo e tem participação nula no desenvolvimento da história. É sofrível ver os aliados dedicando vitórias ao Agente, elogiando-o, colocando-o como “salvador da pátria”, enquanto ele permanece calado. Há alguns poucos momentos em que o game tenta criar um laço emocional entre protagonista e coadjuvantes, mas tudo se torna muito superficial. Ao final do game, eu queria apenas saber do destino do Portão do Éden e de Hope County em geral, não me importando com o que aconteceria ao meu personagem. Isso não apenas prejudicou a história como um todo, como também minou parte do potencial vilanesco dos Seed.

Incorporaram o misticismo dos outros jogos através da droga Benção e de artifícios de controle e condicionamento mental, mas acaba se tornando algo ineficiente e, em certos momentos, repetitivo, apesar de criar algumas situações interessantes de luta contra chefes. O tema religioso e o contexto rural, que causaram rebuliço durante o anúncio do game, não são temas tratados de maneira agressiva. O fanatismo religioso não afronta em nenhum momento a crença de alguém, e serve como ótima narrativa para ilustrar as ações dos Seed, especialmente de Joseph, o Pai.

Liberando Hope County

Far Cry 5 traz dezenas de missões a serem cumpridas pelo jogador. O objetivo principal é acumular pontos de resistência suficientes para avançar a barra de progresso nas três regiões de Hope County. Conforme a barra se enche, novos trechos da história são apresentados até que finalmente possamos enfrentar o líder da região: John, Faith e Jacob Seed. Quase tudo oferece pontos de resistência, desde atividades como salvar civis em perigo a missões secundárias. Hope County é viva e sempre oferece algo, com situações dinâmicas ocorrendo por todo lado, fazendo com o que o jogador sempre tenha o que fazer ao invés de apenas seguir para o próximo ponto de início de missão. E caso o jogador decida passar batido por algum pedido de ajuda ou atividade inimiga próxima, ele não será penalizado, apenas deixará de ganhar alguns pontos de resistência.



Há uma grande variedade de missões, e algumas delas são importantes para facilitar um pouco a vida do jogador em situações de perigo. O game traz um sistema de parceiros, Armas de Aluguel e Patas de Aluguel. Certas missões desbloqueiam personagens que podem ser colocados como ajudantes do protagonista, e cada um deles possui habilidades distintas. O cão Boomer, por exemplo, pode farejar e identificar todos os inimigos de uma área, marcando sua localização para o jogador. Esse sistema apenas enriquece a forma como o jogador encara as situações do game, podendo alterar sempre seu estilo de abordagem ao trocar seus parceiros. Além disso, os ajudantes do Agente quebram um pouco a monotonia com algumas falas pontuais e divertidas vez ou outra.

É possível aproveitar toda a campanha de Far Cry 5 na companhia de um amigo em modo cooperativo. Apesar de ser uma experiência positiva e divertida jogar em dupla, o progresso é salvo apenas para o anfitrião da partida. Fica aqui uma ressalva para aqueles que gostam de caçar troféus e conquistas: apenas o anfitrião irá desbloquear conquistas relacionadas à história do jogo.

Um arsenal completo de armas e habilidades

O quinto capítulo numerado de Far Cry traz algumas alterações com relação às habilidades do protagonista. Aqui não se evolui ao ganhar pontos de experiência. O que temos são Pontos de Vantagem, que podem ser obtidos explorando o mundo, completando desafios de combate, pesca e caça. Esses pontos podem ser usados para comprar habilidades úteis ao jogador, como carregar mais munição de fuzil ou respirar mais tempo debaixo d’água. Cabe ao jogador escolher quais habilidades se encaixam melhor ao seu estilo de jogo, considerando que Far Cry 5 pode ser jogado tanto em modo furtivo quanto em modo “Rambo”.

O arsenal à nossa disposição não é escasso. Há diversas armas disponíveis que cobrem as necessidades do jogador. Armas de curto, médio e longo alcance, automáticas, de alto calibre e furtivas; explosivos remotos, de proximidade e granadas também estão disponíveis caso queiramos causar o caos. Todas elas podem ser personalizadas com acessórios e pinturas, comprados com o dinheiro adquirido pelo jogador ao completar missões e explorando o mundo. Conforme progredimos no game e compramos novas habilidades, podemos comprar habilidades que nos permitem carregar mais armas em nosso inventário.



É possível utilizar itens que coletamos, como plantas e suprimentos, para criar tônicos que intensificam algumas habilidades do protagonista, como sua força e velocidade. Não é exatamente uma mecânica que utilizei em demasia em situações de conflito, principalmente pela dificuldade do jogo ser desafiadora na medida certa. Mas para momentos de caça e exploração, o sistema  se mostra bastante eficaz e benéfico ao jogador, especialmente com o tônico que amplia seus sentidos e mostra a localização de animais e inimigos.

Podemos também adquirir veículos terrestres, aéreos e aquáticos, personalizando-os com pinturas variadas. Em Far Cry 5, o dinheiro tem mais utilidade do que nos jogos anteriores. É possível comprar algumas versões estéticas especiais de armas e veículos, assim como novas roupas para o personagem principal, utilizando dinheiro ou barras de prata. As barras de prata podem ser encontradas dentro do jogo em baixa quantidade ou compradas com dinheiro real. É o sistema de microtransações do game e ele não interfere na experiência caso decida ignorá-lo.

A beleza de Hope County

Como era de se esperar, Far Cry 5 traz uma qualidade gráfica absurda. O nível de detalhes dos cenários é alto e a composição de elementos de Hope County é variada, fazendo com que os cenários do game respirem vida com sua fauna e flora. As regiões possuem distinções suficientes para que o jogador não sinta que está sempre no mesmo lugar. Explorar as florestas e montanhas de Hope County, seja por terra, água ou ar, é algo prazeroso para os olhos. E como o mapa é vasto, temos a presença de um sistema de viagem rápida para aqueles que estiverem com preguiça de percorrer distâncias longas até o seu destino, porém é preciso desbloquear os pontos de viagem rápida visitando-os ao menos uma vez.



Aproveite o tempo disponível entre as missões para conhecer novos locais, descobrir segredos espalhados por Hope County, subindo montanhas e desbravando bunkers. Se estiver querendo um descanso dos tiroteios, pegue sua vara de pescar e vá atrás de peixes grandes e raros, ou cace animais selvagens para obter suas peles e vendê-las por belas quantias de dinheiro. Há muito o que fazer para aqueles que buscam completar 100% dos desafios de Far Cry 5.

Mesmo que Hope County seja bela, viva e diferente dos cenários que exploramos nos games anteriores da franquia, falta algo que torne-a ainda mais incrível; algo que faça-a tão especial e exótica quanto a Kyrat de Far Cry 4 (Multi).

Arcade: o paraíso dos criativos

Far Cry 5 oferece como alternativa ao seu modo campanha o modo Arcade. Neste modo, podemos experimentar diversos mapas criados pela comunidade do game em partidas individuais, cooperativas ou competitivas. Os mapas de campanha oferecem pequenas missões com objetivos bem diretos, como alcançar um ponto do mapa ou liberar um posto avançado derrotando todos os inimigos. Já as modalidades competitivas colocam dois times de cinco jogadores se enfrentando em partidas clássicas como Mata-Mata e Mata-Mata em Equipe Completá-los rende pontos de experiência, e subir de nível rende recompensas ao jogador, incentivando-o a sempre voltar e jogar mais.

O editor de mapas presente aqui é completo, permitindo que o jogador deixe seu lado criativo aflorar de inúmeras maneiras. É possível configurar os cenários em diversos aspectos, alterando sua composição, elevação e estilo. Elementos do cenário podem ser colocados e retirados; inimigos podem ser alocados e programados para agirem de determinadas maneiras; modificadores de jogabilidade e dificuldade podem ser ajustados conforme a intenção de quem está criando o mapa. e, por fim, cabe ao criador dar um objetivo para o seu mapa e então publicá-lo para ser jogado e avaliado por outros jogadores. O limite aqui fica mais por conta da criatividade de quem está com o controle nas mãos, e mesmo que os mapas e suas missões possam ser curtos, é possível criar experiências incríveis com o editor.



Far Cry 5 (Multi) é uma experiência completa, especialmente para aqueles que buscam uma experiência solo longa, divertida e satisfatória. Embora a história seja prejudicada por um protagonista genérico e mudo, a família Seed e o sistema de progressão e jogabilidade do game compensam e validam a jornada. O modo Arcade completa o pacote e expande a vida útil do game, oferecendo partidas coopeerativas e competitivas em uma infinidade de mapas incríveis, sendo este um modo que tende a se fortalecer conforme a comunidade do jogo crescer.

Prós

  • Família Seed;
  • Sistema de progressão do jogo e da história;
  • Arsenal de armas e habilidades variado;
  • Mundo vivo e lindo;
  • Mundo Arcade repleto de funcionalidades e conteúdo.

Contras

  • Protagonista genérico e desinteressante;
  • Hope County é incrível, mas falta algo que a torne especial;
  • Modo cooperativo que salva o progresso apenas para o anfitrião.
Far Cry 5 — PS4/XBO/PC — Nota: 9.0
Versão utilizada para análise: PS4

Análise produzida com cópia cedida pela Ubisoft  
Francisco Camilo é ex-viciado em platinas na família PlayStation e sonha em ser escritor no futuro. Divide suas jogatinas entre jogos de todos os tipos e partidas de Battlefield e Call of Duty.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook