Jogamos

Análise: Legend of Kay Anniversary (Multi): a lenda revive em HD

Depois de 10 anos, a lenda do gatinho mais debochado do mundo volta com tudo aos consoles da nova geração e encanta novos fãs.


Originalmente lançado em 2005 para PS2, Legend of Kay Anniversary retorna dez anos depois para os consoles da nova geração, PS4 e Wii U, para o PS3 e também para PC e Mac. Publicado pela Nordic Games, o jogo retorna em grande estilo, trazendo todo o seu brilho e estilo de lutas frenéticas que consagraram o título, agora com uma enorme melhoria gráfica em resolução de 1080p e 60 quadros por segundo pra ninguém botar defeito. Mas será que isso seria o suficiente para o game ganhar novos adeptos?

Em busca da paz interior

Em um terra mística habitada por gatos, coelhos, sapos e ursos pandas, todos viviam em paz e harmonia por meio de seus códigos de conduta e o estudo das artes marciais ministradas pelos mais velhos aos mais jovens. As criaturas de Yenching só conheciam a prosperidade e o amor, até que um dia se depararam com a dor e o sofrimento quando um malvado gorila Shun Tak invade a aldeia com a ajuda de seus capangas e sua gangue de ratos ninjas e alquimistas, proibindo o estudo das artes marciais e prendendo em jaulas todos aqueles que fossem contra às suas ordens. É nesse momento que nosso herói, Kay, ao ver seu mestre sendo impedido de lecionar, resolve aprimorar sua força e conhecimento para combater as forças de Shun e devolver a paz aos habitantes de Yenching.


E não será uma tarefa simples, pois Kay precisa unificar todo o reino e libertar seus amigos aprisionados pelas forças do mal, liberando caminho para alcançar as montanhas vulcânicas de Waa-Lo, onde Shun governa com braço de ferro, tirando de seu caminho todos aqueles que contradizem o ditador. Para isso, Kay terá a ajuda de seus amigos, ganhando novas habilidades e novas armas enquanto avança em sua jornada.

Tudo depende da técnica

As técnicas mais simples são estudadas com seu mestre logo no início do jogo em forma de pequenos tutoriais que ensinam desde golpes surpresa, até combos e gestos de esquiva. Outras manobras, como escalar paredes, pendurar-se em cordas, ou correr com javali selvagem são apresentadas por outros habitantes de Yenching, mas tudo com o objetivo de prepará-lo para que o impetuoso Kay aprenda os caminhos que o levarão a ser um grande guerreiro. Até mesmo dragões e outras criaturas místicas cruzarão o seu caminho para ajudá-lo nessa jornada.


O jogo também é repleto de pequenos tutoriais seguidos por diálogos, muitas vezes engraçados, devido ao fato de Kay ser bem imprudente e desbocado com os inimigos, inventando apelidos e até alguns leves xingamentos. As vozes parecem ser as mesmas da versão para PS2, contudo, estão bem trabalhadas, com dublagens em inglês, italiano e espanhol, ainda com sotaques para as diferentes espécies que habitam Yenching, como sapos ingleses e coelhos que só faltam dizer "o que é que há, velhinho?". Os textos muitas vezes podem até ser longos e meio repetitivos, mas são onde se concentram a maior parte da comédia do título. Mas não vá se estressar quando, acidentalmente, apertar o botão de ação próximo a alguma porta trancada e ao salvar algum dos seus amigos que queria lhe agradecer, pois irá começar um diálogo raso e repetitivo.

A força que vem de dentro de você

No início, você será apresentado às técnicas básicas e será presenteado com uma espada de madeira. Claro que para combater Shun será necessário muito mais do que isso e novas armas serão desbloqueadas ao longo do jogo, como barras de ferro e martelos gigantes, cada qual com sua característica, cabendo a você decidir qual usar em cada inimigo, que não irão deixar por menos. Na verdade, as lutas são o forte desse jogo. Se no início você achar complicado, preste atenção aos ensinamentos de seu mestre, pois serão muito úteis nos combates que seguirão. E quando digo úteis, são úteis mesmo. Será praticamente impossível ganhar uma luta sem o uso de esquivas ou de combos, que aumentam o poder de seus ataques. Prepare-se para muitos nós nos dedos! E quando você pensa que acabou, vem mais por aí. Algumas sequências de combate apresentam mais de 30 inimigos, divididos em grupos menores, atacando-lhe e esquivando. Mortes serão comuns durante o mano-a-mano daquele último inimigo que sobrou se você não souber se defender devidamente.

Cansei de ser ninja, agora eu sou o Wolverine!
Suas armas poderão, ainda, ganhar upgrades necessários para combater as hordas de inimigos que estarão cada vez mais insanos em cada capítulo da história. Itens para aumentar a força, bombas e explosivos serão de grande ajuda, portanto, guarde todos que achar pelo caminho! Aliás, itens é que não irão faltar para auxiliá-lo. Dento de baús ou quando vencer um inimigo, você juntará moedas que poderão ser trocadas por itens e armaduras nos vendedores espalhados por cada capítulo. Como em alguns jogos do gênero, aqui também será possível comprar Heart Containers para aumentar sua barra de energia e Magic Containers, que aumentam a barra de magia. E não se esqueça de nenhum baú pelo caminho! Além de moedas e itens, containers escondidos também estarão esperando por você.

What are you buying, stranger?
A trilha sonora é outro ponto forte do jogo, fazendo você se sentir numa Ásia medieval em um clima calmo e espiritualista, ao mesmo tempo em que se prepara para as mais belas trilhas de batalha em épicas cenas de combate contra muitos inimigos saindo por todo o canto. E tudo isso se encaixa perfeitamente com a qualidade de imagem que o game traz, totalmente remasterizado e preparado para a nova geração de televisores, com belos efeitos luz e sombra e novas texturas de tecido, pelos e escamas, mas sem perder aqueles traços poligonais da época. Legend of Kay lembra muito um jogo de plataforma da geração do N64, o que não combina muito com um probleminha que você irá se deparar a seguir...

Um caminho tortuoso você deve trilhar

Se o jogo encanta por seu brilho, lutas insanas e diálogos engraçados, você terá um inimigo ainda maior que Shun contra você: a câmera simplesmente atrapalha em muitos momentos do jogo. Tratando-se de um título de plataforma, o que exige certa habilidade e precisão nos pulos, esteja preparado para passar muito nervoso com a câmera que muda de posição em momentos críticos de pulo ou quando precisa se equilibrar sobre cordas ou penhascos. Junte o máximo de vidas que conseguir pois vai precisar!


Contudo, não é o que vem desmerecer este grande jogo. Engraçado, cativante e energético, Legend of Kay Anniversary tem tudo o que os jogadores de longa data gostam, com uma trama bem desenvolvida e side-quests, além de trazer novidades na remasterização do visual, que está impecável, tornando o jogo pronto para a nova geração que chega. Repleto de aventuras e lutas frenéticas, é um jogo que exigirá uma certa dedicação na habilidade da arte da espada e ainda apresenta muitos extras a serem liberados, para os mais afetuosos com o gênero. Uma pérola do PS2 que está de volta em grande estilo e que promete agradar aos velhos e novos fãs da lenda.

Prós

  • Visual em alta definição;
  • Quadros estáveis sem lentidão, mesmo com muitos inimigos nas tela;
  • Lutas de tirar o fôlego;
  • Diálogos engraçados.

Contras

  • Câmera incomoda bastante;
  • Diálogos longos que não influenciam na trama;
  • Quantidade de lutas seguidas podem cansar os desavisados.

Legend of Kay Anniversary — Wii U, PS4, PS3, PC e Mac — Nota: 8
Versão utilizada: Wii U.
Revisão: Jaime Ninice
Capa: Diego Migueis

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google