Top 10

Metroidvanias que todos deveriam jogar

Uma lista dos jogos mais imperdíveis de um dos gêneros mais amados do passado e da atualidade

Apesar do termo ser relativamente desconhecido entre jogadores comuns, Metroidvania não deixa de ser um gênero familiar a eles. O gênero consiste em uma especificação dos side-scrollers de plataforma tradicionais, saindo do mero passar de fase e ganhando foco na exploração de um grande mapa, que se torna cada vez mais acessível ao avançar do jogo.



Diversos casos de recentes Metroidvanias que se tornaram extremamente populares, culminando no atual sucesso do Kickstarter de Bloodstained, mostram que o gênero continua a crescer na atualidade. Então, o que seria melhor que relembrar alguns jogos marcantes do gênero, ou até mesmo conhecer novos? Segue então essa lista de 10 Metroidvanias que ninguém deveria perder.

10. Bunny Must Die!

Que tal começar essa lista com um jogo um pouco mais desconhecido? Bunny Must Die! é um Metroidvania desafiador e com um ar retrô para matar as saudades dos jogadores mais nostálgicos. Também se diferencia de diversos jogos do gênero por sua ação mais rápida.


Os controles são precisos até demais e podem ser um desafio à parte e a história é praticamente um grande alívio cômico, com diálogos que podem garantir boas risadas após algumas frustrações. Recomendado principalmente para os jogadores de longa data.

9. Super Metroid 

Definitivamente um jogo que não poderia faltar nessa lista. Metroid é uma peça chave na história dos Metroidvanias, obviamente. Sendo um dos primeiros grandes nomes do gênero ainda no NES, a série viu todas as suas mecânicas e gráficos sendo melhorados no seu terceiro jogo, no Super Nintendo.


Contando a aventura solitária de Samus Aran, Super Metroid levou a exploração a níveis totalmente novos para época e foi extremamente aclamado pela crítica e pelos fãs, sendo considerado até hoje um dos mais importantes e melhores jogos de todos os tempos. Jogar Super Metroid é mais que jogar um bom Metroidvania, é como revisitar um momento histórico para os jogos.

8. La Mulana

Mais um jogo para aqueles fãs mais nostálgicos. La Mulana é um Metroidvania que simula graficamente e até em sua interface os antigos tempos do MSX. La Mulana também usa do alto nível de desafio para apelar para a nostalgia dos jogadores mais antigos. Não vá esperando uma aventura fácil.


Porém, se você nunca jogou um jogo do MSX ou simplesmente não tem tal nostalgia, não se preocupe, pois La Mulana conta com mais que isso para conquistar o jogador. Muito bem planejado e executado, La Mulana se tornou popular entre diversos jogadores, a ponto de sair de seu escopo original, de ser lançado apenas no Japão, e conquistar o mundo marcando seu nome na história dos Metroidvanias.

7. Aquaria 

Aquaria é uma verdadeira poesia em forma de jogo. Graficamente único, com uma trilha sonora nada menos que impecável e com ótimos controles e mecânicas que trazem um novo ar para o gênero, Aquaria é uma das provas que Metroidvania não é apenas nostalgia, mas um gênero constantemente renovável.


Passando-se inteiramente em um ambiente submarino, todas as características de Aquaria contribuem para uma ambientação impecável. E ele é mais do que um jogo que se sustenta na popularidade de outros Metroidvanias, fazendo com brilhantismo seu próprio nome. Certamente ocupa merecidamente essa posição entre outros jogos incríveis.

6. Metroid Fusion

Mesmo tendo alcançado um patamar tão alto em Super Metroid, a franquia não deixou de evoluir e Metroid Fusion é a prova disso. Nessa excelente sequência para GBA, Samus mais uma vez vive uma aventura no clássico estilo Metroidvania, destacando-se do jogo anterior por apresentar um design mais claro e linear, mas que ainda valoriza a exploração.


Com uma história mais complexa e profunda que os jogos anteriores, gráficos atualizados e o apelo à jogabilidade tradicional, Metroid Fusion conseguiu seu lugar de destaque mesmo sendo lançado juntamente com o inovador Metroid Prime. Um excelente jogo que merece seu lugar de destaque nesta lista também.

5. Castlevania: Order of Ecclesia

Castlevania: Order of Ecclesia foi provavelmente a melhor surpresa para os fãs da franquia no Nintendo DS. Apesar de por alguns momentos fugir do tradicional mapa gigante típico de Metroidvanias, ele ainda o apresenta em sua última área e não falta com os conceitos clássicos como exploração e backtracking.


Graficamente impecável, com uma trilha sonora marcante e uma história a frente mesmo dos outros jogos da franquia, Order of Ecclesia nos lembra porque Castlevania se tornou tão importante na criação de um gênero e ressuscita aquilo que mais amávamos nos jogos da série. Um dos melhores e mais imperdíveis jogos desta lista.

4. Guacamelee

Guacamelee é um grande tributo em forma de jogo, sendo quase uma grande carta de amor tanto à cultura mexicana quanto a Metroidvanias. Guacamelee é provavelmente o mais popular dentre os Metroidvanias modernos e não conseguiu essa fama a toa, sendo extremamente bem trabalhado em seus mais diversos aspectos.


Visualmente único, com uma trilha sonora que fornece uma ambientação fantástica, uma história simples, porém de uma beleza sutil, e com um level design que em nada perde para Metroids e Castlevanias, Guacamelee pode ser considerado o grande porta-voz dos Metroidvanias atualmente. Um excelente jogo que não poderia ficar de fora desta lista.

3. Cave Story

Cave Story não só se consagrou como um dos melhores Metroidvanias já feitos como também deixou sua marca na história. O jogo provou seu valor tanto aos desenvolvedores, mostrando que era possível fazer um jogo de qualidade com um time pequeno e poucos recursos, quanto ao público, mostrando que havia vida fora das grandes franquias e estúdios, sendo o grande gatilho do crescimento atual da indústria independente.


Com gráficos cativantes, uma ótima trilha sonora e controles e level design impecáveis, Cave Story foi o grande marco dos jogos indies e um fator decisivo para a constante evolução dessa indústria. Cave Story não conquistou sua popularidade a toa e se mantém até hoje como um jogo primoroso.

2. Valdis Story: Abyssal City

Provavelmente meu preferido pessoal nessa lista, embora não seja o primeiro lugar. Valdis Story é uma das grandes provas da popularidade do gênero Metroidvania, tendo sido um kickstarter de sucesso tanto em arrecadação quanto como produto final. Valdis Story tem uma arte impecável, uma história intrigante e, principalmente, um dos melhores, senão o melhor, sistemas de combate do gênero.


A diversidade de magia, armas, itens e personagens combinados permite uma imensa variedade de gameplay, que garante uma longevidade ainda maior para este título que recebe atualizações de conteúdo até hoje. Não só isso como todo o planejamento do jogo é excepcional, e a exploração e o avançar no jogo são extremamente gratificantes. Faça questão de checar este jogo assim que terminar essa lista.

1. Castlevania: Symphony of the Night

A este ponto da lista, certamente você já estava esperando este título, e com diversas pedras na mão caso eu não o mencionasse, e não lhe julgo. Castlevania: Symphony of the Night pode não ter sido o criador do gênero ou um dos primeiros nomes, mas é certamente o jogo que se tornou o principal parâmetro para todos os jogos do gênero que viriam depois dele.


Castlevania: Symphony of the Night beira a perfeição. Um dos jogos mais bem trabalhados graficamente de toda a história, com uma das mais marcantes trilhas sonoras e um trabalho invejável em todo o seu design, marcou seu nome como um dos melhores jogos de todos os tempos e deve permanecer assim por um bom tempo. O mais obrigatório de todos os Metroidvanias e reina merecidamente em seu 1º lugar nessa lista.

Um mundo a se explorar

Esta lista foi cheia de decisões difíceis para mim, acredite. Por mais específico que pareça, Metroidvanias formam um gênero extenso, e graças a sua popularidade crescente, temos cada vez mais lançamentos, e muitos de alta qualidade. Tem algum jogo que você sentiu falta nessa lista? Mencione nos comentários. Quanto mais para jogar, melhor!

Revisão: Luigi Santana
Capa: Peterson Barros

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook