Blast Test

Endless Legend (PC) oferece um mundo de estratégias promissor

É dentro de um mundo vasto e perigoso que você precisa comandar seu povo e construir um império poderoso.


Endless Legend é uma criação da Amplitude Studios e que, apesar de ainda estar em fase de testes, consegue oferecer uma experiência interessante ao jogador em um mundo virtual repleto de desafios e onde buscar uma estratégia diferente para obter a vitória é sempre a melhor escolha. Vamos conhecer um pouco mais sobre este título que promete dar uma repaginada no gênero de games de estratégia ao introduzir aspectos de RPG de uma forma muito bem feita.

Crie sua lenda

O nome do planeta é Auriga. Esse mundo gigantesco sempre teve seu domínio disputado por diferentes facções ao longo de vários séculos. E depois de tantas batalhas que mudaram a paisagem do planeta, chegou a hora de uma lenda nascer e da história possuir um vencedor decisivo. É nesse ponto que o jogador entra para escolher qual raça ele irá comandar e de que forma irá explorar os recursos de seu território e para derrotar os inimigos e fortalecer seu povo, conquistando Auriga para si. São diversas opções de ataques e a estratégia é a chave para o sucesso. Para aqueles que são fãs de jogos como Warcraft e Age of Empires, Endless Legend é uma combinação perfeita entre o estilo único desses games e o visual belo de Civilization.

À primeira vista, o que mais impressiona no game é o visual extremamente colorido e rico em detalhes que é apresentado aos jogadores. Ao contrário do que poderia se esperar de um game de estratégia, Endless Legend abusa do visual para mostrar que a derrota de um inimigo ou a tomada de um território são muito mais do que alguns cliques do mouse. É possível acompanhar em tempo real e de uma forma muito realista o combate entre forças adversárias, o que acaba aproximando o estilo do game a um RPG. O mais interessante é que, enquanto a batalha principal ganha destaque na tela, o resto do cenário permanece desfocado e parece adquirir um visual de papel machê.

Com diversas opções para o jogador, o sistema de combate oferece opções básicas e avançadas para proporcionar a melhor tática de confronto de acordo com a situação. É possível utilizar tanto ataques físicos quanto diferentes tipos de magia através do sistema de turnos do game. Além disso, cada facção possui um tipo específico de técnica para superar os perigos de uma forma diferenciada. Para que o jogador possa tentar tomar o mundo para si e criar um verdeiro império virtual, o game disponibiliza quatro raças para serem escolhidas. A seguir, vamos abordar algumas das principais características de cada uma delas:

The Vaulters: Aí está uma facção que não possui muitas informações históricas. O que se sabe sobre os misteriosos Vaulters é que eles constituem um povo composto por clãs dedicados a mineração e criação de armas e artefatos mágicos. Escondidos em labirintos subterrâneos de Auriga, eles estão ansiosos para retornar à superfície e tomar o planeta para si. A facção é uma ótima escolha para quem deseja desenvolver uma facção com uma grande variedade de armas para se escolher.

The Wild Walkers: Todo o jogo de magia e fantasia que se preze precisa ter elfos, certo? Endless Legend segue essa regra também. Os Wild Walkers são um povo dedicado a proteger e trabalhar com a natureza para desenvolver suas cidades, monumentos e armas. A facção tem um ótimo poder de combate e é indicada para aqueles que desejam ter vantagens sobre os inimigos em diferentes tipos de ambientes.

The Broken Lords: Uma das classes mais comuns em games de estratégia também se faz presente por aqui. Os Broken Lords representam bravos cavaleiros especializados na construção de torres e fortalezas e que acreditam na honra, virtude e justiça. Uma pena que eles agora são apenas sombras do que antes eram, e não passam de espíritos que habitam suas velhas armaduras de combate. Quer tentar restaurar essa ordem de guerreiros em decadência? Então os Broken Lords são sua melhor escolha!

The Necrophages: Ainda não se sabe muito bem o que de fato são os Necrophages. Por um lado, esse povo se assemelha a um bando de zumbis, mas por outro, parece mais uma praga que anda sobre a terra. Possuindo seres que se assemelham a monstruosos insetos nojentos, a facção infecta seus inimigos e o devora para absorver sua energia e nutrientes para continuar sobrevivendo e espalhando sua doença. Eca! Se você tem estômago para devastar Auriga com uma horda de monstros infectados, então os Necrophages são a sua escolha!

Muito caminhos a serem percorridos

Mesmo com muito ainda a se fazer, Endless Legend está no caminho certo para se tornar um game muito interessante. Apesar de possuir um visual diferenciado e detalhado, existe muitos aspectos a serem refinados. A aparência e disposição de alguns itens no sistema de combates precisa ser melhorado pois se percebe claramente que algumas coisas foram feitas às pressas pelos desenvolvedores. Felizmente, mesmo com essas pequenas falhas, a experiência não é prejudicada e pode-se utilizar todas as funcionalidades corretamente.

A quantidade de bugs no game está em um nível aceitável considerando que se trata de um game ainda em fase de testes. Pode-se perceber em apenas alguns momentos leves travamentos ou situações em que os personagens simplesmente somem do cenário. Mas apesar dessas pedras do caminho, o que mais Endless Legend precisa é foco. São várias as ocasiões em que o jogador pode ter uma sensação de não saber o que se deve fazer ou para onde ir. No entanto, qualquer problema de orientação é compensado pelo tempo em que o jogador pode passar melhorando e personalizando a sua facção.

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Stefano Genachi

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google