Jogamos

Análise: Rayman Fiesta Run (Mobile) é um incrível mundo de festividades

Com dezenas de belas fases variadas e jogabilidade descomplicada, Fiesta Run é um dos melhores jogos para dispositivos móveis.


Rayman é um incansável corredor. Após se aventurar pelas selvas e ruínas em Jungle Run, o mascote da Ubisoft está de volta e disposto a correr ainda mais. Em busca da temida Ilha dos Mortos Lívidos, o herói sem braços, pernas e pescoço precisa superar um novo mundo em Fiesta Run. Entre e fique à vontade porque a festa é Rayman e você é o convidado de honra!

“E vai rolar a festa!”

Fiesta Run se encaixou muito bem com a proposta mobile. Se você está acostumado com as fases grandes e repletas de segredos dos jogos da série principal de Rayman, saiba que aqui é o oposto. O título segue o mesmo conceito e jogabilidade de Jungle Run: fases curtas em que Rayman corre automaticamente e você só precisa tocar na tela para que ele realize as ações, como pular, bater em inimigos ou destruir obstáculos.

A jogabilidade é exatamente idêntica a de Jungle Run, simples e funcional. Com um toque no canto esquerdo da tela, Rayman salta; tocando no lado direito, ele dá um soco ou chute; se você mantiver o dedo na tela após Rayman saltar, ele irá flutuar girando os cabelos. A novidade da vez é que, diferentemente do título anterior, é possivel inverter os controles, ou seja, você poderá saltar tocando no lado direito da tela ao invés do esquerdo.


O objetivo principal ainda é coletar 100 Lums em cada fase e chegar até o final para resgatar os Teensies aprisionados. Conforme você os liberta, vai tendo acesso a mais fases no mapa. Ao contrário do título anterior, Fiesta Run possui um mapa único e não dividido em temas. Dessa forma, você pode adquirir uma habilidade nova sem ter a obrigatoriedade de superar todas as fases na ordem, sendo possível jogar os níveis iniciais com as habilidades adquiridas.

Outra mão na roda proporcionada por Fiesta Run é a possibilidade de comprar gadgets para te ajudar nas fases mais complicadas. Entre eles estão o Coração de Ouro, que permite que você apanhe duas vezes sem morrer; Soco Voador Destruidor, que faz Rayman disparar socos ilimitados à distância; Ímã, usado para coletar Lums sem precisar tocá-los; e Fênix, item que permite que você reinicie a fase exatamente de onde morreu. O interessante é que você pode comprá-los individualmente antes de iniciar uma fase ou pagar pelo pacote para usá-los permanentemente. É possível comprar os gadgets tanto usando os Lums coletados no jogo ou pagando em dinheiro real.

“Festa estranha com gente esquisita…”

E não são somente os gadgets que você pode comprar em Rayman Fiesta Run. É possível liberar outros personagens controláveis como Globox, Teensy e Rayman com versões alternativas, além de comprar artworks do jogo. Assim como os gadgets, o jogador pode desbloqueá-los usando os Lums que coletou na aventura ou pagando em reais.

Quanto mais, melhor!

Fiesta Run traz ainda três corridas para escapar de chefões. Essas fases são criativas e possuem uma dinâmica um pouco diferente dos estágios comuns. Além disso, ao passar uma determinada fase, o nível “Invadido” dela é liberado. Nesse modo, a fase é completamente alterada e torna-se mais difícil. Ainda achou a Invasão fácil? Saiba que há um modo ainda mais difícil em que você precisa passar as 36 fases invadidas sem morrer uma única vez para ganhar uma grande recompensa. Um verdadeiro desafio!

Rayman Fiesta Run certamente vai te surpreender pelo visual. Assim como Jungle Run, o jogo faz uso da engine UbiArt Framework e tudo parece vívido. É impossível não se encantar pelas expressões bem-humoradas dos personagens ou pelos cenários detalhados e coloridos, onde tudo parece ser desenhado à mão. Quem jogou Rayman Origins ou Legends vai se surpreender com a fidelidade e igualdade dos ambientes do jogo mobile em relação aos títulos dos consoles.


A variedade de ambientes também se destaca. Ora você estará correndo em mundo de queijo, ora em fases de chocolates e até dentro do estômago de um dragão ou deslizando por fases de frutas e gelo. As músicas mantêm o carisma da série Rayman e tocam aleatoriamente nas fases. Ainda assim, quem jogou Jungle Run ou Rayman Legends certamente vai reconhecer as canções, já que Fiesta Run não possui nenhuma música inédita, exceto o tema principal do menu.

Shut up and give my Lums!

Para usuários que comprarem Fiesta Run no iOS e já possuírem Jungle Run, o jogo detectará automaticamente os dados no iCloud e os Lums coletados em Jungle Run serão adicionados em Fiesta Run para gastá-los. Já para usuários de Android, é possível linkar Fiesta Run com uma conta na Google Plus para comparar ranks e conquista com seu círculo de amigos e pessoas do mundo todo.

Uma festa que você não pode perder

Disponível para Android, iOS e Windows Phone, Rayman Fiesta Run é um jogo completo. Apesar de sua proposta de ser voltada para partidas rápidas, logo você estará jogando por horas a fio diante das variedades de fases e desafios. O título melhorou o que Jungle Run fez e trouxe ainda mais fases, sendo 88 no total, e é inteiramente traduzido para o português brasileiro. Essa é uma festa que não há desculpas para você não participar e comemorar.

Prós

- Gráficos incrivelmente belos;
- Controles fáceis e customizáveis;
- Adição de itens para auxiliar jogadores menos habilidosos;
- Possibilidade de comprar personagens, itens e artworks com Lums ao invés de apenas com dinheiro real;
- Adição do modo Invasão.

Contras

- Mesmo possuindo músicas carismáticas, todas elas são recicladas de outros jogos. 
Rayman Fiesta Run — Android/iOS/Windows Phone — Nota: 9.5
Revisão: Alberto Canen
Capa: Daniel Silva


Fã da Nintendo, aprendeu a jogar com Yoshi's Island e Donkey Kong Country 2, mas descobriu o amor por The Legend of Zelda com Ocarina of Time. Gosta de escrever notícias, análises e bobagens aqui enquanto não está jogando games de puzzle, plataforma e de survival horror.

Comentários

Google
Disqus
Facebook