Global Game Jam: conheça o evento que une apaixonados por jogos em todo o mundo

Posso estar errado, mas acredito que uma parte maciça dos amantes dos videogames já pensou, alguma vez em sua vida, em criar seus próprio... (por Unknown em 30/01/2014, via GameBlast)


Posso estar errado, mas acredito que uma parte maciça dos amantes dos videogames já pensou, alguma vez em sua vida, em criar seus próprios jogos. Depois de certo tempo interagindo e se maravilhando com criações digitais — algumas magníficas e outras nem tanto — não é difícil encontrarmos alguém que tenha ao menos tido a curiosidade de saber como funcionam os bastidores da criação dos seus games favoritos e eventualmente se arriscar a aprender um pouco sobre esse ofício.


Graças aos muitos avanços tecnológicos que vivenciamos, o ato de fazer jogos se tornou algo muito mais acessível ao grande público. Apesar de a profissão de desenvolvedor de jogos exigir muito estudo e dedicação, nunca antes se viu uma oferta tão farta de ferramentas, materiais de estudo e pessoas dispostas a dividir seu conhecimento sobre os princípios da criação de jogos analógicos e digitais. E tudo isso ao fácil alcance de qualquer entusiasta!

Colors of Mind é um dos games criados durante a GGJ 2014 no Brasil
Reuniões de estudo, trabalho e divulgação do conhecimento promovidas por profissionais de qualquer área sempre foram comuns e não dá pra ser diferente com o desenvolvimento de games. Desde muitos anos é tradição que de tempos em tempos sejam organizadas as chamadas Game Jams, eventos que têm o propósito de reunir profissionais das mais diversas áreas — programadores, artistas gráficos, músicos, game designers, roteiristas, etc. — para planejar, projetar e criar jogos dos mais diversos tipos, sempre seguindo um determinado tema proposto pela organização. Uma das características mais marcantes dessas Jams é o fato de durarem um curtíssimo espaço de tempo (geralmente entre 24 e 48 horas), no final do qual saem obras muito interessantes concebidas por seus participantes.

Atualmente diversas Game Jams ocorrem todos os anos. No último fim de semana pudemos acompanhar a sexta edição do maior e mais famoso desses eventos, a Global Game Jam, que une profissionais, estudantes e entusiastas do mundo inteiro em torno da paixão pelos jogos.

O que é a Global Game Jam?

A Global Game Jam (ou GGJ) é o maior e mais importante evento do gênero e funciona de forma distribuída, com participantes organizando Jams simultaneamente em diversos países do mundo (daí o nome, né?), sempre durante 48 horas ininterruptas. Foi criado por membros da International Game Developers Association (IGDA) e teve sua primeira edição iniciada em 30 de janeiro de 2009.

O objetivo da GGJ é reunir equipes para trabalhar na criação de um ou mais jogos inspirados em um tema em comum. Todos os anos a organização geral da GGJ cria e propõe um tema diferente e interessante, que é apresentado em uma keynote no início do evento, juntamente com instruções e orientações de como os participantes — os Jammers — podem se organizar e trabalhar nos dois dias subsequentes.

Our Way é outro interessante jogo inspirado no tema da GGJ 2014: Nós não vemos as coisas pelo que elas são, nós as vemos pelo que nós somos.
Confira uma listinha com todos os temas abordados desde a primeira edição da GGJ, em 2009:

  • 2009 - “As long as we have each other, we will never run out of problems” / “Enquanto tivermos uns aos outros, nunca deixaremos de ter problemas”;
  • 2010 - “The rain in Spain falls mainly on the plain" / ”A chuva na Espanha cai principalmente na planície” e "Deception" / ”Decepção”;
  • 2011 - “Extinction” / ”Extinção”;
  • 2012 - O tema desse ano foi o antigo símbolo grego Ouroboros;
  • 2013 - Já o do ano passado foi o som do batimento cardíaco;
  • 2014 - E o de 2014 foi a frase “We don't see things as they are, we see them as we are” / “Nós não vemos as coisas pelo que elas são, nós as vemos como nós somos”.

Olha a pizzaaaa!!!
Ao final das 48 horas, os jogos são disponibilizados para que possam ser jogados livremente por todos. O site oficial hospeda os jogos submetidos pelos Jammers. Embora uma parcela da biblioteca do site seja formada por projetos infelizmente inacabados, muitas delas sendo apenas experimentações de conceitos diferentes do habitual, neste ano de 2014 a GGJ produziu exatos 4953 jogos, criados por desenvolvedores de mais de 450 sedes espalhadas por todo o planeta.

Dessa quantia, o Brasil produziu 356 títulos, muitos deles realmente impressionantes e outros bastante criativos e simpáticos. A maior sede brasileira foi a de Curitiba, Paraná, que contou com a participação de cerca de 400 Jammers e uma torre de pizzas deveras formidável!


Eu fui!

Aqui na cidade de Natal, de onde vos digito, infelizmente não temos um mercado forte para a produção de games. Embora o varejo local esteja melhorando e dando mais atenção a essa forma de entretenimento e a comunidade de jogadores esteja se unindo e se fortalecendo cada vez mais, eu não percebo muitas iniciativas de empresas — ou mesmo de algum possível cenário indie — se interessando em produzir jogos digitais.

Início do desenvolvimento do jogo
"Lembranças de um Velho Solitário",
da GGJ 2014 em Natal/RN
Ao ser convidado por alunos e professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), eu reconheci a importância de um evento da magnitude da Global Game Jam para a indústria, o comércio e a comunidade gamer local e por isso, como toda pessoa que deseja ver boas mudanças ao seu redor, decidi arregaçar as mangas e colaborar na organização da GGJ pela primeira vez em minha calorenta cidade.

Serei realista: nossa GGJ foi bastante modesta e acabou tendo pouca adesão. Mas é sempre assim que as coisas acontecem com novas iniciativas e justamente por esse pioneirismo que eu me sinto muito feliz por ter ajudado a trazer a GGJ para uma cidade que precisa de um mercado criativo mais forte nessa área do entretenimento.

O mais legal é que eu acabei aproveitando a deixa pra tentar criar um joguinho, junto com alguns amigos meus que também organizavam a Jam. Infelizmente não chegamos a terminá-lo, mas pelo menos deixamos nossa marca e ajudamos a fazer da Global Game Jam o evento bacana que eu felizmente descobri que é.

Let's Jam!

A Global Game Jam 2014, ocorrida entre 24 e 26 de janeiro, foi uma fonte riquíssima de criatividade e paixão pelos jogos. O mais impressionante é a natureza aberta e receptiva desse evento, pois embora a participação de gente calejada na área seja o mais comum, a GGJ não exige experiência prévia e todos podem participar independente do nível de experiência ou habilidade.

Seja você um programador experiente ou um aluno que acabou de esboçar seus primeiros códigos; seja você um roteirista competente ou apenas alguém com ótimos dons de redação; seja você um game designer habilidoso ou apenas alguém com uma boa ideia na cabeça, todos são bem-vindos para contribuir com um dos eventos mais fantásticos e importantes da história dos games.

YAY!!!
Então, se você ficou ansioso para participar da Global Game Jam, ou de qualquer outro evento do gênero, não deixe de se informar, participar e enriquecer a si mesmo e a todos os que também gostam desse hobby em tão importantes oportunidades como esta.

Ano que vem tem mais!

Revisão: Alberto Canen
Capa: Douglas Fernandes

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook