Jogamos

Análise: Pegue suas armas de fogo e participe de uma pescaria maluca em Ridiculous Fishing (iOS/Android)

Pescar é uma atividade tranquila e relaxante, certo? Pois prepare-se para mudar seus conceitos sobre pescaria com Ridiculous Fishing . Est... (por Farley Santos em 30/11/2013, via GameBlast)

Pescar é uma atividade tranquila e relaxante, certo? Pois prepare-se para mudar seus conceitos sobre pescaria com Ridiculous Fishing. Este título reconstrói a arte de capturar peixes e a transforma em uma atividade frenética, maluca e muito divertida. O jogador acompanha Billy, um pescador que busca se redimir de um fato do passado e que está em busca de algo - só não se sabe muito bem o que é. E como resolver isso? Pescando de maneira inusitada.

A simplicidade da arte da pescaria

Capturar peixes e outros seres do mar em Ridiculous Fishing não é difícil. O primeiro passo é jogar a isca na água: basta dar um toque na tela para lançá-la. Uma vez submersa, é possível controlar a descida da isca inclinando o dispositivo. A intenção aqui é desviar de todas as criaturas que aparecem pelo caminho, tentando chegar o mais fundo possível. Quando a isca toca em algum peixe, o pescador começa a içá-la de volta à superfície. E enquanto estiver subindo, o anzol captura todos os peixes que toca, logo é importante mexer a linha e pegar o máximo de criaturas possível.

Mas é quando o anzol chega na superfície que as coisas mudam drasticamente. Ao invés de simplesmente guardar os peixes em algum compartimento, o pescador lança as criaturas no ar, saca sua arma (!) e começa a atirar nos pobres bichos. Nesse momento é necessário tocar freneticamente em todos os seres do mar, matando-os todos antes que eles caiam no mar. Dinheiro é a recompensa dessa carnificina divertida. Todo esse processo não dura nem três minutos e é perfeito para partidas rápidas.

O consumismo move o mundo

O equipamento inicial de Billy é bem simplório: sua linha tem somente 100 metros de comprimento e sua pistola não é muito poderosa, o que limita suas habilidades de pescaria. Felizmente, é possível comprar inúmeros equipamentos na lojinha marítima. Além de carretéis de linha mais compridos e outros tipos de armas. O estabelecimento vende melhorias para o anzol — como uma serra que destrói peixes ao ser ativada e aparatos que eletrocutam todas as criaturas da tela — e até mesmo roupas para o humilde pescador. São inúmeras as opções.

Acredite, você vai querer comprar tudo o que estiver à venda na loja. Acontece que para conseguir a permissão para pescar em outros pontos da região, é necessário capturar uma quantidade específica de peixes distintos. Muitas destas criaturas estão em águas mais profundas, que só podem ser alcançadas com a ajuda dos equipamentos mais avançados e de carretéis de linha maiores. No mais, prepare-se para pescar uma grande quantidade de peixes, pois todos os itens da loja são bem caros.

Um belo mundo geométrico

Ridiculous Fishing apresenta direção de arte colorida e única, com peixes e personagens estilizados, em formatos geométricos. Este estilo dá um ar retrô ao título, complementado pela simples trilha sonora, que lembra composições da época do Mega Drive. O resultado é um passatempo bem divertido de se ver e jogar. O único defeito fica por conta da simplicidade do jogo: as quatro áreas de pesca apresentam poucas diferenças, sendo os desafios praticamente idênticos. Cada ponto de pesca tem peixes exclusivos, mas na essência nada muda. Quem procura algum tipo de desafio pode tentar capturar todos os tipos de criatura espalhados pelos estágios.

Apaixonando-se por pescaria

Pescar nunca foi tão divertido quanto em Ridiculous Fishing. A jogabilidade simples, os controles intuitivos e a ótima direção de arte tornam a experiência bem divertida. O fator replay também é alto, pois existe uma grande quantidade de itens e melhorias para serem comprados. Só não espere por algo muito complexo ou difícil, já que o desafio é baixo e a variedade de situações é pequena. De qualquer maneira, tome cuidado: Ridiculous Fishing é viciante e difícil de largar.

Prós

  • Jogabilidade simples, divertida e viciante;
  • Controles intuitivos e precisos;
  • Bela direção de arte;
  • Grande quantidade de equipamentos aumentam a longevidade do título.

Contras

  • Baixo desafio;
  • Pouca variedade de situações entre os estágios.
Ridiculous Fishing — iOS/Android — Nota: 8.0
Revisão: Jaime Ninice
Capa: Stefano Genachi

é brasiliense e gosta de explorar games indie e títulos obscuros. Fã de Yoko Shimomura, Yuzo Koshiro e Masashi Hamauzu, é apreciador de boardgames, game music, fotografia e livros.

Comentários

Google
Disqus
Facebook