Entrevista

Entrevistamos Juliana Tsukino, famosa cosplayer brasileira por caracterizar de forma realista grandes personagens dos videogames

A partir de hoje, vamos começar a entrevistar e divulgar o trabalho de grandes cosplayers brasileiros e internacionais. Tentaremos entende... (por André Sellare em 14/08/2013, via GameBlast)

A partir de hoje, vamos começar a entrevistar e divulgar o trabalho de grandes cosplayers brasileiros e internacionais. Tentaremos entender melhor como é este fascinante universo que envolve paixão, dedicação e algumas decepções. Para iniciar com o pé direito, falamos com exclusividade com Juliana Tsukino, famosa cosplayer brasileira. Acompanhe abaixo a entrevista e imagens de alguns trabalhos realizados!

Cloud Strife de Final Fantasy Advent Children

Gameblast: Há quanto tempo você faz cosplay?
Juliana Tsukino: Faço cosplays há quase 9 anos.

Gameblast: O que te atraiu para este universo?
Juliana Tsukino: Foi toda a magia que ele pode proporcionar, nós podemos ser quem quisermos em qualquer tempo ou época, é super divertido.

Gameblast: Tem ídolos nacionais e internacionais?
Juliana Tsukino: Claro, sempre temos alguém em quem nos inspirar. Nacionais: Thais Yuki e Lilithy. Internacionais: Yaya Han, Alodia, Jessica Nigri.

Gameblast: Hoje é um hobby ou você vive disso?
Juliana Tsukino: Sim ainda faço por hobby, mas também consigo sobreviver através do cosplay, pois eu tenho uma loja de revenda e produção na internet. Também atuo como modelo em eventos.

Tifa Lockhart de Final Fantasy VII
Gameblast: Alguns cosplayers costumam vender suas produções e até aceitam encomendas. Você trabalha desta forma?
Juliana Tsukino: Eu costumo vender meus próprios cosplays depois de um tempo pois não teria espaço para todos, mas também vendo cosplays novos sob medida na loja.

Gameblast: Já sofreu algum tipo de preconceito?
Juliana Tsukino: Triste, mas muitas vezes. Em muitos lugares, principalmente no Brasil, o cosplay é considerado coisa de criança, mas está bem longe disso, pois são trabalhos de artistas de todos os tipos. Tem tantas pessoas talentosas mostrando um pouco do que sabe através do cosplay.

Gameblast: Ganhou títulos nacionais e internacionais como cosplayer? Se sim, quais? 
Juliana Tsukino: Nacionais foram muitos ao longo dos anos, você pode conferir aqui. Eu nunca fui para uma competição internacional, fui apenas como convidada especial pelos eventos.

Gameblast: Como escolhe os trabalhos que vai realizar? 
Juliana Tsukino: Primeiro escolho visualmente, se me agrada a roupa, cabelo e acessórios. Depois eu vou pesquisar a fundo a personagem, se é de jogo eu vou jogar para ver como ela é, ou assisto a série. Se gostar, dai começa a produção.

Gameblast: Qual o cosplay que mais gostou de fazer?
Kitana de Mortal Kombat
Juliana Tsukino: Adorei de paixão ter usado a Kitana, pois é a minha personagem favorita nos jogos.

Gameblast: Quais as maiores dificuldades em ser uma cosplayer no Brasil?
Juliana Tsukino: Creio que seja a falta de visão das pessoas, de não ver que é um trabalho tão delicado e complexo que não possa também ser considerado arte.

Gameblast: Quais serão seus próximos projetos?
Juliana Tsukino: Estão na lista: uma nova versão da Cammy White, Athena de Saint Seya, Harley Quiinn e Super Girl. Mas tem umas surpresas no meio do processo.

Gameblast: E o seu game favorito, tem algum?
Juliana Tsukino: Grande dúvida, tem tantos que adoro... Mas o top é o Project Diva para o PS Vita.

Kasumi de Dead or Alive


Lara Croft de Tomb Raider Reborn
Cammy White de Street Fighter
Succubus de Castlevania - Symphony of teh night

Hatsune Miku
Para quem deseja contato com Juliana Tsukino, basta acessar o site oficial.

Revisão: Bruna Lima
Capa: Diego Migueis

videogames, tecnologia e cultura nerd!
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google