Stage Select

Stage Select: Hard Rain (Left 4 Dead 2)

"É pau, é pedra, é o fim do caminho". Quem reconheceu a frase anterior deve ter trinta anos ou mais, ou pelo menos ter algum ami... (por Unknown em 31/03/2013, via GameBlast)

"É pau, é pedra, é o fim do caminho". Quem reconheceu a frase anterior deve ter trinta anos ou mais, ou pelo menos ter algum amigo nessa faixa etária, ou gostar de bossa nova. Trata-se da canção "Águas de Março", composta pelo gênio brasileiro Tom Jobim. Através de várias metáforas, a música acaba comparando as fortes chuvas do final de março com a passagem da vida para a morte. Fortes chuvas... Passagem da vida para a morte... Se tem algo que combina muito bem com isso é um cenário pós-apocalíptico onde é necessário enfrentar hordas de zumbis em meio a uma enxurrada torrencial. E é este o tema do Stage Select de hoje.
Aviso: este artigo possui conteúdo considerado "spoiler".


Águas de... Março?

Em Left 4 Dead 2, um dos cenários mais interessantes é, certamente, a campanha Hard Rain. Nela, os sobreviventes, após serem resgatados por Virgil em seu barco, são instigados a rumarem até o posto de combustível da cidade de Ducatel, a fim de conseguir mais óleo diesel para o mesmo.

O Zumbi Trabalhador (Worker Zombie), infectado incomum da campanha. Ele não é atraído pelo som das pipe bombs graças aos seus protetores de ouvidos.

É claro que nada sai da maneira planejada, já que as áreas por onde eles passam estão infestadas por infectados, incluindo uma quantidade absurda das temíveis Witches. E, por falar em imprevistos, tão logo os sobreviventes alcançam o posto e conseguem o combustível, uma tremenda chuva alaga o local, deixando o caminho de volta muito mais complicado, e a visibilidade imensamente prejudicada.

Logo ali

No começo da campanha é dito que o posto de combustível fica bem próximo, e que seria possível ir e voltar como quem atravessa uma rua. De fato, há um posto bem perto do local onde os sobreviventes são deixados, mas ele está completamente vazio e sem uso, forçando-os a andarem um pouco mais do que o esperado, já que o posto mais próximo fica a "apenas" duas milhas de distância do primeiro.

No caminho, será necessário passar por um moinho de açúcar, e também por uma plantação de cana. O problema é que as já citadas Witches parecem ser fortemente atraídas pelo cheiro do açúcar. Nesta área é preciso ter muito cuidado, pois as chances de acabar assustando uma Witch são imensas. Conforme eles se aproximam do posto de combustível e se preparam para voltar, uma imensa tempestade se arma e a chuva começa.

Witch: apenas uma das muitas que você encontrará.

É aí que as coisas começam a complicar para os sobreviventes. A chuva faz o dia parecer noite e provoca uma verdadeira enchente na cidade. Com o terreno alagado, a movimentação fica prejudicada. Com as pesadas nuvens encobrindo o sol, as Witches voltam a se comportar como se fosse noite, o que significa que elas ficam muito mais irritadiças. É quase impossível passar duas vezes pelo moinho de açúcar sem assustar nenhuma Witch.

Imagem mostra o antes e o depois de um mesmo cenário na campanha.

Finalmente de volta, tudo o que os sobreviventes devem fazer é acionar o letreiro da lanchonete onde começaram o jogo - que, ironicamente, faz parte de uma franquia chamada "Burger Tank" - para alertar Virgil de seu retorno e defender-se das investidas das hordas e dos Tanks, comuns às finalizações de cada campanha. Feito isso, basta entrar no barco e os sobreviventes escaparam novamente.

Uma das campanhas mais interessantes, divertidas e difíceis, especialmente nos níveis mais altos, de toda a franquia. Esta é Hard Rain. As fortes chuvas que dificultam a visibilidade e a comunicação, a plantação de cana que pode ocultar dezenas de infectados e a quantidade anormal de Witches formam um desafio e tanto. E você, leitor? Já passou por esta campanha em suas jogatinas? Conte para nós sua experiência e ajude a complementar este artigo.

Revisão: Ramon de Souza

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google