Dragon Ball FighterZ será lançado em Janeiro de 2018 e ganha novas informações

O título de luta desenvolvido pela Arc System Works será lançado no dia 26 de janeiro e teve seus requisitos mínimos divulgados na página da Steam.


Dragon Ball: FighterZ (Multi) será lançado no dia 26 de janeiro de 2018, de acordo com a Bandai Namco. O mais novo jogo da série Dragon Ball, que terá versões para Play Station 4, Xbox One e PC, também receberá uma edição limitada que acompanha o season pass (que vai adicionar oito novos personagens ao elenco), um pacote de áudio com as músicas do anime e outro com comentários da equipe de produção.


O título, no entanto, se tornou alvo de debates por conta de seu preço no Brasil. Na loja da Microsoft, versão regular do game está listada ao custo de R$250,00, enquanto o season pass custa R$400,00. A versão ultimate, por sua vez, sai por salgados R$450,00. Na página do jogo na Steam, as coisas seguem um pouco diferentes, com a versão regular por R$149,00; o Season Pass por R$239,90 e a versão ultimate por R$299,90. Também foram divulgados os requisitos mínimos para rodar a versão de PC:
SO: Windows 7/8/10 (64-bit OS required)
Processador: i7-3770 CPU @ 3.40GHz
Memória: 16 GB de RAM
Placa de vídeo: GeForce GTX 660 4GB
DirectX: Versão 11
Rede: Conexão de internet banda larga
Placa de som: DirectX compatible soundcard or onboard chipset
Até agora, o elenco de FighterZ é composto por Goku, Goku SSJ Blue, Vegeta, Vegeta SSJ Blue, Kid Gohan, Majin Buu, Cell, Freeza, Future Trunks, Piccolo, Kuririn, os Androides 16, 17, 18 e 21, Yamcha e Tenshinhan, além de Ginyu e Nappa, confirmados nessa última semana. A produção do título ficou a cargo da Arc System Works, responsável por Guilty Gear.
João Pedro Boaventura é jornalista formado pelo Mackenzie e está quase terminando sua pós-graduação para poder ser chamado de especialista em teoria da comunicação (como se isso significasse alguma coisa). Aficionado por conceitos teóricos, não vai perder uma oportunidade de usá-los para delimitar se algo é ou não um jogo. Se você realmente gosta das groselhas que ele escreve, pode ler mais um pouco de suas asneiras em seu blog particular, onde utiliza suas presas para destilar seu veneno e não deixar o ódio dentro de si morrer.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook