Jogamos

Análise: Guilty Gear Xrd REV 2 (Multi), inova ainda mais no combate com sprite

Guilty Gear Xrd Rev 2 (Multi) é a continuação de Guilty Gear Xrd -REVELATOR-, e traz novos personagens para essa história.

Desenvolvido e lançado pela Arc System Works e Aksys Games, Guilty Gear Xrd REV 2 (Multi) é um jogo de luta em 2D com armas. Este pode ser considerado um jogo separado ou uma atualização para o jogo anterior da franquia Guilty Gear Xrd -REVELATOR- (Multi), trazendo novos personagens e uma continuação para a história de seu predecessor, além de outras coisas.

Revelator

O jogo possui diversos modos. O modo história possui uma bela trama que ocorre em uma animação 3D. Porém, esse modo não apresenta nenhuma jogabilidade ao jogador, o que pode ser chato para aqueles que esperam ação a cada minuto ou que não tem muita paciência para filmes. Esse modo é dividido em vários capítulos, que podem ser pausados pelo jogador para procurar palavras no glossário, já que o jogo possui uma variedade de palavras para explicar histórias de jogos antigos dessa franquia.

O modo online, por sua vez, sofreu mudanças e agora podemos escolher entre três tipos de jogo: Ranked, Lobby e a partida casual. Ranked é uma luta contra inimigos do mesmo nível do jogador e afeta a posição no seu rank mundial. Já o Lobby é um lugar onde podemos interagir, lutar ou apenas fazer amigos. Por fim, temos a partida casual contra amigos.


Entre os modo de jogo restantes, temos o Arcade (que é dividido em episódios), versus e M.O.M. O episódio nos permite realizar uma série de lutas contra personagens controlados pela máquina, usando apenas um personagem dentre os 25 que o jogo nos disponibiliza para escolha. Versus é uma partida local contra a máquina ou outros jogadores, e M.O.M (Medalha do Milionário) é aquele onde devemos coletar medalhas para customizar os personagens.

O último grande modo de jogo é o Dojo, no qual temos um tutorial, combo, missão e treinamento. O tutorial ensina o básico do jogo, enquanto o treinamento nos permite pôr em prática nossas habilidades. Já o Combo nos ensina a usar ataques especiais e executar um grande número de ataques combinados. Por último, o modo Missão nos oferece desafios que irão aumentar as habilidades do jogador.


Todos esses modos combinados conseguem nos oferecer horas de diversão. Porém, nada é tão perfeito, já que o modo história não possui nenhuma jogabilidade e é um filme em animação, com pelo menos nove horas. Ele pode se tornar um pouco cansativo, já que normalmente jogos de luta possuem uma história seguida de combate. O modo Arcade é um pouco curto, com apenas oito lutas, mas apresentando interação entre os personagens. Já o modo online nunca decepciona, e ficou ainda melhor em REV 2.

História

A história de REV 2 começou em Guilty Gear Xrd -SIGN- (Multi), onde a narrativa é focada em Ramlethal Valentine, uma Gear (robô biológico) que aparece após vários eventos anteriores que quase destruíram a humanidade. A jovem Gear declara então guerra à humanidade e todos seus habitantes, fazendo com que alguns indivíduos tentassem impedi-la.


Guilty Gear Xrd -REVELATOR- (Multi) mostra a história de nossos heróis enquanto eles buscam impedir que, mais uma vez, a humanidade seja destruída pelos Gears. Dessa vez, eles enfrentam o Desejo Universal, algo como o Deus deste mundo, e o jogo traz o desfecho para diversas histórias e rixas entre os personagens, sendo um arco intermediário.

Já seu sucessor conta a história. Guilty Gear Xrd REV 2 (Multi) conta o arco tendo como protagonista Elphelt Valentine e Jack-O, duas Gears criadas para se fundir com Justice, a maior antagonista da série, finalizando momentaneamente a saga criada pela Arc System Works iniciada em 2014.


A história presente nesse arco da franquia é bem mais detalhada que as anteriores, fazendo com o que o jogador mergulhe mais nesse mundo desafiador. A inserção dos sprites em 3D permitiu a melhora do modo história, que, como dito acima, se tornou uma animação em 3D, que peca apenas em seu tamanho.

A história nos faz questionar a humanidade e quem é realmente bom ou mau. Essa filosofia é mostrada a quase todo momento durante a história e no Arcade quando os personagens interagem. Alguns personagens buscam redenção, enquanto outros buscam respostas, cada um de sua forma única.

Heaven or Hell

Guilty Gear Xrd REV 2 usa o esquema de seis botões para o combate, sendo eles, soco, chute, corte, corte pesado, dust e o último uma provocação ao oponente. Para usar habilidades é necessário apertar vários botões em uma sequência rápida. O jogo também conta com uma barra de Burst, que é usada para fugir do inimigo causando uma explosão de energia e carregando a barra de tensão que permite usar os especiais de cada personagem.

REV 2 inclui as DLC lançadas anteriormente, contando com Dizzy, a gear com asas de anjo e demônio, Jam, a cozinheira, e Kum, a moça que luta dentro do que parece um robô. O jogo ainda inclui dois novos personagens: Baiken, uma espadachim que retorna à franquia, e Answer, um ninja totalmente novo.

O total de 25 personagens icônicos e com jogabilidades desafiadoras, porém divertidas, caracteriza o jogo. Answer, por exemplo, tem uma jogabilidade focada em armadilhas pelo estágio, tudo isso enquanto fala em um celular e atira cartões de apresentação. Esses personagens únicos se encaixam e geram um sistema único e divertido.

Para esse novo jogo, muitos personagens sofreram modificações, sendo em suas habilidades ou em seus movimentos, tornando-os mais balanceados e fazendo com que tudo que era velho se torne novo durante a jogabilidade. As lutas possuem um passo acelerado, que as tornam mais dinâmicas e interativas.

Todos os personagens e a jogabilidade são únicos e se encaixam na franquia. Essa jogabilidade é favorável para jogadores casuais e que buscam lutas rápidas e desafiadoras. Porém, por ser um jogo de luta, acaba se tornando um pouco repetitivo por não possuir grandes interações entre seus personagens, que só ocorrem no modo história e no início e  fim do modo arcade.

Arte e Visual

O estilo de arte usado também impressiona. A mudança nos sprites usados pela empresa mostram o novo potencial da franquia com sprites 3D, dando-lhes mais espaço para explorar, seja com jogadas de câmera ou animações, como é o caso do modo história do jogo e da introdução e finalização dos personagens.


Já as músicas em Guilty Gear são sempre apreciadas. O estilo predominante das músicas é o tão amado Rock n’ Roll. Estas músicas que possuem uma batida mais rápida e intensa tornam as lutas mais animadas, se encaixando de forma eficaz ao estilo de combate rápido. Essas também podem ser ouvidas na galeria de colecionáveis do jogo, sendo que cada personagem possui uma música tema.

As arenas feitas para o combate também esbanjam beleza. Modeladas para usar o novo visual dos sprites 3D, podemos ver mais nitidamente o cenário, apesar de não haver nenhuma interação ou influência com os personagens. Porém, somos surpreendidos com algumas movimentações que acontecem em determinadas fases, seja com personagens erguendo placas ou uma fada que passa curiosa pela tela.


Vale a Pena?

Pela falta de dinheiro no início do projeto, Daisuke Ishiwatari, designer da franquia, escolheu os personagens a dedo para os jogos iniciais, mas ele já tinha em vista atualizações para o jogo. Caso a pessoa adquira o Revelator, os personagens em DLC estarão disponíveis e todo o progresso do jogo anterior será levado para o próximo.


Caso o jogador não queira comprar o novo, ele pode adquirir REV 2 como um pacote de expansão, adquirindo dessa forma também as melhorias advindas. Apesar disso, o jogo oferece poucas mudanças, e isso pode causar uma certa insegurança nos jogadores que já possuem o primeiro título. Mas essa forma de atualização pode melhorar muito o mercado gamer e ensinar algo para empresas até maiores que a Arc System Works.

REV 2 aprimora a jogabilidade e gráficos de seu predecessor, melhorando o modo online e permitindo uma maior diversão. Ele também acrescenta novidades para os jogadores com mudanças em algumas habilidades e equilibrando os personagens, e também completa a história dessa saga que foi iniciada em 2014 com SIGN.


Prós

  • Excelente arte com inovações;
  • Excelente efeito sonoros e música;
  • Modo online melhorado;
  • Boa história;
  • Boa pedida para jogadores casuais;
  • Jogos rápidos;
  • Jogabilidade fácil.

Contra

  • Poucas mudanças significativas em relação ao antecessor;
  • Jogadores assíduos podem cansar do jogo;
  • Não tem interação entre os personagens e com as fases.



Guilty Gear Xrd REV 2 - Arcade, PS3, PS4, PC - Nota 7,5
Plataforma usada para análise: PS4

Revisor: Arthur Maia
Antonio Stark escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook