Blast Log

Diário de bordo E3 2016: Microsoft VS Sony feat. Ubisoft

Longas filas e decepções aqui e ali foram recompensadas com um embate mortal entre duas gigantes dos games nesse segundo dia de E3. Confira!

Por mais que digam que a E3 vem sofrendo uma queda em sua relevância para a indústria de games, o evento é sempre palco de muitos dos mais icônicos confrontos entre os gigantes dos videogames. Nesse segundo dia de conferências, o embate foi protagonizado pela Microsoft e Sony, com uma singela participação da Ubisoft nos intervalos. Assim foi o nosso segundo dia de pré-E3, ou seja, um pouco mais animado do que a nossa estreia em Los Angeles.

Cartão vermelho da Microsoft

Como não tivemos tanta sorte nos eventos da EA e Bethesda do domingo (12/06), resolvemos sair um pouco mais cedo para a conferência da Microsoft nessa segunda-feira. Ok, segunda-feira não é o dia mais animador para se levantar cedo da cama, mas eu e o Renan Greca partimos às 7:00 para a apresentação, que começaria às 9:30. Uns contratempos envolvendo um maldito trem quebrado no meio da linha fizeram valer a precaução no horário. Porém, nem isso nos permitiu adentrar os portões verdes da conferência da Microsoft no Galen Center.
Mesmo com a antecedência, ficamos do lado de fora, junto a um monte de outro jornalistas credenciados na E3 que não puderam conferir a apresentação. Como um veterano da E3, modéstia à parte, posso dizer que foi incomum a Microsoft não liberar a ampla entrada da imprensa. Ao menos pudemos assistir a parte da conferência aproveitando a internet do próprio espaço, o que nos permitiu conferir o gameplay de Gears of War, Sea of Thieves, Scalebound, e, é claro, o anúncio das novas versões do Xbox One.

Apesar de interessante, a conferência da Microsoft não nos tirou do nosso próximo foco: acessar a apresentação da Sony. Como o local da conferência PlayStation era próximo ao da Microsoft, no Shrine Auditorium, resolvemos esperar cedo pela oportunidade de entrar. E, por cedo, entenda sete horas antes! Simplesmente fomos os primeiros a chegar na fila. Na verdade, sequer havia recepcionistas da Sony organizando uma fila, nos dando a oportunidade de estreá-la.

Ubisoft nos intervalos

Enquanto esperávamos a apresentação da Sony ao lado de jornalistas de outros sites brasileiros, como New Game Plus e Nintendo World, o José Carlos Alves conferiu a conferência da Ubisoft. Apesar de, pela primeira vez desde que venho vindo à E3, a empresa não ter trazido um novo Assassin's Creed, não deixou de ser anunciado o novo Just Dance.
Deixando à parte as críticas ao método anual de lançamento de suas franquias, a Ubisoft foi relativamente inovadora esse ano, apostando em novos títulos, como Steep, Trials on the Blood DragonGrow UpFor HonorEagle Flight. Somando esses aos novos South Park, Watch_Dogs e Tom Clancy's, teremos muita coisa da Ubisoft para experimentar durante os dias efetivos da E3, que iniciam-se hoje, terça-feira (14/06).

O prato cheio da Sony

Após ficar de 11h às 17:45 na fila para a conferência da Sony, não era possível que não fossemos conseguir adentrá-la, não é? Ainda mais com uma verdadeira embaixada brasileira ocupando a primeira posição da fila! O fato é que ficamos bem preocupados quanto a isso, afinal, a nossa entrada só foi liberada alguns poucos minutos antes da apresentação. Mas, uma vez lá dentro, que diferença faziam as horas de espera? Afinal, a apresentação da Sony foi de estourar cérebros!
God of War, Horizon Zero Down, Days Gone, Final Fantasy XV, jogos em VR e todos esses outros títulos que provavelmente também lhe fizeram pirar... Só que vistos presencialmente em um palco hologramático e rodeado de aplausos! Tem preço? Sim, setes horas de fila! Mas que valeram a pena, valeram! Em que outra E3 você poderia ver a data de lançamento de The Last Guardian, um Resident Evil verdadeiramente assustador e um novo Crash Bandicoot? OK, o "novo Crash" decepcionou muita gente de maneira visível pela reação da plateia, mas, ainda assim, a Sony conseguiu emplacar seus grandes jogos e apresentar o PlayStation VR de maneira sólida e empolgante. Um novo jogo do Homem-Aranha, então, foi a cereja do bolo definitiva! Acredite, o público vibrou do início ao fim!

VR para quem não viu

Além do novo The Legend of Zelda, minha principal quest pessoal na E3 2016 era experimentar algum aparelho de realidade virtual. Felizmente, logo após a apresentação da Sony, um saguão foi aberto no próprio auditório para todos testarem uma variedade de jogos que exploravam o PlayStation VR. Além disso, havia muita bebida e comida sendo oferecidas gratuitamente, um bom prêmio para quem esperou (perdão a repetição) sete horas (!) numa fila!
As demonstração eram curtas e requeriam passar por longas filas anteriormente, o que nos impediu de experimentar profundamente a tecnologia da Sony. Apesar de ainda ter sido cedo para publicar aqui hands-ons completos do PlayStation VR, deu para ter uma boa primeira experiência de realidade virtual. E é exatamente o que dizem: é preciso experimentar para ter noção do que se trata. A tecnologia é, sem dúvidas, impressionante, embora nem todas as demonstrações tivessem explorado-a bem. Ainda assim, o potencial da realidade virtual é nitidamente amplo, e nós só queremos ver o que mais as desenvolvedoras conseguirão fazer com essa nova tecnologia.

E hoje (14/06), finalmente, a E3 começa efetivamente! Após a apresentação da Nintendo (mais conhecida como Zelda), adentraremos o saguão do Los Angeles Convention Center para conferir todos os jogos que lá estiverem! Aguardem por mais relatos de nossa viagem, notícias e hands-ons de todos os games que pudermos jogar!
Revisão: Ana Krishna Peixoto
Capa: Rafael Neves
Rafael Neves é estudante de psicologia na UFBA e planeja ingressar no mundo da literatura como escritor. A paixão por videogames e a vontade de escrever unem-se na experiência como jornalista do ramo. Também trabalha em sua HQ virtual. Encontre-o no Facebook.

Comentários

Google+
Facebook


Podcast

Ver mais

No Facebook

Ver mais