Jogamos

Análise: Metal Slug Attack Reloaded é o melhor tower defense da série, repleto de muita ação e carisma

Anteriormente exclusivo para dispositivos mobile, este jogo de estratégia é uma experiência divertida para fãs do gênero ou da famosa franquia.


Dentre as muitas marcas famosas da produtora SNK, uma das mais queridas é Metal Slug. Com muitos tiroteios e visuais carismáticos, os jogos principais da série são um prato cheio de diversão. Mas não é só de ação que a franquia vive: Metal Slug Attack Reloaded é o mais novo lançamento voltado à estratégia de Marco Rossi e companhia limitada. Pegue suas granadas e não esqueça dos POWs, pois a análise vai começar!

Mission Start!

O primeiro tower defense usando a marca foi Metal Slug Defense, inicialmente um exclusivo de dispositivos mobile Android e iOS. Lançado em 2014 e posteriormente portado para PC, o jogo podia ser jogado de forma off-line, sem necessidade de internet. Inclusive, foi com esse título que conheci essa pegada estratégica da série, jogando por horas a fio durante viagens de ônibus sem conexão online.
O suporte ativo ao jogo só durou dois anos, pois a sequência, Metal Slug Attack, foi lançada também para Android e iOS em 2016. Ambos Defense e Attack tiveram seus serviços encerrados oficialmente em 2023, mas felizmente os fãs de tower defense não ficaram desassistidos por muito tempo: em 18 de junho de 2024, chegou Metal Slug Attack Reloaded para PC, Xbox Series, PlayStation 4 e 5.
Ao contrário dos predecessores, o novo título não é gratuito; por outro lado, ele não tem microtransações, com todos os desbloqueáveis liberáveis por mecânicas do próprio jogo. A ideia básica da jogabilidade se mantém a mesma: o objetivo é destruir a base do exército oponente, reduzindo a sua barra de vida a zero. Para realizar essa tarefa, o jogador utiliza um “baralho” com dez personagens diferentes que atuam de forma praticamente independente.
Cada uma dessas tropas tem características próprias, como poder de ataque, quantidade de vida, alcance e, principalmente, valor de AP (Action Point, ou ponto de ação). Para lançar suas unidades ao campo de batalha, o jogador precisa ter AP suficiente, um recurso que se renova a cada segundo. Personagens mais fortes e raros custam mais pontos, enquanto os mais fracos são mais facilmente lançados.

Heavy machine gun!

Essa mecânica principal de jogo – montar um grupo, acumular AP e lançar tropas – é simples de entender, tornando fácil começar a curtir as batalhas de Metal Slug Attack Reloaded. Inicialmente temos um contingente pequeno de opções, mas, conforme avançamos na campanha e os desafios se tornam mais difíceis, podemos recrutar e melhorar unidades para a luta.
Além disso, temos alguns recursos que podem (e devem) ser utilizados durante os combates. Por exemplo, cada tropa conta com um ataque especial, que funciona num sistema de cooldown. Além disso, temos duas habilidades extras (que também funcionam por cooldown) que podem ser escolhidas de um leque de opções.  Existem mais algumas surpresinhas ao longo da campanha, tudo para que o jogador tenha plenas condições de vencer as batalhas.
Obviamente, uma boa estratégia e leitura do combate também são fundamentais. Por vezes, é melhor apostar em tropas leves e de custo baixo para chegar rapidamente à base inimiga; por outras, focar em unidades resistentes é fundamental para suportar as investidas adversárias. São muitas maneiras de customizar as táticas, incluindo elementos como personagens voadores e dano por envenenamento.
É possível melhorar as tropas de várias formas, como equipando itens e subindo de nível. A única ressalva é que determinados tipos de melhorias exigem muitas horas de jogo, em alguns casos em missões repetidas para obter recursos específicos. Essa é uma das heranças oriundas dos games predecessores, que contavam com microtransações e limite de partidas por dia, ambas inexistentes aqui.

Rocket launcher!

Metal Slug Attack Reloaded é visualmente muito bonito, com cenários, menus e personagens no tradicional estilo gráfico da série — Ou seja, muito carisma e animações legais, ainda que, eventualmente, alguns efeitos fiquem pixelados em excesso. O trabalho sonoro é igualmente competente, com músicas, efeitos e gritos engraçados e divertidos.
Também temos belas ilustrações para ilustrar os diálogos, sobretudo no caso dos personagens. Embora eu não tenha sentido falta de uma dublagem nesses casos, confesso que gostaria de ter visto cutscenes ou animações ao invés de imagens estáticas. Ainda que elas sejam bonitas, também desperdiçam o charme da marca.
O modo galeria permite conferir esses materiais, incluindo ilustrações, músicas e vídeos. Para liberar esses itens, assim como obter recursos para adquirir tropas – disponíveis num sistema gacha, bem mais acessível que nos jogos mobile – e melhorar seus atributos, temos que jogar as inúmeras fases disponíveis no game. Elas são divididas entre territórios, assim como por categorias especiais e por variações na dificuldade.
A quantidade e a variedade das fases são consideráveis, todas com uma variação contínua no nível de desafio. Em outras palavras, a mesma estratégia e/ou nível das tropas dificilmente funcionam de uma fase para outra, exigindo um equilíbrio entre planejamento e upgrades. Adquirir novas tropas e acertar na tática para vencer uma missão difícil são sempre experiências divertidas.
Se lembrarmos mais uma vez dos títulos originais, a quantidade de conteúdo do jogo só tende a aumentar. Tanto Defense quando Attack contavam com muito mais tropas (eram mais de 1300 no segundo, enquanto aqui temos cerca de 300) e trouxeram modos que não estão presentes em Reloaded. Portanto, a tendência é que o novo lançamento traga ainda mais opções e novidades em futuras atualizações, tais como lutas entre amigos e criação de guildas para desafios especiais.

Mission Accomplished!

Melhor iteração da franquia no mundo dos jogos de estratégia, Metal Slug Attack Reloaded chega com muita ação e opções de jogo. A tradicional produção com visuais carismáticos e efeitos sonoros hilários está presente, fazendo uso de toda a história da franquia para oferecer muito conteúdo. É uma pena que o título não conseguiu eliminar totalmente alguns pontos negativos oriundos da sua origem. Mesmo assim, vale a recomendação para os fãs de tower defense e, sobretudo, os amantes dessa série tão querida.

Prós

  • Jogo de estratégia funciona muito bem e faz ótimo uso da marca Metal Slug;
  • A jogabilidade é agradável e conta com mecânicas acessíveis, mas sem comprometer um nível adequado de desafio;
  • Produção audiovisual bonita e divertida, tal como vista nos demais jogos da série;
  • Boa quantidade de modos de jogo, fases e variações nas missões;
  • Existe muito potencial para o game expandir e melhorar, incluindo a adição de novos modos de jogo e novas tropas.

Contras

  • Faltaram cutscenes e animações mais caprichadas para os diálogos e transições de tela;
  • Alguns problemas da versão original persistem, sobretudo as mecânicas gacha para obter e melhorar tropas e o grinding excessivo para liberar itens.
Metal Slug Attack Reloaded — PC/PS4/PS5/XSX — Nota: 7.5
Plataforma utilizada para análise: PS5
Revisão: Davi Sousa
Análise produzida com cópia digital cedida pela SNK

é produtor de conteúdo sobre games desde 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: KH, Borderlands, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank.
Também encontra-se no Twitter @MatheusSO02 e no OpenCritic.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.