Blast Test

Impressões: Seablip traz ideias familiares para um promissor mundo de piratas

Mesmo em Acesso Antecipado, este RPG mostra como suas ideias já estão bem estruturadas.


Lançado em Acesso Antecipado para PC no mês passado, Seablip é um RPG de mundo aberto com temática de pirata focado na exploração e no combate entre navios. Com um pouco de Terraria e um tanto de Stardew Valley, este jogo chama a atenção pela variedade de mecânicas e possibilidades dentro de seu mundo e nos convida para uma relaxante e agradável aventura de piratas.

Um mundo aberto de piratas

Seablip se passa em uma região tomada por piratas. No entanto, um dos grandes perigos que presenciamos é a Octopus Company, uma organização que caça e mata milhares de baleias e um dos grandes mistérios que temos que desvendar é o motivo por trás disso. No controle de um pirata iniciante, acabamos entrando no meio de uma confusão entre a organização e o nosso avô William.




Sendo um dos principais opositores à empresa, William rouba uma importante carta dos vilões e acaba se sacrificando para que o segredo presente nela fique seguro conosco. Na posse da carta, começamos a procurar uma forma de acabar com a Octopus e vingar a morte do nosso avô enquanto crescemos em meio a esse mundo hostil.

Logo a princípio, podemos personalizar nosso personagem a partir de algumas opções de roupas e características físicas. Além disso, devemos escolher alguns elementos para o nosso navio, como diferentes canhões para defesa. Sendo um RPG, ele nos dá liberdade para tomar algumas decisões em relação à evolução do protagonista, tendo efeitos diretos, principalmente, no combate com outros piratas.




Antes mesmo de partir para os sete mares, somos apresentados a uma série de mecânicas que vão influenciar diretamente na jogatina. E aqui as semelhanças com jogos como Terraria e Stardew Valley já começam a aparecer, principalmente nos visuais. As ilhas são construídas em 2D e em gráficos pixel art, lembrando muito o RPG da Re-Logic, enquanto os elementos da interface se assemelham com o simulador do Eric Barone.

Além disso, mecânicas de pesca, mineração e colheita também estão presentes. O grande diferencial é que sua utilidade está voltada para a vida pirata, sendo possível comprar melhorias para o nosso barco, trabalhar o relacionamento com a nossa tripulação e comercializar itens, atividade necessária para ganhar dinheiro. 



Combate tático e bem desenvolvido

Seablip é o nome de uma das ilhas que compõem o mundo aberto que exploramos. Quando lançados ao mundo aberto, podemos navegar livremente pelas águas, sendo possível interagir com outros piratas e entrar nas demais ilhas. Cada uma delas é cheia de NPCs com quem podemos dialogar e receber missões, estas nos recompensado com itens e dinheiro.

As missões podem estar relacionadas à caça de piratas malvados, levar uma carta para outros NPCs ou realizar consertos de portos e crafting de itens. Na atual versão, elas são variadas o suficiente para nos dar uma jogatina diversa e relaxante. Navegar pelo mundo é divertido e mesmo com o perigo relacionado com a Octopus, não há elementos que nos dão aquele senso de urgência.




O grande destaque, no entanto, fica para o combate em tempo real. Nestes casos, a tela é dividida ao meio exibindo os dois barcos e nossa interação passa a ser como um point-and-click. Nossa responsabilidade passa a ser gerenciar a tripulação do barco, de forma que todas as necessidades sejam atendidas.

Por exemplo, enquanto um personagem fica responsável por atirar com o canhão, outro começa a consertar os estragos e um terceiro bombeia água para fora da embarcação. Esse é só o exemplo mais simples, pois à medida que compramos barcos maiores, teremos mais tripulação e funções para exercer. Para infligir dano, basta selecionar qual parte do barco inimigo queremos acertar, sendo que cada alternativa nos leva a resultados diferentes.

Uma ressalva que fica é o tutorial, que não é intuitivo para ensinar o combate. Precisei de umas três tentativas até começar a entender o que estava acontecendo, visto que o texto não era claro para explicar como agir. Apesar disso, consigo ver muito potencial nesse sistema, principalmente com mais opções de canhões e estruturas de embarcações.



Vocês estão prontas, crianças?

Mesmo em Acesso Antecipado, Seablip mostra que sua combinação de mecânicas pode dar um resultado divertido. Mesmo com a inspiração em jogos populares, acredito que este RPG tem potencial para se tornar marcante, principalmente levando em conta o que as futuras atualizações podem trazer, como novas ilhas com missões e piratas para caçar. Sua versão final ainda não tem data de lançamento, mas deixo minha recomendação para quem for entusiasta do gênero.

Revisão: Beatriz Castro
Texto de impressões feita com cópia digital cedida pela Vibedy


É engenheiro geólogo, graduando em Engenharia Ambiental, entusiasta de novas tecnologias e apenas mais um mineiro que não vive sem café e pão de queijo. Gosta de aproveitar o tempo apreciando RPGs, relaxando em simuladores de fazenda e curtindo uma boa música em jogos de ritmo.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google