Honkai: Star Rail x We Coffee: provamos os itens da parceria em São Paulo

Mesmo com falhas, rede paulistana de cafeterias oferece uma boa experiência aos fãs do gacha.

A We Coffee, rede de cafeterias do estado de São Paulo, lançou em 17 de maio uma colaboração com o gacha Honkai: Star Rail, que estará disponível até o dia 23 de junho (domingo).
 
O evento, intitulado “Chá da Tarde dos Caçadores de Stellaron”, comemora um ano do lançamento do jogo e oferece comida, bebida e produtos oficiais tematizados ao redor dos personagens Kafka, Blade e Loba Prateada, com pequenas aparições feitas pelos Inominados do Expresso Astral, grupo dos protagonistas, e pelo mecha Sam.

Não é a primeira vez que a We Coffee se junta a um jogo da Hoyoverse: em 2023, entre 7 de junho e 30 de julho, a unidade do Shopping Pátio Paulista recebeu um evento de Genshin Impact, inspirado na região de Sumeru, também com cardápio e itens exclusivos.

Eu, a mais nova repórter gourmet do GameBlast (autointitulada), fui à loja da Liberdade, na Rua dos Estudantes, 24, para provar os itens do evento e dar um parecer a respeito de como a parceria em si foi executada, em todos os aspectos, na minha visão de fã do jogo. Como diz a música, come with me, take the journey!

O local

A We Coffee da Rua dos Estudantes é uma das três unidades que receberam decoração temática, venda de produtos e alguns eventos especiais, como sorteios e fotos com cosplayers (as outras são a da Avenida Paulista, 1111, e da Rua Diogo Jácome, 598).
 
O décor, contudo, é bastante modesto: alguns penduricalhos de três dos quatro personagens homenageados estão espalhados pela loja, e a entrada tem uma ilustração em tamanho real do Blade e uma da Kafka (mas nenhuma da Loba Prateada, o que me desapontou um pouco, já que ela é minha favorita).

A parte mais chamativa está do lado de fora, onde foi instalado um grande painel com personagens do jogo; contudo, curiosamente, não são os Caçadores de Stellaron, que a parceria promove, e sim os Inominados do Expresso Astral. Considerando a presença no evento de pelo menos uma ilustração das figuras relevantes (mais abaixo), como fã, achei a escolha um erro, apesar de justificável pelo papel do grupo na história.

Os cosplayers mencionados acima estão em uma rotação. Eu passei brevemente pela fachada da unidade na semana de abertura e vi pessoas vestidas de Himeko, Dan Heng e Stelle (todos Inominados); no dia de minha visita para valer, havia duas cosplayers, de Kafka e Vaga-lume. De acordo com a “Kafka”, que disse ter costurado a própria roupa, todos foram contratados pela própria We Coffee, apesar de eu também ter visto alguns cosplayers independentes.

Apesar de ter ouvido falar de um evento de karaokê com prêmios exclusivos durante os fins de semana, ele não estava acontecendo no período em que visitei a unidade (cerca de 14h).

O cardápio

Mas agora é hora de falar sobre a parte mais interessante desta resenha de comida: a comida! Eu provei o Shake Star Rail (R$ 28) e o Purple NY (R$ 20); por não ter percebido que fazia parte da parceria, acabei não provando o Blue Velvet Cheesecake (R$ 23). (Também me ofereceram um chá de jasmim e limão como cortesia, geladinho e cítrico na medida certa. Aí sim!)

O Shake Star Rail é um milkshake de baunilha com pedacinhos de brownie, servido em um copo que pode ser da Kafka ou do Blade, à escolha do freguês (optei pela Kafka). Em cima da bebida, vem um pedaço de chocolate branco, com um desenho do personagem escolhido.


A mistura da baunilha suave e do brownie meio amargo gerou um gosto balanceado, a princípio doce, mas logo mostrando um fundo de sabor forte; um verdadeiro yin-yang que combina com a natureza de Kafka, mulher de fala mansa e tenacidade infinita. O chocolate por cima é duro no começo, mas derrete rapidamente na boca, tornando-se leve e cremoso.

O maior problema do Shake Star Rail é o fato de que a proporção brownie-sorvete é bastante desigual, e vários pedaços ficam sobrando depois da bebida já ter ido embora, quebrando o equilíbrio entre as duas partes. Pessoalmente, eu me arrependi de não ter pedido uma garrafa de água, já que o cacau era bem forte.

Comido por si só, em uma verdadeira aventura para tirá-lo do fundo do copo, o brownie tem uma consistência que varia entre média e dura. Além disso, a tampa-redoma de plástico precisa ser removida para alcançar o chocolate, tornando-a uma adição desnecessária e francamente antiecológica, em desacordo com o canudo fornecido, que era de papel.

Já o Purple NY é uma massa folhada com cobertura sólida de chocolate branco e recheio de cream cheese e mirtilo, além de seis mirtilos frescos por cima. O gosto da fruta realmente só aparece quando ela está sozinha; o recheio deixou a desejar, tendo sido dominado pelo cream cheese, que também abafou o chocolate branco. A massa folhada aparece com destaque mais para o final, e é basicamente um croissant, leve e agradavelmente salgada.

Aparentemente, esse item e o Blue Velvet Cheesecake representam a Loba Prateada pela cor roxa, mas isso não me foi claro até ver online que outras pessoas receberam seus “Purples” em uma embalagem com o rosto dela; por azar, o meu estava em uma comum, o que me deu a falsa ideia de que a Loba não era parte do menu. Também achei os nomes dos produtos genéricos demais, dando a impressão de que foram planejados para o cardápio normal e adicionados às pressas ao evento.

É importante notar que nada representa o Sam, o outro Caçador de Stellaron presente na história; ele não está sequer na decoração do ambiente, o que me desapontou. (Existe outra personagem que também não aparece, mas é justificável, pois a conexão dela ao grupo é um spoiler.)


Por ter comprado pelo menos dois itens, eu recebi uma sacolinha de papel com a Kafka e o Blade (a sacola para viagem, que não obtive, era uma ilustração reutilizada do jogo, retratando apenas a Kafka) e uma bandeja tematizada, com direito a arte dos Caçadores de Stellaron (incluindo o Sam, em sua única aparição) e um guardanapo com o rostinho dos protagonistas.

Também ganhei um código de resgate para minha conta no Honkai: Star Rail, que, quando registrado, me deu 40 Jades Estelares (a moeda do gacha), 5000 Créditos (a moeda normal) e duas Alegrias do Imortal (um bubble tea que aumenta o Ataque). A inclusão da bebida foi charmosa, mas achei os bônus bem escassos para quem essencialmente pagou R$ 48 por eles (quase o preço do passe de batalha mensal). Se fossem 160 Jades Estelares, o suficiente para um tiro no gacha, já estaria melhor.

A compra de uma bebida “Salty Cream” aparentemente me daria um conjunto de luvas para copos de papel com uma ilustração dos Inominados, mas, novamente, só fiquei sabendo disso depois de buscar informações online, bem mais tarde. Em geral, faltaram avisos dentro da loja do que estava incluso na promoção; diversas outras coisas, como marcadores de página disponíveis para quem apresentasse seu UID do jogo, me passaram completamente despercebidas.

Os produtos oficiais

As três unidades que receberam decoração e eventos também receberam a “Loja dos Desbravadores”, uma modesta seleção de produtos de Honkai: Star Rail. São eles: uma ecobag dos Caçadores de Stellaron, menos a Loba Prateada e o Sam (R$ 100); canecas da Kafka e do Blade (R$ 90 cada); e um blend de café especial “do Desbravador”, ilustrado por Caelus e Stelle (R$ 60).


Todos os produtos vinham com pequenos brindes: comprando dois itens quaisquer, consumidores ganham uma cartela de adesivos e um minipôster; e especificamente comprando a ecobag e a caneca, os bônus eram um “ticket”, imitando os Passes de Jornada usados para dar tiros no gacha, e um cartão de personagem aleatório nos moldes de uma carta de tarô. Já que os preços estavam muito longe do meu próprio orçamento (e eu já tenho uma ecobag, que comprei por bem menos), eu deixei a chance passar.

Essa foi a parte do evento para a qual eu mais tenho críticas. Além de caros demais, os produtos sequer estavam disponíveis para todas as unidades, e são claramente uma parte grande da parceria, com arte exclusiva (apesar de reusada em outros lugares — a estampa do café é a mesma do guardanapo, por exemplo) e brindes caprichados. Também senti falta, novamente, da Loba Prateada e do Sam, que não aparecem em nenhum dos produtos. Para mim, não valeu a pena, mesmo com a possibilidade de parcelar em três vezes.

Conclusão

Em geral, a parceria da We Coffee com a Honkai: Star Rail agradou meu lado fã… até um ponto. A atmosfera do local e a experiência extra ao comprar os dois itens, tendo recebido vários bônus temáticos, foram interessantes dentro das próprias limitações, mas o preço não compensou o gosto desbalanceado de ambos os produtos que consumi.

Além disso, a omissão de duas figuras importantes em várias partes do evento fez com que eu considerasse a experiência mais “Kafka e Blade” do que “Caçadores de Stellaron”. Conforme já dito, como o grupo inclui a minha personagem favorita do jogo, a presença reduzida dela me chateou; por azar, não consegui sequer ver a parte mais importante onde ela apareceria.
 
No futuro, gostaria de ver mais colaborações do tipo, talvez com valores menos salgados, informações mais claras e curadoria mais atenta, mas a We Coffee lança um bom precedente a partir do qual melhorar.

Revisão: Ives Boitano

Este conteúdo não é patrocinado. Todas as despesas foram cobertas pela própria autora.


Jornalista formada pela PUC-SP e eterna apaixonada por videogames, especialmente aqueles japoneses de mistério. Sempre tem alguma redação gigante para escrever depois que zera um Yakuza.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google