Podcast

BlastCast #241 — Ubisoft e o caso The Crew: somos donos de nossos próprios jogos?

Jogo ficou inacessível mesmo para jogadores que o adquiriram.


Em dezembro do ano passado, a Ubisoft anunciou que manteria ativos os servidores do jogo The Crew somente até o final de março de 2024, a partir do dia 1° de abril (não, isso não é uma mentira), os servidores seriam fechados e tanto o jogo quanto conteúdos relacionados a ele seriam excluídos de lojas online.

Estamos acostumados a ver notícias sobre jogos digitais que são retirados de suas plataformas online, mas o caso de The Crew é diferente: até mesmo os consumidores que optaram por adquirir uma cópia física do jogo ficarão impossibilitados de acessar o título, já que o jogo exige conexão contínua com a internet.


A decisão da empresa levantou novamente o debate sobre os direitos dos consumidores sobre a compra de jogos tanto em mídia física e digital, além de trazer à tona uma fala de Philippe Tremblay, diretor de assinaturas do Ubisoft+, que foi dita meses atrás: que os “jogadores deveriam se acostumar a não possuir seus jogos”.

No episódio de hoje, vamos comentar como nós, jogadores, nos relacionamos com os games que adquirimos e como esse posicionamento da Ubisoft pode afetar a indústria como um todo. 

Participaram desse episódio: Maurício Katayama, Heloísa D'Assumpção Ballaminut e Vinícius Figueiredo.
Edição: Maurício Katayama
AGRADECIMENTO

é engenheiro eletrônico e tem uma filha fofinha que tenta morder os controles do papai. Curte jogos de luta, corrida e ação.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google