Blast Test

Impressões: Deep Rock Galactic: Survivor (PC) – sobrevivendo em perigosas escavações no espaço

Este spin-off de Deep Rock Galactic mergulha na onda dos roguelikes de sobrevivência e nos leva a uma aventura frenética com anões espaciais.


Deep Rock Galactic é um jogo de tiro em primeira pessoa de ficção científica cooperativo para até quatro pessoas que se destaca por colocar os jogadores no papel de um grupo de anões espaciais em expedições para escavar minérios preciosos em localidades infestadas por insetos alienígenas assassinos.

Desde o seu lançamento em Acesso Antecipado em 2018, uma comunidade dedicada decidiu investir no projeto, o que resultou no lançamento da versão 1.0 em 13 de maio de 2020, tornando o jogo um dos principais títulos do gênero multiplayer cooperativo com elementos de sobrevivência da atualidade.

Quatro anos após seu lançamento, a Ghost Ship Studios decidiu ampliar ainda mais o universo dos anões espaciais com uma nova adição à franquia. Lançado em Acesso Antecipado em fevereiro de 2024, Deep Rock Galactic: Survivor embarca na onda dos roguelikes de sobrevivência, seguindo o estilo de Vampire Survivors, jogo que catalisou o gênero em 2022.

Como alguém cada vez mais imerso neste tipo de jogo, após numerosas expedições em busca de metais preciosos e deixando minha barba crescer, é chegada a hora de compartilhar minhas impressões sobre esta nova empreitada da Ghost Ship com seus anões mineiros do espaço sideral.

Para baixo, todo santo ajuda

Desta vez, o jogador não poderá contar com a ajuda de seus colegas, pois Deep Rock Galactic: Survivor é uma aventura solo. No controle de um dentre quatro diferentes anões, o jogador precisa desbravar territórios hostis enquanto busca minérios preciosos nas profundezas de Hoxxes IV, ao mesmo tempo que enfrenta e sobrevive a intermináveis enxames de insetos espaciais.

A dinâmica do jogo se desenvolve em áreas denominadas biomas, cada uma com características particulares, como áreas vulcânicas, vinhas que atrapalham a locomoção ou pedras que podem ser derrubadas para atingir os inimigos. Cada bioma é dividido em cinco níveis que abrigam centenas de insetos, além de um denominado Elite, que precisa ser superado para progredirmos para o próximo andar.

O quinto nível, o mais profundo, é o lar do Encouraçado, um inseto colossal que desempenha o papel de chefe final da escavação. Para vencer, o jogador precisa derrotá-lo e, assim como nos níveis anteriores, retornar para a cápsula de transporte antes do tempo acabar para emergir vitorioso da escavação. Uma tarefa teoricamente simples, mas que na prática se mostra extremamente desafiadora e, por que não, divertida.

Uma linha no tempo, na parte superior da tela, mostra o tempo em que os eventos surgem no cenário. É importante estar atento e preparado para os enxames, que aumentam substancialmente o número de inimigos na tela, e para os containers de entrega, que trazem valiosos itens de aprimoramento para o anão. Ao fim do tempo, o Elite surge e precisa ser derrotado para que a perfuratriz de transporte seja reativada e um relógio com 30 segundos se torne seu principal problema. Caso o anão não embarque antes do tempo acabar, parabéns, você perdeu!

Cada classe possui características que diferem na abordagem do jogador em relação ao ambiente e aos inimigos. Com exceção do Batedor, que é a primeira disponível, as outras três precisam ser desbloqueadas conforme o jogador completa objetivos, que também o premiam com a adição de novos itens durante as investidas.

O Batedor é o mais ágil e tem acesso a armas mais básicas. Sua especialidade são armas de longo alcance e ele possui uma habilidade passiva de esquiva que, se aprimorada durante a partida, permite desviar de ataques dos inimigos. Outra vantagem desta classe é seu dano crítico, que começa em 200%. O Atirador é o brutamontes do grupo, possuindo acesso a armamentos pesados e um incremento de armadura para resistir ao embate contra os enxames.

O Minerador, fazendo jus ao nome, é especialista em escavar o terreno com agilidade, além de fazer mais uso de armas com dano de área, como queimadura ou ácido. Por fim, o Engenheiro é capaz de construir drones e torretas que ajudam a defender áreas enquanto executa a tarefa para a qual foi pago: escavar.

Todos os quatro possuem modificações de classes que oferecem armas iniciais diferentes e mudam alguns de seus aspectos básicos, como maior velocidade de movimento ou acesso a outros tipos de armamentos. Além disso, todos também têm como habilidades básicas a capacidade de escavar as paredes dos diferentes biomas que estão explorando em busca dos valiosos minérios.

Ouro e Mitra são os principais recursos obtidos pelo jogador. É com eles que, a cada etapa concluída da expedição, compramos melhorias na loja do transportador. Estas melhorias também podem ser obtidas quando o anão sobe de nível, levando-o a uma tela de seleção de atributos aleatórios que aprimoram uma ou mais de suas armas ou seus atributos básicos, como velocidade de movimento, chance de crítico, vida máxima, etc.

Outros minérios valiosos, como Jadiz, Bismor e Pérolas Enor, são obtidos durante as escavações. Esses recursos valiosos só podem ser usados para aprimoramentos permanentes do grupo, em uma tela disponível apenas no menu inicial. Nesta mesma tela, é possível vender alguns deles para comprar outros, a fim de investir mais nos atributos mais convenientes para o jogador naquele momento.

A rotina de um anão espacial

Seguindo a linha de outros jogos deste gênero, Deep Rock Galactic: Survivor apresenta uma jogabilidade simples. O ataque é automático e segue algumas regras específicas, como ser ativado quando um inimigo está em determinado alcance ou mirar no monstro com mais pontos de vida.


O trabalho do jogador consiste basicamente em duas tarefas: minerar e sobreviver. Em cada andar, o anão recebe uma tarefa adicional que o recompensará com pontos extras de experiência e ouro, se concluída. Estas podem incluir a coleta de recursos como flores, fungos ou minérios específicos.

Além disso, a evolução dos equipamentos é outro ponto a ser constantemente trabalhado, por meio do aprimoramento das armas e desbloqueio de melhorias no arsenal. Cada novo armamento, após ser aprimorado para o nível 12 de poder, desbloqueia uma funcionalidade chamada Overclock, que estará disponível na próxima partida ao coletarmos aquela mesma arma.

O Overclock consiste em melhorias únicas e significativas nos armamentos dos anões, disponibilizadas nos níveis 6, 12 e 18. Esses aprimoramentos podem incluir um generoso aumento em uma característica da arma, como velocidade de tiro, dano ou quantidade de munição, ou mesmo alterar as propriedades do ataque, adicionando, por exemplo, elementos de fogo, gelo ou eletricidade.

Cabe ao jogador construir sua build de forma eficiente e inteligente para aumentar sua capacidade de sobrevivência nos biomas, contando um pouco com a sorte para que melhores upgrades surjam em seu caminho.

A jogabilidade é um destaque da experiência em DRG: Survivor. A mineração única, em que os anões escavam as paredes em busca de recursos, adiciona uma camada estratégica ao gameplay, permitindo a criação de corredores em meio aos paredões de pedra para escapar e direcionar os insetos. Alguns dos insetos também podem escavar, especialmente os maiores, o que adiciona mais complexidade à dinâmica.

A rejogabilidade de Survivor é ampliada pela grande variedade de desbloqueáveis, obtidos ao cumprirmos diversas metas estabelecidas pelo jogo. Mesmo após muitas horas de jogatina, sempre haverá algo novo a ser obtido: uma arma, uma melhoria, um mod de classe e, principalmente, uma nova dificuldade para cada bioma.


Atualmente, quatro biomas estão disponíveis para jogar, cada um com cinco variações que exigem atividades específicas para desbloquear versões mais desafiadoras. Com tantas possibilidades para explorar, tanto em termos de conteúdo quanto de desafios, até o lançamento da versão 1.0, ainda teremos muito a descobrir em Hoxxes IV.

Novos modos de jogo, objetivos e armas, além de mais modificadores de classes e artefatos, estão na lista de futuras adições. Portanto, é precipitado afirmar que DRG: Survivor é ótimo jogo com apenas três meses de Acesso Antecipado, pois ainda não exploramos tudo que ele tem a oferecer. No entanto, até o momento, há uma riqueza de conteúdo e possibilidades para desfrutar, e estou ansioso para ver até onde esses anões espaciais podem nos levar.

Perigosamente viciante

Deep Rock Galactic: Survivor já se mostra uma alternativa competente no universo dos jogos de sobrevivência e aventura. Com sua jogabilidade envolvente, variedade de desafios e mecânicas únicas, ele cativa desde o primeiro momento, mesmo para quem não está familiarizado com o universo dos anões espaciais.

Embora ainda em Acesso Antecipado, a quantidade de conteúdo e a promessa de futuras atualizações sugerem um potencial imenso para explorar e desfrutar. Com tantos elementos interessantes e uma comunidade dedicada, mal podemos esperar para ver como este título irá evoluir e nos surpreender ainda mais no seu lançamento oficial.


Além disso, a riqueza de detalhes nos biomas, a variedade de missões e a progressão dos personagens oferecem uma experiência dinâmica e cativante. A cada sessão de jogo, somos desafiados a adaptar nossas estratégias e explorar novas possibilidades, mantendo a experiência sempre fresca e emocionante.

Com tantos elementos positivos e um potencial ainda não completamente explorado, Deep Rock Galactic: Survivor se destaca como uma adição promissora ao mundo dos jogos cooperativos e de sobrevivência. Estamos ansiosos para ver como a Ghost Ship Studios continuará a expandir e aprimorar este universo fascinante, oferecendo aos jogadores ainda mais emoção e desafio à medida que o jogo evolui em direção ao seu lançamento oficial.

Deep Rock Galactic: Survivor está disponível em Acesso Antecipado pelo Steam.
Revisão: Davi Sousa
Texto de impressões produzido com cópia adquirida pelo redator

Fã de Castlevania, Tetris e jogos de tabuleiro. Entusiasta da era 16-bit e joga PlayStation 2 até hoje. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Nas redes sociais é conhecido como @XelaoHerege
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


Disqus
Facebook
Google