Jukai Studio, desenvolvedora de Stray Souls, anuncia fechamento

A má recepção do game pela crítica e público, e o encerramento da publicadora Versus Evil foram alguns dos motivos que levaram ao fim do estúdio.


A desenvolvedora Jukai Studio anunciou o encerramento definitivo das suas atividades. Em uma mensagem compartilhada no seu perfil da rede social X, a companhia polonesa comunicou ter “muitas razões” para tomar essa decisão, mas que ter sido “vítima de cyberbullying” e não alcançar o sucesso esperado em seu projeto de estréia, o jogo de terror psicológico Stray Souls, foram os principais motivos que levaram ao término da empresa.


Influenciada pelos grandes games do gênero, a Jukai Studio prometia em Stray Souls trazer “elementos de jogatina inspirados pelo combate de terror clássico” que, “em conjunto com a precisão soulslike” dariam “uma nova cara ao gênero de terror e ação moderno”. Quando foi lançado no último mês de outubro, contudo, o título não agradou a mídia especializada, com alguns analistas chegando a o classificar como o “pior jogo de terror já feito”, tampouco o público, vendendo aquém do esperado pela companhia.

Desejando explicar o porquê de não ter atingido as expectativas, na mensagem na qual o fechamento da empresa foi anunciado, o estúdio revelou que apenas dois desenvolvedores principais, juntamente com outros profissionais contratados, estavam trabalhando em Stray Souls. Fora isso, grande parte dos envolvidos direta e indiretamente com o jogo, desde os próprios criadores até as pessoas mais próximas a eles, sofreram cyberbullying, ou seja, foram vítimas de assédio virtual.

Por falar nas partes envolvidas com o título, o fechamento da publicadora de Stray Souls, Versus Evil, confirmado oficialmente em 22 de dezembro também contribuiu para a decisão da Jukai Studio de anunciar o seu encerramento definitivo antes de 2023 terminar, já que, naquele mesmo dia, a desenvolvedora compartilhou que resolveu compartilhar o fim das suas atividades “à luz dos acontecimentos de hoje”.
Porém, ao contrário do que ocorreu na Versus Evil, onde todos foram demitidos, a Jukai Studio não despediu nenhum funcionário, com a companhia revelando que “nunca funcionou como uma grande corporação, e juntos decidimos que cada um seguirá o seu próprio caminho.” O fruto do período em que trabalharam juntos, contudo, deve continuar podendo ser apreciado, pois, em resposta a um usuário no X, o estúdio afirmou que Stray Souls, “pelo que sabemos, continuará (disponível) no Steam e nos consoles”.


Um estudante de jornalismo que é apaixonado por games e tudo que envolva cultura pop em geral.


Disqus
Facebook
Google