Blast Test

Impressões: Persona 5 Tactica (Multi) promete diversão estratégica com vários subsistemas para dominar

Spin-off repensa as mecânicas do RPG da Atlus para um formato tático.

em 01/11/2023
Persona 5 Tactica
é um spin-off tático do mais recente jogo da série de RPGs Persona, mostrando uma espécie de cenário alternativo no qual os Phantom Thieves vão parar em um outro mundo. A SEGA nos concedeu a oportunidade de experimentar um pouco do jogo antecipadamente e decidimos falar um pouco mais sobre ele para além de nossas impressões da BGS 2023.

Reencontrando os Phantom Thieves

Persona 5 Tactica começa um pouco antes da graduação dos Phantom Thieves. Esles estavam reunidos no Café Leblanc vendo as notícias para passar o tempo, mas algo estranho aconteceu, transportando-os a uma espécie de realidade paralela em um reino inspirado na França revolucionária.

Como era de se esperar, a ida a esse lugar não vai ser só um passeio sobrenatural. O reino inteiro foi tomado pelas forças legionárias da misteriosa Marie, que quer ter o controle de tudo e todos que lá habitam. Recém chegados nessa nova realidade, os Phantom Thieves têm que enfrentá-la e descobrem que não são fortes o bastante para lidar com essa situação.

Graças aos poderes de Marie, Joker e Morgana se vêem isolados dos demais e cabe aos dois assumir a posição de última esperança do grupo. Por sorte, eles conhecem a jovem Erina e sua força de resistência rebelde. Com ela na equipe, será possível enfrentar Marie e recuperar os aliados pouco a pouco.

A história é majoritariamente apresentada em momentos de diálogo estilo visual novel, havendo também algumas cutscenes para eventos-chave. Já no início do jogo, é possível ver diálogos cheios de personalidade, que brincam com as reações exageradas dos personagens e dão ao jogador a chance de escolher algumas opções de resposta como piada.

Assim como no caso de Persona Q, os personagens possuem um estilo mais arredondado e fofinho. Porém, em vez da estética chibi que reduz o corpo todo, temos braços e pernas longos. O resultado é bem fofinho e agradável, especialmente porque há um bom esforço em fazer os personagens serem expressivos.

Para quem gosta do elemento social de Persona, vale destacar que não temos nada tão elaborado aqui. Em vez de Social Links, temos apenas diálogos opcionais para ver melhor como os personagens estão lidando com as situações do novo jogo. Ao explorar essas cenas, o jogador ganha pontos para melhorar sua equipe e, pelo menos durante os trechos iniciais, não parece ser necessário se importar com as respostas selecionadas.

Um combate cheio de camadas

Um detalhe que chama a atenção em Persona 5 Tactica é o seu combate estratégico. Nossa equipe é constituída por três personagens, cada um deles capaz de se movimentar e usar três tipos de habilidade: ataque físico, arma de fogo e Persona (ou o equivalente Arts no caso da Erina). Passar o turno também é uma opção que pode ser útil por trazer melhorias significativas, como mais movimentação no caso do Joker e dano crítico em ataques à distância para Erina.

O conceito central do jogo gira em torno do uso de Covers, ou seja, de esconder bem os personagens da sua equipe para que eles não tomem dano. Alguns objetos podem reduzir o dano pela metade, enquanto outros servem como uma proteção integral. Tanto aliados quanto inimigos usam esse sistema, sendo possível causar golpes críticos contra unidades desguarnecidas.

Ataques básicos só podem ser realizados ao chegar muito próximo de um inimigo, mas retiram a unidade atingida de sua área de proteção, deixando-a vulnerável a golpes com arma de fogo. As habilidades dos Persona também têm como consequência usual deixar os inimigos vulneráveis para a próxima magia.

Cada personagem possui um alinhamento a um tipo de magia específico, mas é possível ampliar o leque de todos com o sistema de sub-Personas. Ao contrário do jogo original, todos os aliados possuem um slot adicional para uma das Personas obtidas como recompensa de batalhas ou por meio do sistema de fusão do jogo no Velvet Room.

Chama a atenção a limitação de apenas duas habilidades (uma básica e uma herdada) para cada Persona. Isso limita o quanto o jogador consegue oferecer de benefício adicional a um aliado, tendo que fazer escolhas significativas entre golpes poderosos e efeitos passivos que podem fazer a diferença no campo de batalha.

Independente da forma que o jogador explorar as vulnerabilidades dos inimigos, basta fazer com que um inimigo fique caído para que a unidade tenha um turno extra. Com ela, é possível se movimentar novamente pelo campo de batalha além de realizar mais um ataque.

Em particular, é possível alinhar suas unidades para que o inimigo que está no chão esteja no meio do triângulo formado pela posição dos três membros da equipe. Ao fazer isso, o jogador pode ativar um golpe especial chamado Triple Threat, que é o equivalente tático do All-Out Attack. O ataque atinge todos os inimigos que estiverem na área do triângulo, causando-lhes dano massivo.

Também há vários outros elementos de combate para prestar atenção, como barris de explosivo, escadas, botões de pulo entre áreas elevadas, etc. A própria escolha de aliados afeta as estatísticas de todo o grupo. Saber explorar esses elementos faz uma diferença enorme para o combate, especialmente se o jogador quiser evitar que um aliado morra e precise ser substituído, algo limitado de acordo com a dificuldade selecionada no início do jogo.

Ao final de cada batalha, somos avaliados por um sistema de recompensas. São ao todo três estrelas, uma das quais é obtida simplesmente por vencer a fase e as outras envolvendo tarefas um pouco mais complexas como “manter todos os aliados vivos” ou “terminar em X turnos”. Ganhamos mais pontos para alocar as habilidades dos personagens fazendo todas as tarefas, dando um bom incentivo para o jogador fazer o seu melhor.

Altas expectativas

Persona 5 Tactica promete ser uma experiência bastante estilosa e interessante que faz jus ao cativante universo do jogo original. Tendo jogado um pouco mais desta vez, pude ver com mais calma a grande variedade de mecânicas que o título combina para formar uma experiência sólida e recompensadora de combate. As expectativas são que o jogo completo consiga valorizar ainda melhor essas qualidades com missões ainda mais complexas e desafiadoras.

Persona 5 Tactica estará disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Switch, Xbox One e Xbox Series X|S a partir do dia 17 de novembro de 2023.

 Revisão: Thais Santos
Texto de impressões produzido com cópia digital cedida pela SEGA


é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não tenha em mãos um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.