Hands-on

Gamescom 2023: Black Myth: Wukong - desafiando deuses e monstros

Black Myth: Wukong é um RPG de ação desenvolvido pela Game Science, inspirado no clássico chinês, Jornada para o Oeste. A trama segue o rei... (por Pablo Pirata em 31/08/2023, via GameBlast)

Black Myth: Wukong é um RPG de ação desenvolvido pela Game Science, inspirado no clássico chinês, Jornada para o Oeste. A trama segue o rei macaco, Wukong, em sua jornada épica em busca de imortalidade e poder supremo. Essa mesma história inspirou o personagem Goku de Dragon Ball, que, assim como Wukong, é um ser parecido com um macaco e carrega um cajado.



Em Black Myth: Wukong, você assume o papel de Wukong, um personagem que usa um cajado para enfrentar vários inimigos em um ambiente 'Souls-like', exigindo timing preciso nos ataques e esquivas para derrotar os inimigos mais casca grossa. Anunciado há cerca de três anos, o jogo vem gerando bastante expectativa e está marcado para ser lançado em 2024 no PlayStation 5, Windows e Xbox Series X/S. 

Wukong possui vários feitiços em seu repertório, inclusive um no qual pode se transformar em outros seres, como uma mosca ou um tipo de gorila, e alguns feitiços nos quais seu corpo vira de pedra e você fica imune por alguns segundos ou um no qual você pode congelar inimigos. Além disso, você pode mudar de postura usando o D-pad, alterando seu estilo de ataque e estratégia. A gestão da energia (stamina) é crucial, pois correr, esquivar e atacar consomem energia, tornando essencial o gerenciamento cuidadoso para evitar vulnerabilidade.

Visuais e primeiras impressões

Os gráficos de Black Myth: Wukong são impressionantes, com cenários detalhados e modelos de personagens bem feitos. A demo apresentou vários ambientes, de cadáveres congelados a chefões poderosos, mostrando a variedade de desafios que os jogadores enfrentarão. Embora a demo não incluísse mecânicas de nivelamento ou e outras mecânicas fundamentais de RPGs, deu uma amostra dos feitiços e transformações disponíveis no jogo completo.

O jogo na Gamescom 2023


Na Gamescom 2023, tivemos a chance de testar uma demo de 30 minutos do jogo, que incluía quatro fases, cada uma com um chefão no final. A demo começava com um tutorial em uma caverna, seguido por um estágio de neve, uma batalha contra um chefão tigre e, finalmente, um nível com dois chefões. Quem venceu todos os chefões ganhou brindes como remendos de roupas e camisas.

A demo foi um sucesso, com filas de duas a três horas para jogar. Apesar da espera, os jogadores ficaram viciados na jogabilidade desafiadora. Mesmo com a dificuldade da demo sendo menor que a do jogo final — sim, eu perguntei para um dos desenvolvedores do jogo e ele confirmou — ainda foi um desafio gratificante.

A Demo

A demo foi um aperitivo do que está por vir e os jogadores podiam testar suas habilidades contra uma variedade de inimigos, adaptar suas táticas para diferentes ambientes e experimentar algumas das mecânicas do jogo, como as transformações e feitiços.

Nível 1: Centopeia de Elite Guai

No primeiro nível, Centopeia de Elite Guai, que era meio que um tutorial, a batalha era contra um chefão que era uma centopeia gigante. Esse chefão tinha cerca de três ataques principais: um ataque de garra, um ataque rolante e um ataque de invocação que chamava centopeias menores para atacar o jogador. Mesmo sendo o primeiro chefão, era preciso ter timing e estratégia afiados para derrotá-lo.

Nível 2: Macaco Chefe de Elite


No segundo nível, Macaco Chefe de Elite, tinha um cenário de neve e a batalha era contra o Macaco Chefe de Elite. Esse chefão era mais ágil e tinha vários ataques, incluindo ataques de gelo, e, bom, ataques meio nojentos como um de peido e um de vômito. Apesar de ser mais difícil que o Centopeia de Elite Guai, observando bem os padrões de ataque do Macaco Chefe de Elite, dava para derrotá-lo relativamente rápido.

Nível 3: Chefão Tigre Vanguarda

No terceiro nível, Chefão Tigre Vanguarda, a parada ficava séria com o Tigre Vanguarda, o mais difícil da demo. O Tigre Vanguarda tinha vários ataques, incluindo um ataque de pulo em câmera lenta que era bem difícil de desviar, um ataque de espada que criava um redemoinho de sangue e um ataque rápido com suas garras. Além disso, o Tigre Vanguarda podia virar pedra, ficando invencível por um tempinho. Era preciso gerenciar bem a stamina e acertar o timing dos ataques e esquivas para derrotar esse monstro.

Nível 4: Nível Penhasco do Medo


No quarto e último nível tinha dois chefões: o Vanguarda de Pedra e o Loong Negro. O Vanguarda de Pedra era tipo um golem que podia criar terremotos e era meio lento, o que o tornava mais fácil de derrotar que o Tigre Vanguarda. Já o Loong Negro era um chefão bônus com poderes elétricos, e era bem mais difícil de derrotar do que o Vanguarda de Pedra. Mas, derrotar o Loong Negro valia a pena, pois os jogadores ganhavam um novo cajado — embora não fosse obrigatório derrotá-lo para terminar o nível.

Infelizmente, não era permitido capturar a jogatina lá no evento, porém é possível ver todas as lutas contra esses chefões no YouTube da IGN China.

Da frustração à vitória


Jogar a demo de Black Myth: Wukong foi uma experiência emocionante que testou minhas habilidades no limite. Precisei de cinco tentativas para mandar bem na demo, e só na quarta tentativa consegui derrotar o poderoso Tigre Vanguarda. Na quinta e última tentativa, detonei todos os chefões em menos de 25 minutos, o que me deixou super orgulhoso.

As filas gigantes na Gamescom não me desanimaram; na verdade, acabei trocando dicas e estratégias com outros jogadores na fila. O jogo levou o prêmio de melhores visuais na Gamescom, mostrando o quão envolvente e realista ele é.


Além disso, os organizadores estavam dando certificados para quem conseguisse derrotar os chefões, e para cada chefão derrotado, você ganhava um remendo para roupa. Se você derrotasse três chefões, ganhava uma camisa, e se derrotasse todos os quatro, ganhava uma camisa ainda mais rara. Quando fui pegar meu prêmio com o certificado que provava que eu havia derrotado todos os quatro chefões, todos ao redor me parabenizaram, inclusive os desenvolvedores do jogo.

A demo foi uma montanha-russa de emoções, da frustração das derrotas à alegria de finalmente vencer um chefão difícil. Foi uma experiência inesquecível que me deixou super ansioso para o lançamento do jogo.

Considerações finais


Black Myth: Wukong está se revelando um RPG de ação emocionante e desafiador. A demo ofereceu um vislumbre dos gráficos deslumbrantes, da jogabilidade envolvente e das batalhas contra chefões desafiadores. Apesar dos longos tempos de espera na Gamescom, a natureza cativante do jogo fez com que os jogadores, incluindo eu, voltassem por mais.

A experiência de jogar a demo e interagir com outros jogadores e desenvolvedores foi inesquecível. Estou ansiosamente aguardando o lançamento do jogo em 2024 e mal posso esperar para mergulhar completamente no mundo de Black Myth: Wukong.



Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do GameBlast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.