Dicas e Truques

Yu-Gi-Oh! Master Duel (Multi): dicas para vencer as partidas eletrônicas de monstros de duelo

Um guia perfeito para quem está começando nesse ótimo jogo e quer ir além do coração das cartas.


Graças às suas várias qualidades, que detalhamos na nossa análise, Yu-Gi-Oh! Master Duel se revelou um sucesso. Alcançando mais de 10 milhões de downloads, o jogo de cartas eletrônico oferece uma boa variedade para jogadores novos e experientes, além de ter recursos como cross-save e cross-play. Para aproveitar tudo que ele tem a oferecer, que tal conferir uma lista com várias dicas preciosas? Pegue seu disco de duelo e chame os amigos, pois a matéria vai começar!

Aprenda como as coisas estão hoje

A primeira dica depende diretamente do conhecimento de Yu-Gi-Oh do jogador. Mais especificamente, do jogo de cartas oficial da franquia, também conhecido como TCG (do inglês, trading card game). Se você só conhece o desenho animado ou mesmo se parou de jogar faz algum tempo, então vale a pena se inteirar sobre como esse mundo fascinante funciona atualmente. Isso não é obrigatório, pois Master Duel oferece tutoriais e opções para quem não curte competições, mas é importante para quem busca aproveitar o game ao máximo. O site chamado Ygoprodeck é uma das tantas opções na internet para realizar suas pesquisas.

Escolha bem o seu primeiro baralho

Logo no começo do game somos confrontados com uma decisão relativamente importante: o primeiro deck, que pode ser escolhido entre três opções bastante distintas. Aqui, sugiro ao jogador escolher de acordo com seus conhecimentos em monstros de duelo, optando, em ordem crescente de dificuldade na utilização, por Poder do Dragão (Power of Dragon), Sincro da Unidade (Synchro of Unity) e Geração Elo (Link Generation).
É importante começar com um baralho adequado
Cada um deles lida com mecânicas de jogo distintas, exigindo níveis de experiência diferentes por parte do jogador. É possível obter todos os três ao longo do tempo, mas vale a pena escolher bem pra aproveitar adequadamente as primeiras partidas. Leve em conta a dica anterior sobre a sua familiaridade com Yu-Gi-Oh! e decida sabiamente.

Gerencie os recursos

A moeda principal do game são as gemas. Elas são obtidas de várias formas, como em missões, compras com dinheiro real e eventos. Com elas, é possível adquirir pacotes com cartas aleatórias, baralhos e itens cosméticos. Embora elas sejam relativamente fáceis de obter, cuidado ao gastá-las: as recompensas são generosas ao começar a jogar, mas tendem a cair conforme exaurimos as fontes de recursos.
Cartas brilhantes e prismáticas rendem mais recursos ao serem desmanteladas

Outro ponto importante é que cada carta em Master Duel possui um tipo de raridade. Em ordem decrescente, elas consistem em UR, SR, R e N. Caso você tenha muitas repetidas ou então não tenha interesse por alguma delas, é possível desmantelá-las para obter pontos de fabricação. Com eles, o jogador pode gerar qualquer card diretamente, sem a necessidade de tentar a sorte em pacotes.

Só lembre-se de uma coisa: a proporção de recursos entre desmantelar e gerar uma carta é de um para três. Ou seja, é preciso perder 3 cards quaisquer de mesma raridade para ganhar 1 card também dessa raridade. Logo, use seus pontos de fabricação com cautela, lembrando que eles também são adquiridos em missões e eventos.

Aquele momento emocionante quando abrimos um novo pacote
Duas dicas interessantes para as compras são as seguintes: primeiro, adquira as três ofertas de conjuntos, localizadas na aba Especial da loja. Eles trazem cartas poderosas por um custo baixo. A segunda é comprar alguns pacotes normais, chamados Força Robusta e Renovação das Lendas. Mesmo que no longo prazo você não utilize os itens obtidos, a probabilidade de obter cartas raras é considerável, o que irá ao menos valer como uma boa fonte de pontos de fabricação.

Proporção áurea: 20x10x10

Apesar do exagero, essa é uma boa dica, sobretudo para iniciantes: na dúvida, mantenha o baralho com 20 cartas de monstro, 10 de magia e 10 de armadilha. Isso torna o deck suficientemente equilibrado e diminui as chances de mãos iniciais ruins. A maior exceção a essa regra são os arquétipos, que trazem estratégias próprias, conforme veremos na próxima dica.

Foque nos arquétipos

Existem várias cartas que compartilham nomes, artes e efeitos semelhantes, formando os chamados arquétipos. Eles são a melhor alternativa para construir baralhos poderosos, pois a sinergia dessas “famílias” de cards permite a execução de combos incríveis. Por isso, escolher um arquétipo e investir nele, tanto em termos de gemas quanto de experiência de jogo, é uma das recomendações mais importantes.
O baralho temático Eldlich é um dos mais simples dentre os mais poderosos
O chamado Deck de Estrutura, que pode ser obtido na loja ou em missões no modo solo, são opções interessantes para começar. Ele contém um conjunto básico de cartas de um arquétipo específico, podendo ser melhorado com compras de pacotes ou cartas geradas com pontos de fabricação. Alguns dos mais apelões da atualidade incluem Dragãozela (Dragonmaid), Tri-Brigada (Tri-Brigade), Sombraneco (Shaddoll), Drytron e Mundo Virtual (Virtual World).

Pacotes secretos

Quando você obtém uma carta do tipo UR ou SR que pertence a um arquétipo, a loja do game recebe um pacote secreto. Ele estará disponível para compra por 24 horas e proporcionará chances muito maiores de obter cartas relacionadas à “família” de cards em questão. A lista é extensa e inclui nomes como A Cerise no Ébano (foco no monstro Dragão Negro de Olhos Vermelhos) e Glória Alada (foco em monstros Harpia).

Fique atento aos pacotes secretos, pois eles têm prazo de validade
Uma dica valiosa é guardar gemas justamente para construir seu baralho utilizando essa opção de compra. Utilize seus pontos de fabricação para gerar uma carta específica do arquétipo e, assim, liberar o pacote secreto para construir o desejado deck. Procure comprar 10 pacotes por vez para aumentar as chances de cartas raras e repita isso entre 6-10 vezes. Depois disso, deverão faltar poucos cards para gerar com os pontos de fabricação e formar o tão desejado deck.

Use e abuse das cartas apelonas

Existem algumas cartas que são tão fortes e úteis que acabam sendo utilizadas em praticamente todos os decks. Algumas delas incluem Reviver Monstro (Monster Reborn), Raigeki, Florescer de Cinzas & Primavera Feliz (Ash Blossom & Joyous Spring) e Aviso Solene (Solemn Warning). Todas são ótimas opções para ter em qualquer deck, sobretudo em partidas competitivas. Fique de olho nos baralhos dos oponentes para descobrir novas possibilidades.

Ranqueadas: jogue no seu ritmo

Um dos pontos mais polêmicos de Master Duel são as disputas contra outros jogadores. O sistema de matchmaking é um pouco aleatório, então é bastante comum partidas contra adversários mais experientes e com baralhos muito poderosos. Minha sugestão é a seguinte: jogue de forma leve e tranquila. Caso as coisas fujam do controle muito rapidamente e você não tenha recursos para vencer (afinal, conhecer o seu próprio baralho é essencial), não hesite em sair da partida.
Além das classes disponíveis nos duelos ranqueados, fique atento a lista de carta proibidas e limitadas
Em geral, situações assim forneceriam poucas recompensas e muita chatice, sobretudo se o oponente tiver baralhos focados em muitas (e lentas) invocações. Por outro lado, se a intenção é o topo do ranque, então sugiro analisar o metagame desde o princípio; ou seja, os decks e as mecânicas mais poderosas e apelonas. É possível se divertir com arquétipos modestos e estratégias mais simples, mas depois de certo ponto as coisas ficam bem complicadas no competitivo.

Explore ao máximo o modo solo

Essa dica vale para qualquer tipo de jogador, mas principalmente para quem não tem pretensões competitivas. O game tem uma quantidade considerável de “minicampanhas”, chamadas de portões, perfeitas para curtir Yu-Gi-Oh! de forma leve e variada. Isso se deve à estrutura delas, que foca na utilização de arquétipos diferentes para oferecer desafios divertidos.
O modo Solo também reserva histórias bem interessantes baseadas no mundo de Yu-Gi-Oh!
Além disso, é importante destacar as duas opções iniciais, chamadas de Tutorial e Estratégia de Duelo. Além de trazerem missões com explicações básicas importantes, elas rendem recompensas polpudas para o jogador. Seja você experiente ou não, vale a pena completá-las.

Fique atento aos eventos

Embora os modos básicos de jogo sejam as partidas ranqueadas e o modo solo, o mais novo jogo de Yu-Gi-Oh! também conta com eventos temporários. O primeiro deles, por exemplo, foi focado somente em invocações do tipo XYZ. Portanto, diversas outras mecânicas foram bloqueadas nele, assim como algumas cartas específicas, abrindo espaço para estratégias outrora pouco interessantes.
 
Assim, conforme você for construindo sua coleção de cartas, procure ter baralhos alternativos. Eles poderão se tornar úteis para eventos como esse, que, se servir de modelo para os subsequentes, trará recompensas bastante acessíveis e valiosas.

Passe de duelo

Master Duel possui um recurso gratuito semelhante aos tradicionais passes de batalha de tantos outros jogos. Com ele, obtemos recompensas extras de acordo com o nosso progresso durante as partidas, principalmente as ranqueadas. Caso você tenha a intenção de jogar bastante, sobretudo em duelos competitivos, vale a pena adquirir o Passe de Duelo Ouro, que pode ser comprado com gemas para render bônus ainda maiores.

As recompensas do Duel Pass são generosas

Atenção às ações e fases

Cada partida de Yu-Gi-Oh! é dividida em fases distintas: espera, compra, principal 1, batalha, principal 2 e final. Diversas ações são realizadas nessas etapas, mas sempre com um limite de tempo máximo. Mesmo que o intervalo disponível seja generoso, é importante ficar atento ao que acontece na tela para tomar decisões de forma correta e no momento certo.
 
Além disso, procure ler e analisar cada jogada do oponente. Todas as ações ficam registradas, então fica fácil reler aquela magia acionada duas rodadas atrás ou os efeitos de um monstro adicionado para a mão do adversário. Enquanto ele faz seus movimentos, você está livre para explorar a mesa e estudar tudo o que acontece.

Cross-save e cross-platform

Para terminar, vale lembrar uma das maiores qualidades de Yu-Gi-Oh! Master Duels: ele permite acessar e jogar com sua conta de qualquer dispositivo que rode o game. Ou seja, você pode acessar seus dados pelo PS4, pelo PC e pelo smartphone Android, por exemplo. Ressalto que a ideia aqui não é incentivar algum tipo de vício; muito pelo contrário: essa flexibilidade permite ao jogador curtir o título de forma pontual e espaçada, sem limitações que o forçariam a jogar de forma ininterrupta em um só aparelho.

O futuro é promissor para o mais novo sucesso de monstros de duelo

E então, leitor? Gostou das dicas para Yu-Gi-OH! Master Duel? Faltou alguma coisa? Deixe seu comentário.

Revisão: Ives Boitano

é produtor de conteúdo sobre games desde julho de 2016 e um grande fã da décima arte, embora não tenha muito tempo disponível para ela. Seus games favoritos (que formam uma longa lista) incluem: KH, Borderlands, Guitar Hero, Zelda, Crash, FIFA, CoD, Pokémon, MvC, Yu-Gi-Oh, Resident Evil, Bayonetta, Persona, Burnout e Ratchet & Clank. @MatheusSO02


Disqus
Facebook
Google