Riot Games pagará US$100 milhões em acordo judicial por discriminação de gênero

A ação foi aberta em 2018 por duas ex-funcionárias da empresa.


A Riot Games concordou em pagar o montante de 100 milhões de dólares em um acordo judicial acerca de um processo aberto em 2018 pela justiça da Califórnia movido por ex-funcionárias da empresa. Do valor total, 80 milhões serão destinados aos membros da ação coletiva, que compreende todas as funcionárias e ex-funcionárias em tempo integral e contratadas de agência temporária na Califórnia que trabalharam de novembro de 2014 até hoje. Cerca de 2300 pessoas. Os outros 20 milhões serão pagos em honorários advocatícios e despesas diversas


Outras estipulações do acordo incluem o financiamento pela Riot de um programa de diversidade e inclusão, atribuições de trabalho a serem conduzidas por terceiros e uma auditoria de investigações no local de trabalho. Com o acordo aceito por ambas as partes, o caso foi oficialmente encerrado.

Em um comunicado oficial, a Riot Games declarou que "em um esforço para impulsionar a transparência e a responsabilidade contínuas, a Riot também se comprometeu a ter seus relatórios internos e processos de equidade de pagamento monitorados por um terceiro aprovado conjuntamente pela Riot e pelo Departament of Fair Employment and Housing (DFEH) da Califórnia por três anos".

Fonte: CNN

Fã de Castlevania, Tetris e jogos de tabuleiro. Entusiasta da era 16-bit e joga PlayStation 2 até hoje. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora quando as partidas acabam em discórdia e fogo no parquinho. Nas redes sociais é conhecido como @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google