Top 10

League of Legends (PC): os dez campeões mais chatos de se enfrentar

Listamos os maiores terrores que assombram as suas partidas e Summoners Rift.



Se existe alguma verdade definitiva na vida, com certeza uma delas é o fato de que, uma hora ou outra, todos os jogadores de League of Legends (PC) vão acabar se irritando com o jogo. Seja pela toxicidade que rola solta durante partidas ou pelo trabalho de balanceamento deveras duvidoso da Riot Games, é praticamente impossível achar alguém que nunca teve seu nível de estresse elevado pela calorosa estadia em Summoners Rift.

Entre as reclamações mais constantes da comunidade, um tópico em comum sempre volta à tona nas conversas cotidianas. Diversos players acreditam que muitos campeões são extremamente chatos de se enfrentar ao ponto de que a simples presença de um deles na tela de carregamento já é motivo pra ficar estressado. Às vezes nem é questão do personagem estar muito forte ou desbalanceado, mas sim que o kit de habilidades dele praticamente te obriga a encarar o jogo com outra mentalidade, encontrada corriqueiramente no completo lado oposto do que conhecemos como “diversão”.

Sendo assim, eu selecionei os dez campeões mais irritantes de se jogar contra no MOBA da Riot. Para compor a lista, priorizei campeões que continuam sendo pedras no sapato dos jogadores por temporadas e mais temporadas a fio. Em certos patches até podem existir adversários bem mais irritantes, mas não é nada que um nerf aqui e ali não resolva. Nós estamos tratando de “demônios” que sempre vão estar atormentando os jogadores até o fim dos tempos, em qualquer atualização.

10 - Morgana



Três segundos pode não parecer muito tempo, e de fato não é. No entanto, não seja iludido ao ler sobre a pequena duração do Stun do Q da Morgana. Esses míseros três segundos viram uma eternidade durante as teamfights mais acirradas, especialmente se você é o responsável pelo dano da sua equipe. 

A skill é bem lenta e requer habilidade para acertar com consistência, mas caso ela conecte, meu amigo... Já pode ir largando as mãos do teclado e aproveitando para ir ao banheiro enquanto o seu personagem rapidamente é dizimado pelo time inimigo. Some tudo isso ao Ultimate, que pode atordoar três pessoas ao mesmo tempo, e ao escudo anti-magia, que praticamente anula qualquer investida rápida do suporte inimigo, e o resultado será um monstro que pode mudar o destino de uma partida caso o seu carregador não tenha cuidado.

9- Blitzcrank




Uma máquina mortífera que tem como o único objetivo em sua vida puxar os outros para um belo abraço em conjunto. O estilo de jogo do Blitzcrank é muito simples: basta puxar o inimigo mais frágil da equipe adversária. Da mesma forma que o Q da Morgana, o agarrão do Blitzcrank é completamente aterrorizante para quem está do outro lado e não tem capacidade de escapar ou tankar por muito tempo.

 A única, e principal, diferença se dá pelo fato do robô amarelo ter um kit especializado apenas para cumprir esse objetivo. Correr mais rápido para gankar o mid e cortar a distância até os alvos mais esguios? Cheque. Stun garantido e potencial de burst eficiente com o ult a curta distância? Cheque. Poucas coisas na vida se equivalem ao medo psicológico que a simples presença do Blitz pode exercer na lane.

8- Heimerdinger



Seja nos esportes ou nos videogames, nenhum competidor gosta de enfrentar oponentes defensivos e “estáticos”, conhecidos pela estratégia de zonear o adversário sem deixar ele se aproximar. Embora existam campeões mais efetivos nessa prática, apenas o Heimerdinger consegue fazer isso da maneira mais preguiçosa e irritante possível. 

Basta plantar algumas torretas no chão e voilá. Elas atacam qualquer criatura que chegar perto automaticamente. Caso o Heimer consiga uma vantagem mínima na fase de rotas, essas torretas vão se transformar em verdadeiras metralhadoras de dano que impedem a aproximação de qualquer ofensiva. Se estiver usando um campeão de corpo-a-corpo, não tem muito o que fazer além de assistir ele lentamente transformando a sua lane em uma mini fortaleza particular.

7- Twisted Fate/Shen



Preciso dividir o sétimo lugar da lista entre dois campeões porque efetivamente o motivo para ambos estarem aqui é o mesmo: a constante ameaça global que eles impõem com seus Ultimates de teleporte. Definitivamente não é nada legal jogar pensando que você pode ser gankado a qualquer momento. 

No caso do Twisted Fate ou o Shen, você só precisa ter o Ultimate pronto para gerar um enorme terror psicológico nos oponentes, que sempre vão precisar levar em consideração a sua presença em qualquer investida que tentarem executar. Caso não queiram ser punidos com a chegada repentina de mais um inimigo, os players mais ofensivos são forçados a jogar de forma passiva, algo que é extremamente chato e desacelera o ritmo da partida. Felizmente é raro encontrar jogadores que saibam como abusar disso fora do high elo, porém sempre continua bom precaver-se contra qualquer um desses dois.

6- Tryndamere



Nadando totalmente na direção contrária ao conceito de "ameaça global” da posição anterior, pode-se dizer que um Tryndamere bem jogado é quase uma “ameaça regional“. Aparentemente, passar a partida inteira fazendo split-push na rota do topo deve ser algum tipo de requisito não oficial para poder jogar de Trynda. Esse tipo de estratégia é extremamente chato quando se está na pele do top laner, que efetivamente não pode se juntar ao resto do time nas teamfights exclusivamente para defender sua torre do Trynda.

Ele ama quando o time inteiro está fazendo objetivo no outro lado do mapa. Quando menos se espera, todo mundo olha pra base e percebe que ele levou todos os inibidores como um verdadeiro rato furtivo. Existem outros campeões capazes de realizar um excelente split-push, mas o Trynda se destaca pela facilidade de executar o seu kit, que possui alta mobilidade e uma Ultimate que o impede de ser finalizado por 5 segundos inteiros.

5- Teemo



Aposto que por essa você já esperava. Apesar de ser o mascote mais popular do LoL, o pequeno Teemo é lembrado como sendo o próprio inferno encarnado de acordo com a comunidade de jogadores. O seu status como o “campeão mais irritante” atingiu um patamar tão grande fora da comunidade que até a própria Riot faz questão de reconhecer isso, como, por exemplo, a skin “Capeteemo”. 

Tem pessoas que acham essa fama um exagero, porém na prática sempre acabam mudando de ideia quando o maldito Yordle começa a plantar cogumelos explosivos por todo o mapa, dando slow e dano por segundo em cada desavisado ingênuo que arriscar um passo em falso.

4- Master Yi




Simples, direto e extremamente efetivo quando consegue pegar qualquer tipo de vantagem capitalizando em cima de erros bobos do time adversário. Não tem mistério com o Master Yi, se você é minimamente competente e está com vantagem de ouro basta então apertar a tecla R e Q que nem um louco para sair fatiando a vida dos oponentes que nem manteiga. 

O pior de tudo é que não dá para subestimá-lo. Seu time pode simplesmente destruir o jogo do Yi durante os primeiros 20 minutos que ainda não vai adiantar de nada se você bobear e deixar ele pegar uns restos de kill. Não é à toa que ele é responsável por traumatizar novatos. Não se pode errar muito contra ele e isso não é algo que todo time de nível baixo sabe fazer.

3- Evellyn/Shaco



Lembra da “ameaça global” que mencionei lá em cima? Então... E se eu te dissesse que tem algo bem mais aterrorizante e fácil de executar do que aquilo? Pois é, a Evellyn ou o Shaco podem ficar invisíveis e abusar disso para anular a detecção das wards normais. Estando na rota, toda a experiência que você adquiriu para se prevenir de ganks vai pro ralo quando um Shaco aparece atrás de você apenas para te finalizar. 

Além do terror psicológico de jogar sabendo que eles podem aparecer a qualquer momento, ambos possuem o dano explosivo de um assassino, diferentemente do Shen e Twisted Fate, que geralmente precisam do apoio do time para coordenar seus ganks. Também é muito irritante quando eles invadem a sua jungle de forma furtiva com o intuito de roubar seu farm no início do jogo.

2- Katarina



Pegue tudo o que eu falei do Master Yi, adicione muito dano explosivo em área e uma mobilidade infinitamente superior para obter a rainha da Solo Queue, também conhecida como Katarina. Os principais problemas que impedem o Master Yi de ficar forte com consistência praticamente não existem com a Katarina. Com um early game decente, diversas maneiras de se esquivar do perigo e a capacidade de ser muito mais útil em team fights, não é à toa que a assassina passou anos sendo constantemente a primeira escolha de banimento nas partidas ranqueadas.

1- Yasuo



É muito difícil tentar explicar o que torna o Yasuo tão irritante de se enfrentar. Será que é a índole questionável da grande maioria das pessoas que costumam usá-lo? Talvez seja a opressão insana que ele pode colocar na lane? Ou então os críticos absurdos que ele pode distribuir mesmo estando fraco na partida? Na minha opinião, acho que tudo isso seria aceitável se não fosse pela mobilidade absurda que ele tem perto da wave de minions e aquela maldita parede de vento.

Sério, não tem nada mais enfurecedor nesse mundo do que ver todas as suas habilidades e ataques básicos sendo completamente anulados por causa de uma mísera barreira de ventinho. Só existem dois tipos de pessoas que não se irritam com o Yasuo: os próprios jogadores de Yasuo e aqueles que nunca jogaram League of Legends.

Revisão: Farley Santos

Estudante de jornalismo que não vê a hora de achar um estágio. Apaixonado por videogames e esperando o fim de Hunter x Hunter e Berserk desde que me entendo por gente.


Disqus
Facebook
Google