Emika Games, estúdio independente, fecha por causa da política de reembolsos do Steam

Brecha no regulamento permitia que jogadores conseguissem terminar o jogo e pegar seu dinheiro de volta.


Por meio de seu perfil no Twitter, a Emika Games, desenvolvedora independente de jogos de horror, anunciou que está encerrando suas atividades por tempo indeterminado. O motivo que levou a este fim foi um "golpe" que está sendo aplicado pelos jogadores no Steam, tirando vantagem da política de reembolsos da loja.



Para solicitar um reembolso na loja da Valve o usuário precisa atender alguns requisitos: o comprador tem um prazo de duas semanas contados a partir da data da compra e o conteúdo não pode ter mais que duas horas de uso. Summer of '58, título da Emika Games disponível na loja, foi o catalisador deste problema. Segundo relatos dos próprios usuários no Steam, o jogo pode finalizado em pouco mais de 90 minutos, o que o torna elegível para a solicitação do reembolso.

Mesmo com avaliações 'muito positivas' na loja, as pessoas estavam comprando, jogando, e então solicitando a devolução do valor pago, causando prejuízo ao desenvolvedor. Por conta dessa brecha  a Emika Games resolveu encerrar o desenvolvimento de um novo título, From Day to Day, que inclusive já possui uma versão de demonstração disponível na loja, e deixar o mercado de games. Na nota, além de agradecer pelo apoio, confirmou que o novo jogo não será finalizado e que sua decisão é por tempo indeterminado.
Com a repercussão do caso, alguns jogadores se solidarizaram e começaram a comprar o jogo para tentar ajudar o desenvolvedor. Em uma nova nota, ele enfatiza que não divulgou o caso para ganhar publicidade e voltou a agradecer aos que se dispuseram a apoiar, mesmo não encorajando ninguém a comprar Summer of '58 apenas para esse fim.
A política de reembolsos do Steam foi elaborada pensando nos títulos de maior orçamento, os AAA, que em sua maioria exigem bem mais tempo de jogo para serem finalizados. O caso da Emika Games é o primeiro que chega a público escancarando essa falha no regulamento da loja da Valve que prejudica, em grande parte, os desenvolvedores independentes, que são maioria na plataforma.

Fonte: PC Gamer

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos que acabam em discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


Disqus
Facebook
Google