Coreia do Sul decide abolir a "Lei do desligamento"

Jovens menores de 16 anos eram proibidos de jogar online durante a madrugada.


O Ministro da Cultura, Esportes e Turismo juntamente com o Ministro da Igualdade de Gênero e Família da Coreia do Sul, decidiram abolir a lei que proíbe menores de jogarem online durante a madrugada. Agora, a China se tornou o único país que o governo possui controle sobre o tempo de jogo das pessoas.

Em 2011, a Coreia do Sul decidiu adotar uma medida polêmica para restringir o tempo que menores de idade passavam jogando em dispositivos, principalmente nos computadores. Para isso, a Assembléia Nacional da Coreia do Sul instituiu o Ato de Proteção à Juventude, também conhecido como “Lei do desligamento” ou “Lei Cinderela”. 

É comum jovens sul-coreanos passarem horas jogando online nos PC Bang
Essa medida proibiu menores de 16 anos de acessarem jogos online da meia-noite às seis horas da manhã, estabelecendo multas de cerca de 10 milhões de won para empresas que descumprissem a lei. Embora o foco da proibição fossem os computadores, a Sony e a Microsoft desligaram seus serviços online e também foram impactadas. 

A decisão de abolir a lei ocorreu baseada na criação de um "sistema de escolha", que permite que os pais ou responsáveis delimitem o tempo e os horários em que os jogos estarão disponíveis para os jovens. O governo coreano, com o apoio da Associação Coreana da Indústria de Jogos,  vai dirigir seus esforços para revisar o Ato de Proteção à Juventude e abolir a "Lei do desligamento" até o final do ano.

Fontes: Kotaku e The Korea Herald


Biólogo que vive em jogatinas há muitos anos, passou por alguns consoles, mas segue por mais tempo na dinastia Playstation. Curte franquias como Metal Gear, Silent Hill e God of War, mas gosta de outros tantos jogos também. Fala de tudo um pouco em @afogadosnodeserto


Disqus
Facebook
Google