Jogamos

Análise: BlueStacks 5 (PC): o emulador de Android está mais rápido e eficiente do que nunca

Curta seus jogos de Android no conforto do seu PC.


Emuladores são softwares que fazem um determinado equipamento se comportar como se fosse outro e são muito úteis para diversas aplicações. BlueStacks 5 é um dos mais populares emuladores de Android para PC, sendo especificamente voltado para jogos.


Existem muitos motivos para rodar um jogo de Android no PC. No computador você tem à disposição uma tela grande e pode jogar mais confortavelmente com teclado, mouse e controle ao invés da pequena tela touchscreen. Outro motivo é poder rodar aplicativos mais pesados quando você não tem um celular potente ou com memória sobrando. Pode ser útil também para testar como um determinado jogo se comporta em um celular antes de comprar o aparelho, já que o programa permite alterar o modelo que está sendo emulado. Por fim, programas como o BlueStacks 5 oferecem diversas ferramentas e facilidades, como ferramentas para gravação de vídeo ou programação de macros, úteis para automatizar procedimentos repetitivos.

O Android no PC

BlueStacks 5, como seus antecessores, é bem fácil de instalar. Basta você baixar o software gratuitamente no site oficial. Uma vez instalado, a interface é similar à de um dispositivo rodando Android.

Na interface principal há o ícone da Play Store, onde após registrar a sua conta, você pode instalar quaisquer aplicativos que tenha adquirido nesta loja, de modo idêntico ao que faria em um celular.

Entre os emuladores que já testei, gosto da família BlueStacks exatamente por esta facilidade de uso e grande quantidade de recursos que oferece. Mas havia um problema sério nas versões anteriores, que era o uso excessivo de recursos do computador. Ele consumia a memória RAM e processamento de maneira voraz, de forma que ficava difícil e pesado rodá-lo em máquinas menos parrudas.

Mas será que está melhor mesmo?

A versão que testamos nesta análise, BlueStacks 5, foi desenvolvida tendo em mente atacar este problema, especificamente focando na otimização de desempenho e recursos.

Para o comparativo de eficiência, fiz a medição do consumo de recursos de sistema com o emulador rodando Asphalt 9, na tela de seleção do jogo.

BlueStacks 4: 35,3% da CPU, 471 MB de memória e 1,2 MB/s de disco.
BlueStacks 5: 24,6% da CPU, 260 MB de memória e 0,1 MB/s de disco.





Tempo de carregamento de Asphalt 9, até a tela inicial do jogo:

BlueStacks 4: 52 segundos
BlueStacks 5: 25 segundos

Podemos notar que, de fato, a equipe do BlueStacks conseguiu otimizar o código do programa de modo que ele oferece um grande ganho de eficiência em relação a seu antecessor. Rodando os programas de forma prática (jogando), notei que BlueStacks 5 é mais responsivo que a versão anterior. Além desse aumento no desempenho, existe um botão dedicado para a liberação de memória RAM, aliviando ainda mais os recursos do computador.

Estes testes foram executados em um computador mediano, com processador Intel Core i5-6400, 8 GB de RAM, Windows 10, placa de vídeo GTX 1060 e HD SSD.

ECO

Uma das novidades desta versão é o Modo Eco, que reduz consideravelmente o uso de CPU e GPU, o que é muito útil quando você está jogando em um notebook e precisa economizar a bateria, ou se consumo de energia é relevante na sua aplicação. Em meus testes, o modo realmente funciona, e a diferença é mais perceptível quando o emulador está em multitarefa, processando várias coisas ao mesmo tempo.


Fazendo o mesmo teste do Asphalt 9 rodando no modo ECO, os resultados foram:

BlueStacks 5 normal: 24,6% da CPU, 260 MB de memória e 0,1 MB/s de disco.
BlueStacks 5 em modo ECO: 9,9% de CPU, 255 MB de memória e 0,1 MB/s de disco.

Embora o modo ECO não seja exatamente voltado para isso, ele também pode ser útil para rodar o programa em um computador com hardware mais modesto. Caso você tenha um PC sem placa de vídeo dedicada, existe também a opção de utilizar o renderizador DirectX ao invés de OpenGL.

Mas nem tudo é vantagem: este modo limita a quantidade de quadros por segundo (fps) que o emulador exibe, o que pode atrapalhar a jogabilidade em jogos de tiro, corrida ou ação. Por outro lado, para jogos em turnos ou que não exijam responsividade instantânea, acredito que seja uma boa pedida.

Rodando (quase) tudo

Executei testes práticos com vários jogos de características diferentes. O que mais gostei de jogar no BlueStacks 5 foi Free Fire, onde meu desempenho foi muito melhor do que costuma ser no celular. Isso porque pude usar controles de teclado e mouse e visualizar o campo numa tela muito maior. Chega a parecer uma vantagem injusta, mas não infringe as regras do jogo.


Também foi bastante gostoso jogar jogos de corrida como Asphalt 9 e Horizon Chase com o conforto de um controle Xbox. Os gráficos ficam ótimos e após algum tempo de imersão, você se esquece que está jogando jogos de celular.

Indo para o campo tático em Fire Emblem: Heroes, a interface parece meio estranha pois é um título jogado na vertical. Isso faz com que a tela pareça “pequena” no monitor, que tem disposição horizontal, e faz parecer que está “sobrando” muita tela. As interfaces de soltar e arrastar também parecem mais práticas no celular de verdade do que usando o mouse. Por outro lado, no emulador temos o recurso de macro, que automatiza missões repetitivas, poupando-me de um tempão de trabalho — com esse recurso, no caso de Fire Emblem Heroes, não é mais necessário comprar o Feh Pass, recurso pago que automatiza certas tarefas no jogo.

O macro também foi muito útil em Grand Chase que, embora tenha o recurso de repetição de missões gratuito, possui tarefas que tomam bastante tempo. Isso era um problema, pois mesmo rodando sozinho, o jogo precisava estar em primeiro plano no dispositivo. Agora ficou muito mais fácil farmar, pois eu deixo o BlueStacks rodando no computador enquanto fico com o celular livre para fazer outras coisas.

BlueStacks 5 detecta automaticamente qual jogo está rodando e coloca um esquema de controle por teclado e mouse já configurado e pronto para usar. Os controles podem ser customizados ao gosto do usuário, mas para mim as pré-configurações de fábrica já estão ótimas, especialmente para Free Fire. Mesmo jogos muito recentes, como Touhou LostWord, já tem esquemas de controles pré-definidos.


Infelizmente nem tudo é perfeito e alguns jogos não se mostraram compatíveis com o emulador. Dentre os que eu procurei, não consegui rodar Magic Arena nem Genshin Impact, que são bastante populares. Se bem que, honestamente, não faria sentido rodar a versão para Android nestes casos, pois se você está em um PC, é muito melhor rodar as versões desktop destes jogos. Fica porém a nota de que existem jogos que não rodam em BlueStacks 5.

No campo dos aplicativos, é possível rodar diversos aplicativos de banco, streaming de vídeos, YouTube e WhatsApp no emulador, embora novamente eu fique com a dúvida de qual seria a vantagem de rodar a versão android se todos eles possuem versões para PC.

Caixa de Ferramentas

Além dos já citados Modo ECO e gravação de macros, BlueStacks 5 oferece uma série de recursos interessantes. Uma delas é a possibilidade de rodar em múltiplas instâncias. Isso permite que várias janelas sejam abertas, cada uma simulando um dispositivo individual. Com isso você pode fazer raids em grupo sem precisar de um monte de aparelhos.


Outra facilidade é usar a ferramenta de captura de tela, que é muito mais prática que os recursos internos dos celulares para tal. Também é possível adicionar e personalizar controles na tela, simulando ponto de toque, repetições, D-Pads, deslizar o dedo, zoom, rolagem e muitas outras ações. O aplicativo permite o uso de teclado e controles mesmo em jogos que não oferecem esses recursos nativamente. Por fim, BlueStacks 5 pode ser um bom campo de testes. Você pode testar APKs “não oficiais” sem o risco de comprometer seu celular.

Vale a pena?

BlueStacks 5 é um ótimo emulador, repleto de recursos interessantes e muito fácil de usar. A versão atual está muito mais eficiente que seus antecessores, resolvendo de vez a maior crítica que eu tinha sobre este software. Apesar de existirem jogos populares que ainda não são compatíveis, fica aqui a minha recomendação para o programa, especialmente considerando que é uma aplicação gratuita e com tantas vantagens.

Prós

  • Gratuito;
  • Versão atual está muito mais rápida e eficiente;
  • Muito fácil de usar;
  • Possui diversas ferramentas úteis.

Contras

  • Não é compatível com todos os aplicativos da Play Store.

Bluestacks 5 - PC - Nota: 9.5

Revisão: Farley Santos
Análise produzida com cópia digital cedida pela BlueStacks


é engenheiro eletrônico e tem uma filha fofinha que tenta morder os controles do papai. Curte jogos de luta, corrida e ação. Gosta de acompanhar a evolução da indústria dos games e considera-os um dos melhores entretenimentos do mundo.


Disqus
Facebook
Google