Relembre 10 jogos cancelados na oitava geração de consoles

Falência e conflitos de interesses estão entre alguns dos motivos de grandes cancelamentos.


Durante todos esses anos de existência do PlayStation 4 e do Xbox One, com o Nintendo Switch chegando um pouco atrasado geração, vimos muitos jogos ganharem vida e fazerem história na indústria dos videogames. Mas muitos deles, mesmo com seus anúncios grandiosos e alta expectativa, sequer chegaram a ver a luz do dia.


Com o fim da geração chegando, resolvemos listar os principais jogos que foram cancelados para PS4, XBO e PC, alguns por motivos bastante específicos e um tanto quanto surreais.

Scalebound (XBO)

Um dos maiores cancelamentos da geração foi Scalebound, jogo para Xbox One que era muito aguardado pelos fãs da Microsoft como, potencialmente, maior exclusivo do console. Em desenvolvimento pela PlatinumGames, o título foi anunciado na E3 2014 e chegou a ter demonstrações jogáveis em eventos, mas acabou sendo cancelado três anos após sua divulgação.

Phil Spencer, chefe da divisão do Xbox na Microsoft, limitou-se a informar que foi a melhor decisão para os jogadores, mesmo que fosse decepcionante. Houve especulações de muitos problemas e falhas da equipe do projeto, que teriam levado ao cancelamento do título. Com isso, a PlatinumGames pode focar seus esforços na finalização de Nier: Automata, lançado em 2017.

The Wolf Among Us 2 (Multi)

Apesar de apostar no sucesso de grandes franquias para desenvolver seus jogos, como The Walking Dead e Batman, um dos projetos mais bem-sucedidos da ex-falida Telltale foi The Wolf Among Us. A continuação da história de Bigby Wolf havia sido confirmada antes de a empresa declarar falência, em 2018, cancelando os projetos de todos seus jogos.

Porém, após a compra dos ativos da Telltale pela LCG, que demonstra grande interesse em retomar a criação de jogos das franquias, The Wolf Among Us 2 foi reanunciado em dezembro de 2019 na The Game Awards. Mas, desde então, tivemos nenhuma novidade sobre o título que, segundo rumores, pode ser lançado em algum momento de 2021.

Overkill's The Walking Dead (Multi)

Um jogo bastante aguardado da franquia The Walking Dead chegou a ser lançado para PC, mas foi removido da Steam em janeiro de 2019. Já as versões de PS4 e Xbox One nem chegaram a ver a luz do dia. O jogo, que teve seu anúncio em 2014 e lançamento em novembro de 2018, foi cancelado após uma recepção negativa dos fãs na versão de PC, que esperavam algo totalmente diferente.

A Starbreeze, responsável pelo desenvolvimento de Payday, não conseguiu reproduzir as promessas feitas nas poucas aparições do jogo até seu lançamento para PC. Após dificuldades para melhorar o game e do comunicado da Skybound, detentora dos direitos de The Walking Dead, de que estaria encerrando o contrato com a desenvolvedora, a Starbreeze optou por cancelar as versões de consoles e encerrar a comercialização do jogo na Steam, após cinco meses de seu lançamento.

Tom Clancy's Rainbow Six: Patriots (Multi)

Em 2011 havia sido anunciado um novo jogo da franquia Rainbow Six, intitulado Patriots. Planejado para sair para a antiga e para a atual geração, o game foi cancelado três anos após seu anúncio. Segundo a Ubisoft, o jogo não estava adequado ao conceito da série, por focar em narrativa e campanha single-player.

Com o cancelamento de Patriots, a Ubisoft Montreal conseguiu focar seus esforços em Rainbow Six: Siege, lançado em 2015 e com total foco no multiplayer, que faz grande sucesso até hoje.

Silent Hills (PS4)

Um dos cancelamentos mais polêmicos da geração, o novo Silent Hills, que seria uma parceria entre Hideo Kojima e Guillermo del Toro, foi apresentado em forma de teaser jogável (o famoso P.T. – Playable Teaser) em 2014. Mesmo cancelado e apenas com sua demo de apresentação, o título conseguiu deixar sua marca entre os melhores jogos de terror da geração, por conta de sua imersão assustadora e excitante. 

Silent Hills, que contava com Norman Reedus como protagonista, acabou sendo cancelado após alguns rumores de conflitos de interesses entre Kojima e a Konami. Após algumas semanas, o triste cancelamento foi confirmado por del Toro e a desenvolvedora. Após alguns anos a parceria entre Kojima, Reedus e del Toro continuou firme, e disso surgiu o tão aguardado (e confuso) Death Stranding.

Após ser removido da PS Store, muitos jogadores que ainda tinham uma cópia de P.T. em seus consoles anunciaram os eletrônicos por um valor muito acima do mercado, chegando à casa dos R$4.500,00. Outros manterão a demonstração de Silent Hills eternizada nos HDs de seus consoles, considerando-os “item de colecionador”.

Star Wars 1313 (PS4 e XBO)

Não foi apenas nos cinemas que uma das maiores franquias já produzidas, Star Wars, fez sucesso. Há anos o universo de Guerra nas Estrelas vem ganhando diversos títulos para consoles e PC, desde spin-offs a adaptações de filmes, e um destes jogos acabou não vendo a luz do dia.

Star Wars 1313 foi anunciado com um teaser em agosto de 2012 e estava sendo desenvolvido pela LucasArts. Devido à compra da LucasFilm pela Disney, e consequentemente os direitos de Star Wars, o título acabou sendo cancelado em 2013. Muitos fãs ficaram decepcionados com o seu cancelamento, uma vez que ele trazia uma abordagem bastante diferente do que já havia sido visto em games da franquia. Há rumores de que o protagonista seria o caçador de recompensas Boba Fett, apesar de a demonstração apresentar um personagem desconhecido ao público.

Dead Island 2 (Multi)

Há uma dúvida gigante quando falamos de Dead Island 2, que foi apresentado na E3 2014 com um trailer divertido e marcante. Após sua revelação um tanto quanto extravagante, tivemos poucos detalhes sobre seu desenvolvimento e previsão de lançamento.

Seu desenvolvimento começou com a Techland, que resolveu dar ênfase em Dying Light. Desde então o jogo passou por diversas desenvolvedoras, sendo a Dambuster Studios a “atual” responsável. Até hoje surgem notícias sobre o jogo ter sido cancelado ou informam que o título continua em desenvolvimento, mesmo que muito lento. Há inclusive especulações de que o título deve sair para a nova geração de consoles, mas, devido a tanta espera, o game já caiu no esquecimento dos jogadores que já superaram o anúncio de 2014.

Fez II (PS4)

Continuação do premiado jogo de quebra-cabeças de 2012, Fez II teve seu anúncio realizado durante a E3 2013. Porém, poucas semanas depois, Phil Fish, criador da Polytron Corporation, informou que o jogo havia sido abandonado. Por conta da fama de “surtado” de Fish na internet, muitos jogadores acreditam ser apenas outro ataque histérico do produtor, mas o Twitter oficial da Polydron também confirmou o cancelamento da produção de Fez II.

E o motivo, acredite ou não, foi um vídeo de um jornalista que criticou Phil Fish por querer comentar apenas sobre seus jogos e não de assuntos em comum na indústria, como uma nova política, na época, da Microsoft sobre facilitar a publicação de jogos indies na plataforma, uma vez que o produtor não tinha uma boa relação com a empresa do Xbox.

Fable Legends (XBO / PC)

Um jogo free-to-play que custou muito caro, inclusive o trabalho de dezenas de pessoas e anos de trabalho desperdiçado. O game de ação cooperativo chegou a ter uma fase de beta fechado mas, infelizmente, teve seus servidores desligados em 2016, sem ter seu lançamento oficial.

O motivo do cancelamento de Fable Legends foi seu custo elevado para um jogo gratuito, já que o estúdio tentava atender tanto pedidos dos fãs quanto da Microsoft, que queria determinadas tecnologias suas no desenvolvimento do título. Pouco tempo depois, a Lionhead Studios, responsável pela produção, foi fechada pela Microsoft após 20 anos de história.

Skytorn (Multi)

Idealizado pela Matt Makes Games, criadores do aclamado Celeste, Skytorn era um jogo no estilo metroidvania, porém gerado proceduralmente. Após seis anos em desenvolvimento, o projeto foi cancelado no final de 2018. De acordo os desenvolvedores, o game teve sua produção interrompida devido a problemas que não alcançavam soluções e uma falta de clareza sobre o que o projeto de tornaria.

O desenvolvimento do título chegou a ser interrompido para dar ênfase na produção de Celeste, lançado em 2018, já mostrando sinais de que o projeto não era mais prioridade para a equipe. Mas parece que o estúdio fez a escolha certa, pois Celeste conquistou o prêmio de Melhor Jogo Independente na The Game Awards de 2018.


E você, leitor, conhece algum outro grande título que deveria ter sido lançado nesta geração, mas sequer chegou a ganhar vida? Deixe nos comentários!

Revisão: José Carlos Alves

Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google