Blast Test

Fall Guys: Ultimate Knockout (PS4/PC) traz partidas online que evocam as insanas gincanas da TV japonesa

Trazendo o espírito de gincanas para partidas multiplayer online, o novo título promete ser uma ótima opção para as jogatinas de final de semana com amigos.


Quando foi mostrado pela primeira vez, Fall Guys: Ultimate Knockout (PS4/PC) fez muitos jogadores o associarem às famosas gincanas que passam na TV japonesa, e nós, brasileiros, logo nos lembramos de vários programas dominicais que se utilizavam de quadros no mesmo estilo. E é trazendo esse formato para um jogo multiplayer online que o título consegue proporcionar uma divertida e diferente experiência.


Nós tivemos acesso ao beta fechado que contava com uma quantidade generosa de conteúdo, desde várias provas diferentes a uma gama de opções para customizar o nosso avatar.

O show já vai começar.

Logo ao abrir, o jogo te coloca em uma interface bem simples, em que basta apertar um botão para começar uma nova partida, aqui denominada show. Mas antes de partir para a ação, é possível customizar o avatar com algumas opções de cores, acessórios ou roupas temáticas. Essas customizações não têm influência no gameplay, mas te destacam no meio de tantos outros competidores durante as provas que podem contar com até 60 jogadores simultâneos.



Cada show é composto por uma quantidade aleatória de provas diferentes que aos poucos vão eliminando os participantes até que reste apenas o grande vencedor daquela série. Todos que participarem irão ganhar pontos de reputação, que servem para fazer o seu rank na temporada subir e destravar novos itens cosméticos: moedas que provavelmente vão ser utilizadas na loja dentro do jogo. Durante o nosso teste, ela ainda não estava disponível e o prêmio para o grande vencedor é uma coroa dourada, que ainda não tinha funcionalidade dentro do beta.

A ponte do rio que cai

A jogabilidade é bem simples e acessível, sendo composta por poucas ações, apenas podemos andar, pular, mergulhar para frente e temos um botão que possibilita agarrar objetos ou outros jogadores. Apesar dessa simplicidade em seus controles, as provas que iremos encontrar são bem diversas e conseguem criar situações divertidas e desafiadoras mesmo com o pequeno conjunto de comandos.



As provas são divididas em categorias de acordo com o seu estilo e objetivo final. Temos as de corrida, que representam a maior parte delas, nas quais os jogadores devem superar uma série de obstáculos, como bolas gigantes, plataformas giratórias, canhões de frutas gigantescas, entre outras maluquices para conseguir chegar ao ponto final em uma posição da classificação. As provas de sobrevivência e lógica têm objetivos finais parecidos. Basta não ser jogado para fora da arena. Mas, enquanto a primeira propõe desafios como não ser empurrado por um bloco gigante direto na lama, a segunda envolve situações como jogos de memória onde uma imagem irá aparecer na tela e você deve decorar qual plataforma tem a mesma figura a fim de não cair e ser desclassificado.

Para minha surpresa, a desenvolvedora também adicionou provas cooperativas onde times serão formados e devem trabalhar para a conclusão de um objetivo em comum, que variam desde uma partida de futebol meio desajeitada a uma corrida onde a equipe que conseguir empurrar primeiro uma bola gigante até a linha de chegada continua na competição. Esse tipo de atividade se mostrou muito divertida e essencial para adicionar variedade ao gameplay.



Um ponto muito importante e que deu para perceber bem durante o nosso teste é como o jogo se esforça para ser acessível. Ele tenta simplificar tudo o que consegue em prol de que mais pessoas possam se divertir em sua proposta, e isso se aplica tanto à interface quanto aos controles simplificados. Ao perder, você não precisa esperar todo o show terminar: é simples, apenas saia e comece a procurar novamente por mais uma rodada de provas.

Colorido e engraçado

Toda a direção de arte do jogo é voltada para criar um ambiente bastante lúdico, onde cores vibrantes e formas geométricas simples compõem cenários agradáveis e que, mesmo sem utilizar técnicas sofisticadas de renderização, saltam aos olhos de qualquer um que se deparar com um vídeo ou uma imagem por aí na internet. 



É possível enxergar um grande potencial de o jogo começar a povoar as transmissões de vários streamers. O estilo de gameplay que gera situações engraçadas e divertidas em conjunto com o visual que chama a atenção, e que tem a característica de prender o nosso olhar quando estamos passando por várias thumbnails, certamente irão impulsionar Fall Guys nas plataformas de streaming.


Uma boa diversão para o final de semana

Mesmo estando no beta (que por sinal foi bem estável e sem problemas), Fall Guys se mostrou um título bem divertido de se experimentar mesmo em jogatinas com desconhecidos, criando situações diversas e imprevisíveis em todas as suas provas. Por seu estilo de multiplayer mais “casual”, ele pode cair no marasmo e na repetição para alguns, mas, se mantiverem o jogo atualizado com novas provas, o que a divisão por temporadas indica, essa pode ser uma excelente opção para guardar na biblioteca e dar uma jogada esporádica nas tardes de domingo.

Revisão: Ives Boitano
Texto de impressões produzido com cópia digital cedida pela Devolver Digital


Escreve para o GameBlast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


Disqus
Facebook
Google